Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/16672
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_JoseCarlosQuinagliaeSilva.pdf2,19 MBAdobe PDFView/Open
Title: Estudo da associação entre a ativação da resposta inflamatória sistêmica na fase aguda do infarto do miocárdio com supradesnivelamento do segmento ST e a zona peri-infarto, definida por ressonância magnética
Authors: Silva, José Carlos Quinaglia e
Orientador(es):: Sposito, Andrei Carvalho
Assunto:: Infarto do miocárdio
Ressonância magnética
Zona peri-infarto
Issue Date: 30-Oct-2014
Citation: SILVA, José Carlos Quinaglia e. Estudo da associação entre a ativação da resposta inflamatória sistêmica na fase aguda do infarto do miocárdio com supradesnivelamento do segmento ST e a zona peri-infarto, definida por ressonância magnética. 2013. xv, 40 f., il. Tese (Doutorado em Ciências Médicas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Abstract: Introdução: O aumento da atividade inflamatória sistêmica (AIS) durante o infarto domiocárdio (IM) está diretamente associado à incidência de arritmias ventriculares letais e demorte cardíaca súbita. Do mesmo modo, a extensão da zona peri-infarto (ZPI), caracterizadapor ressonância magnética cardíaca (RMC), está relacionada com a geração de substrato paraas arritmias ventriculares em pacientes que manifestaram IM recente. Nesse contexto, opresente estudo tem como objetivos: 1) avaliar se há associação entre a ZPI e a AIS durante afase aguda do IM; 2) avaliar se o surgimento de obstrução coronariana microvascular,estimado por RMC e coronariografia, é um dos elementos de ligação entre a AIS e a ZPI; e 3)avaliar se há associação entre a extensão da ZPI e o remodelamento ventricular pós IM,constituindo, dessa maneira, um potencial elo causal alternativo para a relação entre ZPI emortalidade.Métodos: Foram incluídos prospectivamente 98 pacientes (55 ± 10 anos) nas primeiras 12horas do IM com supradesnivelamento do segmento ST. Os níveis plasmáticos de proteína Creativa (PCR), interleucina-2 (IL-2) e fator de necrose tumoral α (TNF-α) foram avaliados naadmissão (D1) e no 5o dia (D5) pós-IM. No trigésimo dia após o IM, foi realizada a RMCpara quantificar a ZPI e a massa do infarto.Resultados: Entre o D1 e o D5, os aumentos da PCR (6,0 vs 5,6 vezes, p=0,02), da IL-2 (3,6vs 3,4 vezes, p=0,04) e do TNF-α (3,9 vs 4,6 vezes, p=0,001) foram mais elevados empacientes com ZPI acima do valor mediano (9,98 g) do que nos pacientes com ZPI abaixodesse valor. A PCR, a IL-2 e o TNF-α plasmáticos no D5 e seus respectivos deltas do D1 aoD5 foram positivamente correlacionados com a extensão da ZPI (PCR-D5, r = 0,69, p<0,0001; delta-PCR, r = 0,7, p <0,0001; IL-2-D5, r = 0,5, p <0,0001; delta-IL-2, r = 0,6, p<0,0001; TNF-α, r = 0,5, p <0,0001; delta-TNF-α, r = 0,4, p = 0,0001). Essas correlaçõespermaneceram significantes após ajustes para idade, massa do IM, gênero e o respectivo valordesses mediadores inflamatórios no D1. Não houve associação entre a ZPI e a obstruçãomicrovascular, seja esta estimada pela RMC, seja pela cineangiocoronariografia. Pacientescom ZPI acima da mediana tiveram maior IM e tenderam a apresentar mais remodelamentodo ventrículo esquerdo que os demais (p=0,06).Conclusão: O aumento da AIS durante a fase aguda do IM está diretamente relacionado coma geração de ZPI. Tal associação deve ser considerada entre os potenciais efeitos adversos doaumento excessivo de AIS durante a fase aguda do IM. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Introduction: Increased systemic inflammatory activity (SIA) during acute phase ofmyocardial infarction (MI) is directly associated with the incidence of lethal ventriculararrhythmias and sudden cardiac death. Similarly, the extension of the peri-infarct zone (PIZ),as characterized by cardiac magnetic resonance imaging (CMRI), is associated with thepresence of substrate for generation of ventricular arrhythmias in patients who recentlymanifested MI. In this context, this study aims to: 1) assess whether there is an associationbetween SIA during the acute phase of MI and the extension of PIZ; 2) assess whether theemergence of coronary microvascular obstruction, estimated by both CMRI and coronaryangiography, is one of connecting elements between the SIA and the PIZ; and 3) whether arelationship exists between the extent of PIZ and the ventricular remodeling after MI, whichmay contribute to the link between PIZ and mortality.Methods: We prospectively included 98 patients (55 ± 10 years) admitted within 12 hours ofMI with ST-segment elevation. Plasma levels of C-reactive protein (CRP), interleukin - 2 (IL-2) and tumor necrosis factor type α (TNF-α) were assessed at admission (D1) and at the fifthday post-MI (D5). Thirty days after MI, CMRI was performed to quantify the PIZ and themass of MI.Results: Between D1 and D5, the relative increases of CRP (6.0 vs. 5.6-fold, p=0.02), IL-2(3.6 vs. 3.4-fold, p=0.04) and TNF-α (3.9 vs. 4.6-fold, p=0.001) were higher in patients withPIZ above the median value (9.98 g) as compared with their counterparts. Plasma CRP, IL-2and TNF-α at D5 and their respective change from D1 to D5 (delta) were positively correlatedwith the extent of PIZ (PCR-D5 r=0.69, p<0.0001; PCR-delta r=0.7, p<0.0001; IL-2-D5,r=0.5, p<0.0001; IL-2-delta, r= 0.6, p<0.0001, TNF-α-D5, r=0.5, p<0.0001; TNF-α-delta,r=0.4, p=0.0001). These correlations remained significant after adjustment for age, gender,MI mass and the respective value of these inflammatory mediators assessed at D1. There wasno association between PIZ and microvascular obstruction. Patients with PIZ above themedian had higher MI extension and tended to have more left ventricular remodeling thantheir counterparts (p=0.06).Conclusion: The raise of the SIA during the acute phase of MI is directly related to thegeneration of PIZ. This association should be considered among the potential adverse effectsof excessive increase of AIS during the acute phase of MI.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2013.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FMD - Doutorado em Ciências Médicas (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/16672/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.