Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/17669
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_DimensaoNacionalCustos.pdf202,51 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: A dimensão nacional dos custos de transação : oportunidade e confiança institucional
Autor(es): Boehe, Dirk Michael
Balestro, Moisés Villamil
Assunto: Teoria dos Custos de Transação
Internacionalização de empresas
Comportamento oportunista
Data de publicação: 2006
Editora: Escola de Administração da UFRGS
Referência: BOEHE, Dirk Michael; BALESTRO, Moisés Vilamil. A dimensão nacional dos custos de transação: oportunismo e confiança institucional. Revista Eletrônica de Administração, Rio de Janeiro, v. 12, n. 1, p. 140-158, jan./fev. 2006. Disponível em: <http://seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/40375/25653>. Acesso em: 29 dez. 2014.
Resumo: A propensão ao comportamento oportunista por parte dos indivíduos, pressuposto presente na Teoria dos Custos de Transação (TCT), é muitas vezes tratada de forma universal, sem considerar que essa propensão possui variação de um país para outro. O objetivo deste artigo é mostrar que pesquisas acadêmicas e aplicações gerenciais que utilizam a TCT devem levar em conta a relação entre os diferentes ambientes institucionais e a propensão ao comportamento no âmbito da sociedade.Para tanto será investigada a propensão ao comportamento oportunista em 27 países e em que medida ela está relacionada com a confiança nas instituições. Será argumentado que os países com uma maior propensão a comportamento oportunista e uma menor confiança nas instituições podem apresentar custos de transação mais altos e vice-versa. A partir de uma revisão de literatura sobre o conceito dos custos de transação, foram construídos índices para medir a confiança em instituições e a propensão ao comportamento oportunista da população de 27 países em seis continentes. A amostra analisada contém aproximadamente 45.000 observações e foi retirada da World Values Survey. No presente artigo serão formuladas várias proposições que podem servir como base para pesquisas sobre cooperação interempresarial em diferentes ambientes institucionais e internacionalização de empresas. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Opportunistic behavior, one of the assumptions of Transaction Cost Economics (TCE), is often seen as an universal concept neglecting that opportunism may vary from one country to another. The aim of this article is to show that academic research as well as managerial applications which use TCE should consider the relationship between different institutional environments and propensity to opportunistic behavior in society. For this reason we will investigate the propensity towards opportunistic behavior in 27 countries and to which extent opportunism is related to confidence in institutions. It will be argued that countries with a higher inclination towards opportunistic behavior and lower confidence in institutions may show higher transaction costs and vice-versa. Drawing on literature review, two indexes were built in order to measure opportunistic behavior and confidence in institutions. The sample of 27 countries from six continents was extracted from the World Values Survey. Based on our results, several research propositions will be formulated. They may serve as a basis for research on cooperation in different institutional environments and business internationalization.
Licença: Licença Creative Commons (BY-NC) permite copiar, distribuir, transmitir e adaptar o trabalho desde que citado o autor e licenciante, não sendo permitindo o uso para fins comerciais. Fonte: http://seer.ufrgs.br/index.php/read/about/submissions#copyrightNotice. Acesso em: 06 jan. 2015.
Aparece nas coleções:ELA - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.