Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/16064
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_CaracterizacaoGeomorfologicaCocos.pdf3,47 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Caracterização geomorfológica do município de Cocos, oeste baiano, escala 1:50.000
Outros títulos: Geomorphological characterization of the municipality of Cocos, western Bahia, scale 1:50.000
Autor(es): Lima, Larissa Ane de Sousa
Martins, Éder de Souza
Gomes, Marisa Prado
Reatto, Adriana
Lopes, Calliandra Alves
Xavier, Dárcio Ribeiro
Passo, Denilson Pereira
Castro, Kássia Batista de
Carvalho Júnior, Osmar Abílio de
Gomes, Roberto Arnaldo Trancoso
Assunto: Relevo
Paisagens
SRTM
Geoprocessamento
Data de publicação: 2010
Editora: Embrapa - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Referência: LIMA, Larissa Ane de Sousa et al. Caracterização geomorfológica do município de Cocos, oeste baiano, escala 1:50.000. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, Planaltina, DF, n. 284, p. 1-30, 2010. Disponível em: <http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/882227/1/bolpd284.pdf>. Acesso em: 07 ago. 2014.
Resumo: Este trabalho apresenta a caracterização geomorfológica do Município de Cocos, BA, na escala 1:50.000. A metodologia utilizada para o mapeamento geomorfológico foi baseada no uso de imagens de altimetria SRTM (Shuttlle Radar Topography Mission), de técnicas de Geoprocessamento e de trabalho de campo. A geomorfologia foi caracterizada em três níveis taxonômicos: (a) Domínio Morfoestrutural, composto pela Cobertura Sedimentar São Franciscana; (b) Regiões Geomorfológicas, composto pelas Depressões da Margem Esquerda do São Francisco (76%) e Chapadas do São Francisco (24%); e (c) Unidades Geomorfológicas, formado pelas unidades Frentes de Recuo Erosivo (67,9%), Chapadas Intermediárias (17,1%), Topos (6,8%), Planícies Interplanálticas (5,1%), Escarpas (3%) e Veredas (0,1%). O mapeamento geomorfológico possibilitou o conhecimento ampliado do relevo da região e dos outros fatores da paisagem associados a ele, facilitando a identificação das potencialidades e fragilidades ambientais do município. O mapeamento geomorfológico constitui uma ferramenta fundamental para a elaboração de plano de gestão territorial do município que associe o uso da terra à conservação do meio a fim de obter-se um aproveitamento mais duradouro dos recursos da região. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This paper presents geomorphological characterization of the municipality of Cocos - BA, scale 1:50,000. This city, whose economy is mainly focused on agriculture, is inserted in the Meso Região Oeste Baiano, which has been undergoing an intense process of economic and socio-environmental, driven by technological development of agriculture. The methodology for geomorphological mapping was based on the use of images of altimetry SRTM (Shuttlle Radar Topography Mission), techniques of GIS and fieldwork. The geomorphology is characterized in three taxonomic levels: 1st Level: Morphostructural Domains, composed of Cobertura Sedimentar São Franciscana; 2nd Level: Geomorphologic Regions, composed of the Depressões da Margem Esquerda do São Francisco (76%) and Chapadas do São Francisco (24%) and; 3rd Level: Geomorphological Units, consisting by Frentes de Recuo Erosivo (67,9%), Chapadas Intermediárias (17,1%), Topos (6,8%), Planícies Interplanálticas (5,1%), Escarpas (3%) and Veredas (0,1%). The geomorphological mapping has enabled the increased knowledge of the relief area and other landscape factors associated with it, making it easier to identify the strengths and weaknesses of the environmental council. It constitutes a fundamental tool for the elaboration of territorial management plan of the city, involving the use of land to the conservation of the environment in order to obtain a more sustainable use of resources in the region.
Licença: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento - Autorização concedida ao Repositório Institucional da UnB pela Gerente-Geral da Embrapa Informação Tecnológica, em 10 de julho de 2014, para disponibilização do conteúdo dos repositórios Embrapa em suas páginas online, para consulta e uso permanente de seus pesquisadores, professores e estudantes.
Aparece nas coleções:GEA - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.