Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/16118
Título: Memória e identidade em narrativas de migrantes : A chave de casa de Tatiana Salem Levy e Azul-corvo de Adriana Lisboa
Autor(es): Caixeta, Sheila Couto
Orientador(es): Almarza, Sara
Assunto: Migração
Identidade
Memória
Narrativa
Data de publicação: 19-Ago-2014
Data de defesa: 27-Mar-2014
Referência: CAIXETA, Sheila Couto. Memória e identidade em narrativas de migrantes : A chave de casa de Tatiana Salem Levy e Azul-corvo de Adriana Lisboa. 2014. 75 f. Dissertação (Mestrado em Literatura)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Resumo: A presente dissertação tem como intenção compreender as relações entre memória e identidade em narrativas de migrantes: A chave de casa (2007) de Tatiana Salem Levy e Azul-corvo (2010) de Adriana Lisboa. As personagens-narradoras procuram resgatar fatos vivenciados por elas através de suas memórias e da memória das pessoas próximas, buscando a reconstrução do sujeito. A narradora de A chave de casa segue rumo à Turquia, país dos avós antes da migração para o Brasil, e Vanja, narradora de Azul-corvo, parte para os Estados Unidos, em busca do pai biológico e da convivência com Fernando, ex-marido de sua mãe. Nesses trajetos, observo a condição migrante das narradoras, a tentativa de reconstrução dos acontecimentos via memória, bem como a necessidade de narrar essas experiências motivadas por um desejo de autoconhecimento. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The objective of this dissertation is to understand the connections between memory and identity in the narrative of migrants: A chave de casa (The House in Smyrna, 2007), from Tatiana Salem Levy and Azul-corvo (Crow Blue, 2010), from Adriana Lisboa. The characters-narrators go over facts lived by them using their memories and the memories of others who are close to them, having as their aim the reconstruction of the subject. The narrator of The House in Smyrna goes to Turkey, the country of her grandparents before they migrated to Brazil; and Vanja, the narrator of Crow Blue, goes to the United States in an attempt to find her biological father and to get closer to Fernando, her mother's ex-husband. In these journeys, I observe the condition of migrant of the narrators, in an attempt to reconstruct events through their memory, as well as the necessity to narrate these experiences motivated by a desire of self-discovery.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Teoria Literária e Literaturas Programa de Pós-Graduação em Literatura, 2014.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:TEL - Mestrado em Literatura (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_SheilaCoutoCaixeta.pdf707,79 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.