Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/17149
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_UmbelinadoRegoLeite.pdf5,52 MBAdobe PDFView/Open
Title: Perspectiva de tempo : teoria, medida e impacto no estresse
Other Titles: Time perspective : theory, measure and impact in the stress
Authors: Leite, Umbelina do Rego
Orientador(es):: Pasquali, Luiz
Assunto:: Stress (Psicologia)
Tempo - aspectos psicológicos
Psicologia do comportamento
Issue Date: 1-Dec-2014
Citation: LEITE, Umbelina do Rego. Perspectiva de tempo: teoria, medida e impacto no estresse. 2014. 259 f., il. Tese (Doutorado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Abstract: A presente tese está inserida no campo da Psicologia do Tempo. O objetivo geral foi investigar o construto perspectiva de tempo (PT), seu desenvolvimento e medida em relação à sua validação e adequação para realidade brasileira. Primeiramente foi realizada uma extensiva análise da literatura, os modelos conceituais e os instrumentos de medição. Dois estudos empíricos foram realizados. O Estudo I, de validação Inventário de Perspectiva de Tempo do Zimbardo (ZTPI) com 1.965 participantes com idade de 12 a 86 anos, utilizando análise fatorial exploratória e confirmatória e a análise de Teoria de Resposta ao Item possibilitou a calibração do instrumento que apresentou uma estrutura com 52 itens distribuídos em oito fatores: passado-positivo, passado-negativo-infortúnio, passado-negativo-remorso, presente-fatalista, presente-hedonista-emoção, presente-hedonista-curtição, futuro-responsabilidade e futuro-pontualidade. Os oito fatores não se agruparam como esperado teoricamente dentro dos três quadros temporais, ou seja, passado, presente e futuro, mas em três dimensões de atitude diante do tempo: hedonismo, compromisso e desespero. No Estudo II foi avaliado o papel da PT na instalação do estresse e como moderador da relação entre estresse, organização de tempo e outros indicadores de estresse, em uma amostra de 326 trabalhadores de vários setores, com idade entre 18 e 66 anos (M = 33,46, DP=10,38). A principal conclusão do estudo é que a PT e organização de tempo têm influencia em uma medida de estresse, com um peso maior do que preditores clássicos, como o sexo e tipo de trabalho. A importância do desenvolvimento de linhas de pesquisa centradas na investigação da PT é aqui enfatizada. E, mais especificamente, aponta para a continuação do processo de normatização do ZTPI, para que este se consagre um instrumento de medida psicológica válido. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This dissertation is embedded in the field of Psychology of Time. The overall objective was to investigate the construct of Time Perspective (TP), its development and measure with validation and adaptation to Brazilian reality. First, an extensive literature review of conceptual models and measurement instruments was performed. Two empirical studies were conducted. Study I, Zimbardo Time Perspective Inventory (ZTPI) Validation with 1,965 participants, ages 12-86 years, using exploratory and confirmatory factor analysis and analysis of item response theory enabled the calibration of the instrument that revealed a structure with 52 items divided into eight factors: past-positive, past-negative-misfortune, past-negative-remorse, present-fatalistic, present-hedonistic-excitement, present-hedonistic-enjoyment, future- responsibility and future-punctuality. These eight factors didn´t grouped into three time frame: past, present and future, but into three dimensional attitudes in relation to time: hedonism, engagement and despair. Study II evaluated the role of stress in TP installation and as a moderator of the relationship between stress, time organization and other stress indicators in a sample of 326 workers from various sectors, ages 18 to 66 years (M = 33.46, SD = 10.38). The main conclusion is that TP and organization of time influence the measure of stress, with a greater weight than traditional predictors, such as gender and job type. The importance of developing lines of research focused on the investigation of TP is here emphasized. And more specifically, it points to further standardization of ZTPI process for developing a valid psychological measurement instrument.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social das Organizações e do Trabalho, 2014.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:PSTO - Doutorado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/17149/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.