Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/1623
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissert_Maria do Rosario Rocha Caxanga.pdf5,43 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Práticas de letramento da família e apropriação da escrita e da leitura por crianças alfabetizandas
Autor(es): Caxangá, Maria do Rosário Rocha
Orientador(es): Bortoni-Ricardo, Stella Maris
Assunto: Compreensão na leitura
Alfabetização
Livros e leitura
Data de publicação: 14-Dez-2007
Data de defesa: 14-Dez-2007
Referência: GAXANGÁ, Maria do Rosário Rocha. Práticas de letramento da família e apropriação da escrita e da leitura por crianças alfabetizandas. 2007. 214 f. Dissertação (Mestrado em Educação)- Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
Resumo: Esta pesquisa tem como proposta compreender as várias queixas e inquietações de professores de séries iniciais na busca pela forma eficiente de elevar a capacidade dos alunos das classes populares a aprender a ler e a escrever. Ela se justifica pela ineficiência dos vários métodos de alfabetização, quando aplicados isoladamente, e pela necessidade de se entender a relação existente entre as práticas de letramento dos grupos familiares diretamente ligados às crianças alfabetizandas em uma escola de Santa Maria-DF e sua apropriação da escrita. Com esse objetivo foi feita uma observação participante com os pais e outros membros familiares, ligados às crianças de uma turma de seis anos com o fim de se conhecer o que ocorrem com esses alunos dentro e fora de sala de aula para entender suas dificuldades na tarefa de ler e escrever, bem como entender os fatos à luz dos estudos sociolingüísticos, lingüísticos, entre outros. Para tanto, foi realizado um estudo de caso do tipo etnográfico. A pesquisa mostrou que um trabalho construtivo em sala de aula ajuda a superarar o contato limitado com práticas letradas no ambiente familiar. __________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The purpose of this study is to understand the various complaints and concerns that teachers of early grades have in their quest for an effective way of enhancing the ability of their lower-class students to learn to read and write. It was motivated by the ineffectiveness,of the variety of methods for teaching reading and writing, when applied in isolation, and by the need to understand the relationship between the literacy practices of the families in direct contact with children who are being taught to read and write in a school in Santa Maria, Federal District, Brazil, and their actual learning. To this end, a participant observation was carried out with parents and other family members related to children of a class of six-year-olds in order to know what happens to these students inside and outside the classroom and to understand their difficulties in the task of reading and writing, as well as to understand these facts in the light of studies in linguistics and sociolinguistics, among others. An ethnographic case study was carried out for this purpose. The main finding of the study is that, irrespective of the little contact with literacy social practices in the social domain of their homes, these children make good progress in reading and writing as a result of the teacher’s efficient pedagogical action with literacy in the family.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2007.
Aparece nas coleções:FE - Mestrado em Educação (Dissertações)
UnB - Brasília 50 anos



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.