Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/15945
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_CaracterizacaoMorfoculturalMolecular.pdf1,71 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Caracterização morfocultural e molecular de isolados de Colletotrichum gloeosporioides patogênicos ao mamoeiro
Outros títulos: Morphocultural and molecular characterization of Colletotrichum gloeosporioides isolates pathogenic to papaya
Autor(es): Spinelli, Eiko Mori Andrade
Uesugi, Carlos Hidemi
Ueno, Bernardo
Ferreira, Marisa Alvares da Silva Velloso
Assunto: Antracnose
DNA ribossomal
Mamão - doenças e pragas
Data de publicação: Jan-2007
Editora: Sociedade Brasileira de Fitopatologia
Referência: ANDRADE, Eiko M. et al. Caracterização morfocultural e molecular de isolados de Colletotrichum gloeosporioides patogênicos ao mamoeiro. Fitopatologia brasileira, Brasília, v. 32, n. 1, p. 21- 31, jan./fev. 2007 Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext& pid=S0100-41582007000100003& lng=pt&nrm=iso >. Acesso em: 11 jul. 2014.
Resumo: Vinte e nove culturas monospóricas de Colletotrichum, isoladas de frutos e pecíolos de mamoeiro (Carica papaya), foram caracterizadas quanto à morfologia dos conídios e apressórios, coloração e crescimento das colônias, sensibilidade ao benomyl, presença de setas e do teleomorfo, PCR com primers taxon-específicos e análise de PCR-RFLP da região ITS. Os 29 isolados foram identificados como C. gloeosporioides com base na morfologia dos conídios e apressórios, tendo a maioria dos isolados conídios cilíndricos e/ou obclavados e apressórios lobados ou fracamente lobados, em contraste com C. acutatum, isolado de morango (Fragaria x ananassa), que apresentou conídios fusiformes e apressórios circulares e lisos. Presença de setas e do teleomorfo, cor de colônia, sensibilidade ao benomyl e velocidade de crescimento variaram conforme o isolado e sofreram influência do meio de cultura usado. Todos os isolados de mamão e quatro de outras hospedeiras, manga (Mangifera indica), morango e maçã (Malus domestica), foram patogênicos a frutos de mamão cv. Sunrise Solo, mas com variabilidade em agressividade. PCR com o primer específico para C. gloeosporioides, CgInt, confirmou a identidade de apenas quatro isolados de mamão e dois isolados apresentaram reação positiva com o primer CaInt2, específico para C. acutatum. A maioria dos isolados de mamão (23) não reagiu com nenhum dos primers. Por outro lado, a análise de restrição da região ITS do rDNA, com RsaI, gerou perfis distintos entre C. gloeosporioides e C. acutatum e mostrou uniformidade entre os isolados de mamão. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Twenty-nine monoconidial cultures of Colletotrichum isolated from papaya (Carica papaya) petioles and fruits were characterized by conidial and appressoria morphology, colony color, growth rate, sensitivity to benomyl, presence of setae, presence of the teleomorph, PCR with taxon-specific primers and analysis of PCR-RFLP of the ITS region. The 29 isolates from papaya were identified as C. gloeosporioides, based mainly on conidial and appressoria morphology, with most isolates producing cylindrical and/or obclavate conidia and entirely or weakly lobed appressoria, in contrast with the strawberry (Fragaria x ananassa) isolate of C. acutatum, which produced fusiform conidia and circular appressoria with entire edges. Presence of setae, teleomorphic stage, colony color, sensitivity to benomyl and growth rate were variable among isolates and influenced by the culture medium. All papaya isolates and four isolates (C. gloeosporioides and C. acutatum) from other hosts, mango (Mangifera indica), strawberry and apple (Malus domestica), were pathogenic to papaya fruits cv. Sunrise Solo, producing similar symptoms, but with variability in aggressiveness. PCR with C. gloeosporioidesspecific primer, CgInt, confirmed the identity of four papaya isolates. Two other isolates reacted with C. acutatum-specific primer, CaInt2. The majority of papaya isolates (23), however, did not react with any of the primers tested. In contrast, RFLP analysis of the amplified ITS region with RsaI, generated distinct patterns that could differentiate between the two species, C. gloeosporioides and C. acutatum, and showed uniformity among papaya isolates.
Licença: Revista da Escola de Enfermagem da USP - Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons (Attribution-NonCommercial 3.0 Unported (CC BY-NC 3.0)). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext& pid=S0100-41582007000100003& lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 11 jul. 2014.
DOI: 10.1590/S0100-41582007000100003
Aparece nas coleções:FIT - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.