Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/16777
Título: O uso das linguagens audiovisuais nos anos iniciais do ensino fundamental : uma perspectiva curricular
Autor(es): Silva, Helena Narciso da
Orientador(es): Borges, Lívia Freitas Fonseca
Assunto: Ensino fundamental
Aprendizagem
Recursos audiovisuais
Cinema - educação
Currículos
Data de publicação: 6-Nov-2014
Data de defesa: 17-Mar-2014
Referência: SILVA, Helena Narciso da. O uso das linguagens audiovisuais nos anos iniciais do ensino fundamental: uma perspectiva curricular. 2014. 123 f. Dissertação (Mestrado em Educação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: O uso das linguagens audiovisuais nos anos iniciais do ensino fundamental: uma perspectiva curricular, dissertação apresentada à Faculdade de Educação na Universidade de Brasília- UnB, orientada pela professora Dra. Lívia Freitas Fonseca Borges, na Linha de Pesquisa Profissão docente, currículo e avaliação. A nova lógica comunicacional, veiculada por imagens e sons em movimento, acaba por influenciar as formas de perceber e apreender a realidade. Cabe à escola, no contexto atual, inteirar-se dessas novas formas comunicativas e utilizar-se do seu potencial educativo. Por meio desta pesquisa, investigaram-se as possibilidades de uso das linguagens audiovisuais, em especial da cinematográfica, nos anos iniciais do ensino fundamental, a partir de uma perspectiva curricular referenciada nas bases da teoria crítica educacional. Não se trata de incluir a linguagem audiovisual nos currículos escolares no formato de uma disciplina stricto sensu, mas da presença de práticas educativas que contemplem o seu uso na formação dos sujeitos no sentido de contribuir para desenvolver sua sensibilidade em direção ao humano, destacando a importância da inserção dessa linguagem, em especial do cinema, como espaço de aprendizagens no cotidiano escolar. Um espaço no qual estudantes e professores, por meio de uma leitura crítica, possam compreender a linguagem dos meios de comunicação e passar da condição de telespectadores passivos e parciais à condição de leitores conscientes e críticos e, por conseguinte, possam se expressar por meio dessas linguagens e aprender com elas. Por se tratar de uma temática complexa que envolve múltiplos olhares e um debruçar mais acurado em busca da compreensão do objeto estudado, a metodologia utilizada, de cunho predominantemente qualitativo, pautou-se na perspectiva compreensiva e interpretativa, tendo como estratégia o estudo de caso. Os procedimentos utilizados foram a análise documental, a entrevista semiestruturada, a observação participante e o grupo de visionamento com as crianças. Os resultados do estudo revelam que as linguagens audiovisuais estão passando por nossos currículos sem que destinemos a elas a devida atenção e tratamento. O processo educacional ainda se encontra centrado em um saber escrito desarticulado da realidade dos estudantes, que prioriza a leitura e a escrita em detrimento das demais linguagens que circulam no espaço social. A escola, ao desconsiderar essas novas formas comunicativas e os novos modos de aprender e conhecer dos sujeitos que surgem desse contexto informativo, cria um descompasso entre a cultura escolar e a dos estudantes e coloca em questão seu papel formativo como espaço socializador das novas gerações. Dessa forma, é preciso modificar nossos espaços educativos e incluir essas linguagens na formação dos sujeitos, refletindo pedagogicamente sobre seus usos, no sentido de saber não somente como utilizá-las, mas conhecê-las. Para tanto, faz-se necessário repensar o currículo escolar numa perspectiva política e cultural (GIROUX, 1987) para mediar o trabalho pedagógico, por meio do qual seja possível estabelecer uma pedagogia crítica que integre os conhecimentos escolares com o conhecimento social que prepara os sujeitos para movimentar-se nas diferentes situações cotidianas (SANTOMÉ, 1998). _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The use of the audiovisual languages at the early years of primary education: a curriculum perspective. Dissertation presented to Faculty of Education at the Brasilia University – Universidade de Brasília-UnB, Brazil, supervised by Prof. Dr. Lívia Freitas Fonseca Borges, in the research area Teaching Profession, Curriculum and Evaluation. The new communicational logic conveyed by moving images and sounds ultimately influence the ways by which one can perceive and apprehend reality. It is up to the school, in the current context, look at these new communicative forms and figure how to use it in an educational potential. Through this study, the possibilities of use of audiovisual languages, in particular the cinema, were researched with the study of the early years of elementary school, from a curricular standpoint, with references in the bases of the educational critical theory. This study is not about the inclusion of the audiovisual language in the school curriculum as a discipline in stricto sensu, but about the presence of educational practices that are part in the formation of the subject, in order to help develop their sensitivity towards the human, highlighting the importance of the inclusion of this kind of language as a chance for different learning in the school environment. It is a space in which students and teachers, through critical reading, may understand the media’s language and acquire to overcome their conditions as passive and partial viewers in order to become aware and critical readers, therefore capable of express themselves through the audiovisual languages, learning from them. Because it is a complex issue that involves multiple ways of viewing and asks for a more accurate dedication in order to understand the subject, the methodology used in this research were predominantly one of qualitative nature, based on the comprehensive and interpretive perspective, with the strategy of the case study. The procedures applied were document analysis, semi-structured interviews, participant observation and group viewing with young students. The results of this study show that audiovisual languages are part of our curriculum without a proper care and regard. The educational process remains centered on a written knowledge disjointed from the students’ reality, one that prioritizes reading and writing at the expense of other languages that compose the social environment. When there are at the school a disregard at these new communicative forms by which the subjects, in this new informative context, learns and acquires knowledge, it creates a mismatch between school culture and students, and opens a questioning about its formative role and a socializing space for the next generations. In this scenario there is a need to modify our educational spaces and include such language in the subject’s formation by reflecting about the pedagogical uses of these languages, in order to know not only how to use but also really know them. Therefore, it is necessary to rethink the curriculum in a political and cultural perspective (GIROUX, 1987) to mediate the pedagogical work, through which it’s possible to establish a critical pedagogy that integrates the students’ knowledge to the social knowledge, which prepares the individuals for different everyday situations (SANTOMÉ, 1998).
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Mestrado em Educação, 2014.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FE - Mestrado em Educação (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_HelenaNarcisodaSilva.pdf1,33 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.