Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/16472
Título: O conhecimento etnobotânico dos Kalunga : uma relação entre língua e meio ambiente
Autor(es): Araújo, Gilberto Paulino de
Orientador(es): Couto, Hildo Honório do
Assunto: Linguística
Kalunga (comunidade quilombola brasileira) - Goiás (Estado)
Ecolinguística
Léxico
Data de publicação: 14-Out-2014
Data de defesa: 27-Fev-2014
Referência: ARAÚJO, Gilberto Paulino de. O conhecimento etnobotânico dos Kalunga: uma relação entre língua e meio ambiente. 2014. 218 f., il. Tese (Doutorado em Linguística)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: Esta tese se dedica ao estudo das relações entre língua e meio ambiente, tendo como base o léxico que compõe o conhecimento etnobotânico da Comunidade Quilombola Kalunga, situada na região nordeste do estado de Goiás. A pesquisa concentrou-se em dois agrupamentos do Território do Sítio Histórico e Patrimônio Cultural Kalunga: Engenho II e Vão de Almas. O objetivo geral é investigar se o processo de globalização, via influxo da cultura urbana, tem ocasionado transformações no conhecimento etnobotânico dessas comunidades. A base teórica é a Ecolinguística, disciplina que propõe o estudo da linguagem humana a partir do entrelaçamento entre os saberes da Linguística e da Ecologia. De maneira interdisciplinar, outras áreas dialogam e integram a fundamentação teórica do trabalho (Etnobotânica e Etnoterminologia), tendo em vista o caráter multifacetado do objeto da pesquisa: o conhecimento etnobotânico. A metodologia adotada pauta-se na abordagem qualitativa de base etnográfica por meio da imersão no território físico e cultural do povo kalunga, com o foco voltado para o processo de percepção e nomeação das plantas, e para a compreensão do valor que essas representam para a comunidade. Apesar das mudanças sociais, políticas, econômicas e ecológicas globais que têm afetado os ecossistemas e as culturas locais, as novas gerações do povo kalunga têm mantido e preservado seus saberes e tradições, algo percebido na intrínseca relação entre o léxico etnobotânico e a diversidade ecológica do território kalunga. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
This study concerns the study of the relations between language and the environment, using as its basis the lexicon of the etnobotanic knowledge of the community Comunidade Quilombola Kalunga, located in the northeast of Goiás state. The research was focused on two regions of the Território do Sítio Histórico e Patrimônio Cultural Kalunga: Engenho II and Vão de Almas. The general goal was to investigate if the globalization process, via urban culture influx, has cause changes in the etnobotanic knowledge of the communities. The theoretical basis is ecolinguistics, science that aims at studying human language from the interrelations between linguistic and ecological knowledge. In an interdisciplinary fashion, other knowledge areas compose the theoretical foundation of this work (Etnobotanics and Etnoterminology), due to the multifaceted nature of the object of study: etnobotanic knowledge. The research method was based on the etnographic qualitative approach through immersion in the physical and cultural territory of the kalunga people, with emphasis on the process of perception and of naming plants, as well as on the understanding of the value of such processes to the community. Despite the global social, political, economic and ecological changes that have affected ecosystems and local cultures, the new generations of the kalunga people have preserved and maintained their knowledge and traditions, which is perceived in the intrinsic relation between the etnobotanic lexicon and the ecological diversity of the kalunga territory.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2014.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:LIP - Doutorado em Linguística (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_GilbertoPaulinodeAraújo.pdf3,82 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.