Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/16668
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_TiagodaCostaAlvesdaFontouraRodrigues.pdf5,84 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorMachado, Angelo Henrique de Lira-
dc.contributor.authorRodrigues, Tiago da Costa Alves da Fontoura-
dc.date.accessioned2014-10-30T14:09:08Z-
dc.date.available2014-10-30T14:09:08Z-
dc.date.issued2014-10-30T14:09:08Z-
dc.date.submitted2014-03-07-
dc.identifier.citationRODRIGUES, Tiago da Costa Alves da Fontoura. Rearranjo de Claisen em adutos de Morita-Baylis-Hillman. 2014. xiii, 121 f., il. Dissertação (Mestrado em Química)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/16668-
dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Química, Programa de Pós-Graduação em Química, 2014.en
dc.description.abstractO trabalho foi iniciado pela síntese de nove adutos de MBH, quatro deles com um fragmento estrutural alifático e cinco com substituintes aromáticos. Com os adutos formados, partiu-se para a reação de rearranjo, seguindo o procedimento experimental descrito por Srikrishna e colaboradores. Os adutos alifáticos apresentaram conversão e rendimentos elevados, porém a seletividade se mostrou baixa, 7:1 em favor do isômero E. Esta foi a seletividade mais alta obtida no caso dos alifáticos. Os adutos aromáticos resultaram em um aumento drástico na seletividade, sendo a menor delas de 17:1 a favor do isômero E. Foram sintetizadas três lactonas alquilidênicas, possibilitando a separação dos isômeros formados na etapa do rearranjo, o que contribuiu no estudo da quantificação dos isômeros obtidos.en
dc.language.isoPortuguêsen
dc.rightsAcesso Abertoen
dc.titleRearranjo de Claisen em adutos de Morita-Baylis-Hillmanen
dc.typeDissertaçãoen
dc.subject.keywordReações químicasen
dc.subject.keywordLigações químicasen
dc.subject.keywordReação de Morita-Baylis-Hillman-
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.en
dc.contributor.advisorcoSilva, Wender Alves da-
dc.description.abstract1The work started with the formation of nine MBH adducts, four of them with an aliphatic fragment, and the other five adducts with aromatic substituents. The following step was rearrangement, based on the experimental procedures described by Srikrishna and co workers. The aliphatic adducts showed high conversions and yields, but with low selectivity (the highest observed was 7:1) where the E isomer was the major one. The aromatic adducts presented a dramatic increase in the selectivity, 17:1 was the lowest selectivity observed for all the aromatic adducts, with the isomer E as the major one. Three lactones were synthesized, and the isomers were isolated, contributing to the quantification of the obtained isomers.-
Aparece nas coleções:IQ - Mestrado em Química (Dissertações)

Mostrar registro simples do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.