Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/17247
Files in This Item:
File SizeFormat 
2014_GeraldoFerreiradeOliveira.pdf2,32 MBAdobe PDFView/Open
Title: Prevalência de fatores de risco cardiometabólicos em comunidade indígena no Brasil central : um estudo transversal de base populacional
Authors: Oliveira, Geraldo Ferreira de
Orientador(es):: Pereira, Maurício Gomes
Assunto:: Índios da América do Sul - Mato Grosso do Sul (MS)
Índios - saúde - Brasil
Sistema cardiovascular - doenças
Hipertensão
Diabetes
Obesidade
Issue Date: 5-Dec-2014
Citation: OLIVEIRA, Geraldo Ferreira de. Prevalência de fatores de risco cardiometabólicos em comunidade indígena no Brasil central: um estudo transversal de base populacional. 2014. 94 f., il. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Abstract: Introdução: Obesidade, hipertensão arterial e diabetes melito são fatores de risco para o desenvolvimento das doenças cardiovasculares. As mudanças de hábitos, a desintegração do ambiente sociocultural e a crise de identidade podem contribuir para o aumento da prevalência dessas doenças crônicas entre os indígenas brasileiros. Objetivo: Avaliar as prevalências de hipertensão arterial, diabetes melito, tolerância à glicose diminuída, obesidade e sobrepeso e os fatores associados na população indígena adulta da aldeia Jaguapiru (MS). Métodos: Estudo transversal de base censitária realizado de janeiro de 2009 a julho de 2012, na população adulta da aldeia Jaguapiru. Foi aferida a pressão arterial por duas vezes e calculada a média. Peso, altura, circunferência abdominal e glicemia capilar de jejum foram medidas. O teste oral de tolerância à glicose foi realizado quando necessário. Mulheres grávidas e não indígenas e seus descendentes que residem na aldeia foram excluídos. As variáveis independentes sociodemográficas e clínicas foram avaliadas por análises uni e multivariadas. Resultados: Foram incluídos 1.608 indígenas totalizando 82% da população elegível para a pesquisa. As prevalências de diabetes melito foram 5,6% (IC 95%:4,34-6,63%), de hipertensão arterial 29,5% (IC 95%: 27,0-31,5%) e obesidade 23,2% (IC 95%: 20,9-25,1%). Não houve diferença estatisticamente significativa na prevalência de hipertensão entre os sexos. A hipertensão diastólica, comparada com a sistólica, foi mais prevalente em ambos os sexos. Obesidade, diabetes e a idade associaram-se positivamente à ocorrência de hipertensão arterial. A prevalência da obesidade foi maior entre as mulheres 30% (IC 95%:27,0-33,1) comparada aos homens, 15%( IC 95%:12,4-17,5) mostrando-se mais elevada nos indivíduos de 40 a 49 anos de idade, enquanto o sobrepeso atingiu mais intensamente a população de 50 a 59 anos de idade. A prevalência de diabetes foi maior no sexo feminino, 7,4% (IC 95%:9,35-5,34) do que no masculino 3,4% (IC 95%: 5,23-1,44) mostrando-se majoritária nos indivíduos de 50 a 59 anos de idade. Hipertensão e obesidade associaram-se positivamente com o diabetes melito. Conclusão: A prevalência de hipertensão nos indígenas da aldeia Jaguapiru foi semelhante à encontrada na população brasileira não indígena. Por outro lado, detectou-se maior frequência de obesidade e sobrepeso e menor presença de diabetes melito. As três doenças revelaram-se associadas entre si. Constatou-se que o grupo de maior risco encontra-se nas faixas etárias acima de 40 anos. Políticas públicas voltadas para os fatores de risco cardiometabólicos são necessários para a população indígena.
Abstract: Introduction: Obesity, hypertension, and diabetes mellitus are risk factors for the development of cardiovascular diseases. Population changing habits, the social and cultural environment disintegration, and the identity crisis may contribute to the increasing prevalence of chronic diseases among Brazilian indigenous people. Objective: To evaluate the prevalence of hypertension, diabetes mellitus, impaired glucose tolerance, obesity, and overweight, and their associated factors in the adult indigenous population from village Jaguapiru (MS). Methods: A cross-sectional population-based study was conducted from January 2009 to July 2012 with the adult indigenous population from the village Jaguapiru. The blood pressure was measured twice and its mean was calculated. Measures of weight, height, waist circumference, and fasting capillary glucose were also collected. The oral glucose tolerance test was performed when needed. Pregnant women, glucocorticoid users, nonindigenous people and their descendants who lived in the village were excluded from the study. Finally, sociodemographic and clinical independent variables were tested by multivariate regression. Results: 1,608 eligible indigenous were included in the study. The prevalence of hypertension, diabetes mellitus, and obesity were respectively 29.5% (95% CI: 27 - 31. 5), 5.6% (95% CI: 3.6 - 7.5), and 23.2% (95% CI: 20.9 – 25.1). There was no significant difference in the prevalence of hypertension between men and women. Diastolic hypertension was more prevalent in both men and women. Obesity, diabetes, and age were positively associated with hypertension. The prevalence of obesity was higher among women 30% (95%CI: 27,0- 33.10) compared to men 15% (95% IC: 12,40- 17,50). It was also higher in individuals aged 40-49 years old, while the overweight was more prevalent in the population aged 50-59 years old. The prevalence of diabetes was higher among females compared to males (7.4% vs. 3.4%), and it was mainly higher in individuals aged 50-59 years old. Hypertension and obesity were positively associated with diabetes mellitus. Conclusion: The prevalence of hypertension among indigenous from village Jaguapiru is similar to the prevalence in the non-indigenous Brazilian population. Obesity and overweight are more prevalent in the indigenous population than in the non-indigenous one. The prevalence of diabetes mellitus and impaired glucose tolerance are lower in the indigenous population. Proper prevention and public health policies are critical for controlling overweight, hypertension, diabetes mellitus, and theirs complications.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2014.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FS - Doutorado em Ciências da Saúde (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/17247/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.