Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/16601
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_MeireCristinaCunha.pdf2,21 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSousa, Carlos Alberto Lopes de-
dc.contributor.authorCunha, Meire Cristina-
dc.date.accessioned2014-10-22T13:45:39Z-
dc.date.available2014-10-22T13:45:39Z-
dc.date.issued2014-10-22T13:45:39Z-
dc.date.submitted2014-07-02-
dc.identifier.citationCUNHA, Meire Cristina. Educação política e as TIC nos fóruns de EJA do Brasil: práticas e desafios nos casos do Distrito Federal e de Goiás. 2014. 159 f., il. Dissertação (Mestrado em Educação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/16601-
dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2014.en
dc.description.abstractO presente trabalho teve por objetivo principal analisar de que maneira os Fóruns de EJA do Distrito Federal (DF) e do Goiás (GO), seus respectivos sítios virtuais e o Portal dos Fóruns de EJA do Brasil contribuem com a educação política de estudantes de Pedagogia em espaços não escolares; e, concomitante a isso, identificar as práticas e os desafios de uma educação política, apoiada pelas tecnologias da informação e comunicação (TIC). Os Fóruns de EJA são uma nova configuração de movimento social na qual se constituem como coletivos organizados em três bases que se entrecruzam: dinâmica política territorial [municipal, estadual/distrital, regional e nacional], segmentos [educandos, educadores, movimento popular, sindicatos, universidades (estudantes e professores), gestores públicos, ONGs e Sistema S] e os temas da educação de jovens, adultos e idosos (EJA) trabalhadores: [educação profissional, indígena, quilombola, afro-brasileira, do campo, de gêneros, pessoas com necessidades educativas especiais e pessoas com deficiência, nas prisões, pescadores, ambiental e ribeirinhos, dentre outros]. O Portal nada mais é do que a extensão virtual desse coletivo, administrado por estudantes universitários, futuros pedagogos e demais licenciaturas, em sua maioria. Para a discussão de alguns temas e conceitos-chaves, a saber: educação política, movimentos sociais e TIC, os principais teóricos foram Manuel Castells (1999; 2003; 2013), Maria da Glória Gohn (2008; 2010; 2011), Paulo Freire (1996; 1997; 2011) e Pierre Lévy (1996; 1999; 2007). A natureza da pesquisa foi qualitativa, sendo a principal estratégia metodológica utilizada o estudo de caso, com pesquisa de campo exploratória e pesquisa documental. Realizei entrevistas individuais semiestruturas com oito integrantes do segmento universidade - quatro da Universidade de Brasília (UnB) e quatro da Universidade Federal de Goiás (UFG) - militantes da EJA trabalhadores em seus respectivos Fóruns: GTPA Fórum EJA/DF e Fórum de EJA de GO, locus da pesquisa. A partir de um roteiro contendo 21 itens de perguntas, uma aberta, foram criadas cinco categorias de análise: Sujeitos, Presencial, Práticas de Educação Política, Virtual e Práticas e Desafios. Na fala dos participantes, evidenciou-se a preocupação de o Portal não ser visto apenas como um repositório de conteúdo. Contudo, para torná-lo um espaço de educação política, é preciso avançar tanto na formação de base das pessoas que o acessam, prioritariamente os integrantes dos Fóruns, quanto na questão da interatividade destes com os conteúdos postados. Infere-se, também, que, para haver educação política, faz-se necessária uma efetiva interação entre os sujeitos implicados e os conteúdos disponíveis, seja naquela que ocorre no espaço presencial seja no ambiente virtual. A partir dessa pesquisa, fica claro o papel do segmento universidade tanto por meio dos professores que oportunizam formação político-pedagógica e tecnológica - no exercício do tripé ensino-pesquisa-extensão - em projetos e programas que contemplem o diálogo com os movimentos sociais nas Instituições de Ensino Superior (IES), quanto dos estudantes que, ao se formarem politicamente, administram de maneira mais crítica o ambiente virtual dos seus Fóruns de EJA e o Portal. Dessa forma, esse segmento possibilita que outras pessoas se eduquem politicamente por intermédio de um portal colaborativo, inclusive colocando o conhecimento produzido a serviço dos movimentos sociais que militam por uma educação de qualidade social em nosso país. __________________________________________________________________________________________ ABSTRACTen
dc.description.abstractThe present work aimed to analyze how YAE forum from Federal District (FD) and Goiás (GO), their respective virtual sites and YAE web portals within Brazil contribute to the political education of students of Pedagogy in non-school areas; and, concomitant with this, identify the practices and challenges of a political education, supported or not by information and communication technologies (ICT). YAE forums are a new configuration of social movement in which are constituted as organized collective into three bases intersect: dynamic territorial policy [local, state/provincial, regional and national], segments [students, educators, popular movement, labor unions, universities (students and teachers), public administrators, NGOs and S System] and the themes of youth and adult education (YAE) workers: professional education (PE), afro-Brazilian, Indigenous people, quilombola, the field of gender, students with special educational needs and disabled people, education in prisons, fishermen, environmental and riverside population, among others. The web portal is nothing more than a virtual extension of this collective, run mostly by university students (future educators) and other degrees. For the discussion of some key concepts and themes, such as: political education, ICT and social movements, the main theoreticians were Manuel Castells (1999, 2003, 2013), Maria da Gloria Gohn (2008, 2010; 2011), Paulo Freire (1996, 1997, 2011) and Pierre Lévy (1996; 1999, 2007). The nature of the research was qualitative and the main methodological approach was case study with exploratory field research and documentary research. It was realized individual semi-structured interviews with eight members of the university sector, four from the University of Brasília (UnB) and four from the Federal University of Goiás (FUG), YAE militant workers in their respective Forums: GTPA-YAE/FD Forum and YAE/GO Forum, locus of research. From a script containing 21 items of questions, one open, five categories were created: Subjects, Presential, Practice of political Education, Virtual and Practices and Challenges. According to participants, it is evident the concern that the Portal be regarded not just as a content repository. However, to make it a space for political education they need to advance in both, the basic training of people looking at it, primarily the members of the Forum, as the issue of these interactivity with the content posted. Therefore, for political education is necessary the interaction between the subjects involved and content available, both in the presential field and also in the virtual space. From this research, it is clear the role of the university sector, both by the teachers who promote political-pedagogical and technological training, exercising tripod teaching-research-extension, in projects and programs that address the dialogue with social movements in Higher Education Institutions (HEIs), as the students that when they have political background, manage more critically the virtual environment of their respective websites and YAE portals within Brazil. So that, this segment allows other people to educate politically through a collaborative portal, including putting the knowledge produced in the service of social movements militating for an education of social quality in our country.en
dc.language.isoPortuguêsen
dc.rightsAcesso Abertoen
dc.titleEducação política e as TIC nos fóruns de EJA do Brasil : práticas e desafios nos casos do Distrito Federal e de Goiásen
dc.typeDissertaçãoen
dc.subject.keywordPolítica e educaçãoen
dc.subject.keywordEducação de jovens e adultosen
dc.subject.keywordEducação - tecnologia da informaçãoen
dc.subject.keywordTecnologia da informação e da comunicaçãoen
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.en
Appears in Collections:FE - Mestrado em Educação (Dissertações)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/16601/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.