Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/17034
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_MauroMacieldeArruda.pdf5,34 MBAdobe PDFView/Open
Title: Acurácia e reprodutibilidade de testes imunoenzimáticos com antígenos de Leishmania major e Leishmania infantum para o diagnóstico de leishmaniose visceral canina no Brasil
Authors: Arruda, Mauro Maciel de
Orientador(es):: Romero, Gustavo Adolfo Sierra
Coorientador(es):: Noronha, Elza Ferreira
Figueiredo, Fabiano Borges
Assunto:: Leishmaniose visceral
Leishmania
Cão - doenças
Issue Date: 25-Nov-2014
Citation: ARRUDA, Mauro Maciel de. Acurácia e reprodutibilidade de testes imunoenzimáticos com antígenos de Leishmania major e Leishmania infantum para o diagnóstico de leishmaniose visceral canina no Brasil. 2014. 123 f., il. Tese (Doutorado em Medicina Tropical)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Abstract: Introdução: A leishmaniose visceral é uma enfermidade parasitária, provocada pelo protozoário Leishmania (Leishmania) infantum (sin. Leishmania (Leishmania) chagasi). A limitada acurácia dos testes empregados para o diagnóstico dos cães pode contribuir com o baixo impacto de uma das medidas de controle preconizadas pelo Ministério da Saúde brasileiro, a eutanásia de cães sororreagentes para leishmaniose. Os objetivos deste trabalho buscam estimar a acurácia e a confiabilidade de dois testes imunoenzimáticos que utilizam antígenos de L.(L.) major ou de L.(L.) infantum em laboratórios de diferentes níveis de complexidade e estimar a acurácia dos testes de ELISA e IFI aplicados em combinação sequencial ou de forma paralela, analisando os valores preditivos positivos e negativos destas abordagens em prevalências variáveis de infecção canina. Método e principais resultados: Foi utilizado um painel de 1.425 amostras de soros caninos, coletados em estudo multicêntrico. As amostras foram analisadas por meio de técnicas de visualização direta de parasitos, por estudo histopatológico corado com hematoxilina-eosina, pela técnica de imunohistoquímica e pelo isolamento do parasito em cultura. Estas técnicas constituíram o padrão de referência, sendo um caso positivo para a infecção por L. infantum o animal que apresentasse positividade em pelo menos um dos testes. Os resultados da acurácia do teste de ELISA com antígenos de L. major e L. infantum realizados em condições ideais no Laboratório de Referencia Nacional foi de 91,84% (IC95% 86,3 - 97,3) e 89,80% (IC95% 83,8 - 95,7) para sensibilidade e de 83,57% (IC95% 81,7 - 85,7) e 82,69% (IC95% 80,6 - 84,7) para especificidade, respectivamente. A AUC (área abaixo da curva ROC) foi de 0,920 para antígeno de L. major e de 0,898 para L. infantum. Os coeficientes de correlação intraclasse médios dos testes com antígenos de L. major, variaram entre 0,890 (0,876-0,902 IC95%) e 0,948 (0,942-0,953 IC95%) e com os antígenos de L. infantum entre 0,818 (0,792-0,841IC95%) e 0,879 (0,865-0,8910 IC95%). A sensibilidade e a especificidade do teste de imunofluorescência indireta (IFI) foi 90,8% (IC95% 84,2 - 97,5) e 53,4% (IC95% 51,6 - 55,1), respectivamente. Utilizados de forma combinada o teste de ELISA com antígeno de L. major e o teste de IFI mostraram que em paralelo o desempenho da sensibilidade global subiu para 99,2%, porém a especificidade diminuiu para 44,8%. Na utilização dos testes em série (ELISA seguido de IFI) observou-se uma diminuição na sensibilidade (83,3%) e melhora na especificidade (92,5%). Conclusões: A acurácia dos dois testes avaliados é semelhante, com um desempenho discretamente melhor do antígeno de L. major. A reprodutibilidade dos testes foi quase que perfeita (>0,81) com desempenho pouco melhor para o antígeno de L. major. Conclui-se, portanto, que não se justifica a mudança do antígeno no teste de ELISA atualmente constituído por L. major para diagnóstico de leishmaniose visceral canina no Brasil. Finalmente, a combinação dos testes de ELISA com antígeno de L. major seguido do teste de IFI melhorou a especificidade da abordagem diagnóstica, sem perda substancial da sensibilidade. A combinação em série destes testes pode satisfazer os anseios, tanto da saúde pública como dos proprietários de cães residentes em áreas endêmicas, por uma abordagem diagnóstica mais acurada da leishmaniose visceral canina. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
Background Visceral leishmaniasis is a parasitic disease caused by the protozoan Leishmania (Leishmania) infantum (syn. Leishmania (Leishmania) chagasi). The limited accuracy of diagnostic tests for canine leishmaniasis may contribute to the lack of impact of the control measures recommended by the Brazilian Ministry of Health, i.e., euthanasia of seroreactive dogs. The objective of this study was to estimate the accuracy and reliability of two ELISA tests employing L. (L.) major or L.(L.) infantum antigen used by laboratories of different levels of complexity and estimate the accuracy of the ELISA tests and IFI applied in sequential or parallel combination , analyzing the positive and negative predictive values of these variables approaches prevalence of canine infection. Methods and principal findings A series of 1,425 serum samples collected from dogs in a multicenter study was used. The samples were analyzed by direct visualization of the parasite in hematoxylin/eosin-stained sections, immune histochemistry, and isolation of the parasite in culture. These techniques represented the reference standard and an animal that was positive in at least one of the tests was defined as infected with L. infantum. The results of the accuracy of the ELISA test with antigens of L. major and L. infantum played in ideal conditions at the National Reference Laboratory was 91.84% (CI 95% CI 86.3 - 97.3 ) and 89.80% ( CI95% 83.8 - 95.7 ) for sensitivity and 83.57% (CI95% 81.7 - 85.7 ) and 82.59 ( CI95% 80.6 - 84.7 ) specificity%, respectively. The AUC (area under the ROC curve) was 0.920 for the L. major and L. infantum 0.898 to. The mean intraclass correlation coefficients of the tests ranged from 0.890 (CI95% 0.876-0.902) to 0.948 (CI95% 0.942-0.953) when L. major was used as antigen, and from 0.818 (CI95% 0.792-0.841) to 0.879 (CI95% 0.865-0.8910) when L. infantum was used. The sensitivity and specificity of indirect immunofluorescence assay (IFA ) was 90.8 % ( 95% CI 84.2 to 97.5 ) and 53.4 % ( 95% CI 51.6 to 55.1 ) , respectively. Used in combination with the ELISA antigen of L. major and the IFA test showed that parallel the performance of the overall sensitivity increased to 99.2 % , but the specificity decreased to 44.8 % . The use of serial testing ( ELISA followed by IFI ) observed a 15 decrease in sensitivity ( 83.3 % ) and improved specificity ( 92.5 % ). Conclusions The accuracy of the two assays was similar with a slightly better performance of the L. major. Reliability of the test was almost perfect (> 0.81) with slightly better performance for the L. major. These results do not support a change in the antigen composition of ELISA tests (L. major) currently used for the diagnosis of canine visceral leishmaniasis in Brazil. Finally, the combination of ELISA tests with L. major antigen followed by the IFA test improved the specificity of the diagnostic approach without substantial loss of sensitivity. Serial combination of these tests can satisfy the desires of both the public health and dog owners living in endemic areas for a more accurate diagnostic approach of canine visceral leishmaniasis.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Núcleo de Medicina Tropical, 2014.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FMD - Doutorado em Medicina Tropical (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/17034/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.