Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/16835
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_CristianoCoimbradeSouza.pdf2,13 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Capacidades dinâmicas na Controladoria-Geral da União : estudo de caso nas capacidades operacionais de auditoria e fiscalização em compras e licitações
Autor(es): Souza, Cristiano Coimbra de
Orientador(es): Daroit, Doriana
Assunto: Aprendizagem organizacional
Gestão do conhecimento estratégico
Auditoria
Licitação pública
Data de publicação: 11-Nov-2014
Referência: SOUZA, Cristiano Coimbra de. Capacidades dinâmicas na Controladoria-Geral da União: estudo de caso nas capacidades operacionais de auditoria e fiscalização em compras e licitações. 2014. xv, 189 f., il. Dissertação (Mestrado Profissional em Administração)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: O pensamento estratégico administrativo tem muitas abordagens teóricas, dentre elas o pensamento sobre as Capacidades Dinâmicas (CD) das organizações, de ramificação de estudos econômicos das firmas, voltado a descrever como acontecem processos específicos para manutenção do desempenho organizacional em ambientes dinâmicos, dentre eles aspectos relacionados ao aprendizado organizacional e à gestão do conhecimento. Utilizando essa teoria como principal referencial teórico, o estudo teve como objetivo geral analisar o aprendizado organizacional vinculado às capacidades dinâmicas na Controladoria-Geral da União em relação às capacidades operacionais da organização voltadas para auditorias e fiscalizações de compras e licitações. No desenvolvimento da pesquisa, foi desenvolvido um modelo descritivo que relaciona aspectos provenientes da aprendizagem organizacional e de rotinas relacionadas à gestão do conhecimento, especificada em um ciclo de pesquisa e disseminação, direcionando-os para gestão e aprimoramento de capacidades operacionais de trabalho da organização. Para isso, foi realizada também uma pesquisa literária do estado da arte do fenômeno de Capacidades Dinâmicas, buscando os frameworks mais utilizados para esse objetivo no setor público. A metodologia da pesquisa associou métodos de estudo de caso, focando em entrevistas semiestruturadas em profundidade com 10 servidores da Secretaria Federal de Controle Interno (SFC), órgão central de Controle Interno no Poder Executivo Federal, e responsável pelos trabalhos de auditoria e fiscalização realizadas pela CGU. O método também utilizou pesquisa documental. Pela análise de conteúdo de categorias de análise propostas na metodologia, no capítulo dos resultados, em primeiro lugar foram demonstradas as capacidades operacionais chave da SFC e os métodos de trabalho utilizados pela organização para realização de auditorias e fiscalizações, onde se verificou que existirem capacidades operacionais voltadas para cumprimento de obrigações legais da SFC, mas que também há flexibilidade na atuação das equipes de auditoria, fundamentada no planejamento das divisões das diretorias finalísticas da SFC e no planejamento das ações de controle. Nos resultados, em um segundo passo, procurou-se demonstrar de forma abrangente os elementos relacionados a ferramentas de aprendizagem organizacional e o que pode ser aportado nas etapas do ciclo de gestão do conhecimento, de onde se verificou que há utilização de estruturas, processos internos, práticas de gestão e recursos para as finalidades dos aspectos previstos no modelo desenvolvido. Nessa etapa, foi demonstrado que, a partir do modelo, foram identificadas três capacidades dinâmicas na SFC/CGU: Plano de Ações e Metas (PAM); ações da Diretoria de Coordenação e Planejamento das Ações de Controle (DC/SFC) para gestão das capacidades operacionais; e projetos e desenvolvimento de capacidades operacionais a partir das Avaliações de Execução de Programas de Governo (AEPG). Por fim, na análise comparativa entre aspectos de aprendizagem das capacidades dinâmicas e as capacidades operacionais de auditoria e fiscalização voltadas a compras e licitações, três estratégicas e suporte ao aprendizado existem: patamar operacional inicial; patamar operacional relacionado ao conhecimento especializado e aspectos estratégicos de compras e licitações; e patamar de aprendizado da gestão das capacidades operacionais da SFC. ________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The strategic thinking in business has many theoretical approaches, among them, the theory about Dynamic Capabilities (DC), part of economic theory of firms, built to describe how specific processes maintain performance in dynamic environments, covering aspects of organizational learning and knowledge management. Using this theory as main theoretical framework, this study analyzes Dynamic Capabilities in the Office of the Comptroller General (CGU – related to Federal Government), based on the operational capabilities related to audits and inspections of public procurement. Developing the survey, a descriptive model was created to connect routines of organizational learning and knowledge management to improvement of operational capabilities, described by their ostensible and performative aspects. For this, was also performed a literature search of the state of the art in DC phenomenon, seeking the frameworks most commonly used for this purpose in the public sector. The research methodology associated methods of case study, focusing on semi-structured interviews with 10 employees of Federal Secretariat of Internal Control (SFC), the central organ of Internal Control in the Federal Executive Branch, responsible for the auditing and inspection performed by CGU. The method also used documentary research. With the content analysis categories described in the methodology, were demonstrated the SFC key operational capabilities and working methods of conducting audits and inspections. The results demonstrated comprehensively the elements related to organizational learning tools and what elements can be ported in the cycle of knowledge management. The results showed there dynamic capabilities in SFC/CGU: Plan of Actions and Goals (PAM); actions for management of operational capabilities by the Directorate of Planning and Coordination Control Actions (DC/SFC); and development of operational capabilities from projects in Performing Public Policy Evaluation program (AEPG). Finally, in the comparative analysis between learning and aspects of operational capabilities for auditing public procurement, three strategic learning stages are found: initial operational level; operational level related to expertise and strategic aspects of procurement; and the level of learning management of operational capabilities of the SFC.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Administração, Mestrado Profissional em Administração Pública, 2014.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições:Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:PPGA - Mestrado Profissional em Administração (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.