Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/1685
Título: O poético e a clínica : da verdade à ambigüidade
Autor(es): Facioli, Adriano Machado
Orientador(es): Viana, Terezinha de Camargo
Assunto: Psicologia clínica
Criatividade
Psicologia cognitiva
Data de publicação: 1999
Data de defesa: 1999
Referência: FACIOLI, Adriano Machado. O poético e a clínica: da verdade à ambigüidade. 1999. 143 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia)-Universidade de Brasília, Brasília, 1999.
Resumo: Este trabalho investiga alguns pontos de contato entre a experiência clínica e o poético. Situada em uma posição fronteiriça entre a dimensão científica e a estética, a clínica psi exige a sua dimensão poética, não podendo confinar-se somente às práticas de cunho científico. Realizamos reflexões acerca do poético na sua relação com a verdade, a dupla articulação da linguagem (metáfora x metonímia), seus modos de registro e a ambigüidade. Através do poético, o conceito corrente de verdade é posto em xeque. A verdade poética questiona o primado da verdade instrumental, assumindo o erro e o desvio como seus constituintes. Neste sentido, o estilo (esta configuração particular de desvios), transforma-se também em uma dimensão relevante à práxis clínica. A dupla articulação da linguagem é tomada com vistas a uma avaliação detalhada do jogo entre metáfora e metonímia no registro do poético, onde o papel da metáfora é ressaltado. A ambigüidade é abordada como uma condição do poético e como um fator de questionamento da razão instrumental. Procuramos explorar a ambigüidade própria ao poético e como ela vem a inserir-se na clínica. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This work investigates some relations between the clinical experience and the poetical experience. Being situated in a border position between the scientific and the aesthetics, the clinic demands its poetical dimension. At this point, the clinic can not be confined only to scientific field. We build thoughts on poetics on its relation to truth, to the double articulation of language (metaphor x metonym), on its register modes and to ambiguity. Through poetics, the current concept of truth is called into question. The poetical truth put into question the hegemony of instrumental truth, taking error and deviation as its formers. In this sense, style (this specific configuration of deviation) transformes itself in a relevant dimension to the clinical praxis. The double articulation of language is taken to a detailed evaluation of its role between metaphor and metonym and their register in the poetics, in wich the metaphor role is emphasized. Ambiguity is understood as a condition to poetics and as a questioning factor of instrumental reason. We seek to explore ambiguity as characteristic to poetics and how it would be included in clinical experience.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 1999.
Aparece nas coleções:IP - Mestrado em Psicologia (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
1999_ADRIANOMACHADOFACIOLI.pdf746,22 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.