Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/16000
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_IrisAlmeidaSantos.pdf444,97 kBAdobe PDFView/Open
Title: Conflitos bioéticos na quarentena humana
Authors: Santos, Iris Almeida dos
Orientador(es):: Nascimento, Wanderson Flor do
Assunto:: Quarentena humana
Bioética
Saúde pública
Issue Date: 29-Jul-2014
Citation: SANTOS, Iris Almeida dos. Conflitos bioéticos na quarentena humana. 2014. 85 f. Dissertação (Mestrado em Bioética)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Abstract: O uso da quarentena humana como ação emergencial de saúde no combate à síndrome respiratória aguda grave (SARS) no início do milênio marcou significativamente a saúde pública, abrindo um novo campo de discussões entre diversos profissionais da saúde no mundo inteiro quanto aos aspectos estruturais, regulamentares e éticos referentes aos limites entre a proteção da coletividade e a redução do direito à autonomia e liberdade de pessoas ou grupos dentro de uma sociedade. Paradoxalmente dividiu a opinião de especialistas entre a eficácia do método e os aspectos legais e éticos envolvidos durante a sua aplicação. O presente trabalho se pautará na descrição e análise da quarentena humana na perspectiva da bioética por meio de revisão bibliográfica, na descrição do seu uso na atualidade, nos possíveis riscos que esta medida representa à autonomia, liberdade e dignidade humana; do risco potencial de seu uso como justificativa para a implantação de futuras formas de estado de exceção. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The use of human quarantine as an priority containment measure against the severe acute respiratory syndrome (SARS) at the beginning of the millennium profoundly impacted public health, broadening the debate among diverse health professionals all over the world in what concerns structural, regulatory and ethical aspects related to the boundaries between the protection of the collective and the reduction of individuals or groups „freedom and autonomy rights within the society. Paradoxically, specialist‟s opinion was split between the efficiency of the method and legal and ethical aspects involved in its implementation. The present work is based on the description and analysis of human quarantine from the bioethical perspective, using bibliographic revision; on the description of its current use; on the possible risks the such measure might bring to human freedom, dignity and autonomy; and the potential risk of its use as means to and end of future implementation of state of emergency.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Bioética, 2014.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:DSC - Mestrado em Bioética (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/16000/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.