Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/16143
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_LucianaSilvaOliveira.pdf1,26 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: O Professor e sua formação : aspectos constitutivos desse processo
Autor(es): Oliveira, Luciana da Silva
Orientador(es): Tacca, Maria Carmen Villela Rosa
Assunto: Professores de ensino fundamental - formação
Escolas públicas - Distrito Federal (Brasil)
Subjetividade
Educação permanente
Data de publicação: 22-Ago-2014
Referência: OLIVEIRA, Luciana da Silva. O Professor e sua formação: aspectos constitutivos desse processo. 2014. 182 f., il. Dissertação (Mestrado em Educação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: Esta pesquisa teve como objetivo geral analisar processos subjetivos de professoras relacionados às ações formativas das quais elas participavam. Para isso, procuramos conhecer e caracterizar essas ações formativas; analisar as avaliações que faziam dessas ações e que significados ganhavam para sua trajetória profissional e para o trabalho pedagógico. Tivemos também a preocupação de conhecer o trabalho pedagógico que realizavam e como elas se expressavam como sujeitos de sua prática profissional. Pudemos também, a partir disso, conhecer aspectos constituintes da subjetividade individual das duas professoras participantes da pesquisa, analisando as configurações subjetivas que emergiam quanto à profissão docente que exerciam. Desse modo, pudemos compreender aspectos constituintes do processo de formação das professoras colaboradoras. No contexto educacional, por meio da revisão de literatura, identificamos que muitos autores estão debruçados em pesquisas investigando estratégias ou teorizando sobre o professor e sua formação. Nosso estudo e considerações teóricas fundamentaram-se na articulação de duas perspectivas, ou seja, na teoria históricocultural de Vigotski e na teoria da subjetividade elaborada por González Rey. Na busca de compreender os objetivos formulados, a pesquisa baseou-se na Epistemologia Qualitativa de González Rey, com seus princípios norteadores e no método construtivo-interpretativo. Os instrumentos utilizados foram: observação, entrevista semiestruturada, sistemas conversacionais, completamento de frases, redação, análise documental e momentos informais. Foram colaboradoras da pesquisa duas professoras da rede pública de ensino do Distrito Federal, que se encontravam em regência de turmas dos anos iniciais do ensino fundamental e participando de curso de formação continuada. A partir da análise e construção da informação, entendemos que as ações formativas efetivas para o professor são aquelas que demandam o posicionamento como sujeito de sua formação e de sua ação. Compreendemos que a ação formativa do professor, comumente direcionada para a perspectiva de sua mera preparação, nega o docente, sua história e sua trajetória profissional, baseando-se na ideia de uma forma única ou modelo referendado de ensinar bem, de modo a anular e desconsiderar o professor e sua experiência atual. Ressaltamos que a pesquisa nos permitiu acompanhar a expressão da condição de sujeito do professor no desenvolvimento de seu trabalho pedagógico; compreender a configuração subjetiva da profissão como constitutiva da personalidade; entender os valores e crenças singulares como processos subjetivos relacionados às ações formativas das quais as professoras participavam. Identificamos, assim, que esses são os aspectos constitutivos do processo que articulam o professor e sua formação. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
This research investigation aimed to analyze the subjective processes of two teachers related to the formative actions in which they were participating. In order to pursue that objective, we tried to understand and characterize these formative actions and to analyze the evaluations of these actions and their meaning in the professional career and the pedagogical work of the teachers. We also tried to understand the pedagogical work they did and how they expressed themselves as subjects of their professional practice. From that, it was possible to know constitutional aspects of the individual subjectivity of the two teachers that collaborated in this work, by analyzing the subjective configurations that emerged while exercising their profession. In the educational context, through a literature review, we identified that many authors are leaning on research investigating strategies or theorizing about the teachers and their training. Our study and theoretical considerations were based on the articulation of two perspectives, namely, the cultural-historical theory of Vigotski and the theory of subjectivity elaborated by González Rey. In seeking to understand the goals formulated, the research was based in the quantitative epistemology of González Rey and his guiding principles, as well as in the constructive-interpretive method. The instruments used were: observation, semistructured interviews, conversational systems, completing phrases, writing, documental analysis and informal meetings. Research collaborators were two female teachers of the public schools of the Federal District that were conducting groups in the early years of elementary school and participating in continuing education course. From the analyses and construction of information, it was possible to understand that the effective training activities for teachers are those that demand they position themselves as subject of their training and their activities. We understood that the formative action of the teacher, which is commonly directed to the prospect of a mere preparation, denies the teacher, his history and his career, based on the idea of a single shape or endorsed model of teaching well, but that nullifies and disregards the teacher and his current experience. It is worth to emphasize that the research allowed to monitor the expression of the subject position of the teacher while developing their pedagogical work, and to understand the subjective configuration of the profession as constitutive of personality, as well as to perceive unique values and believes as subjective processes related to the training activities of which the teachers were taking part. It was identified, therefore, that these are the constitutive aspects of the process that articulates teachers and their training.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2014.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FE - Mestrado em Educação (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.