Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/15934
Título: Dinâmica da produção de ovinos naturalizados no Brasil
Autor(es): Hermuche, Potira Meirelles
Orientador(es): Guimarães, Renato Fontes
Assunto: Genética de paisagens
Sensoriamento remoto
Geoprocessamento
Análise espacial (Estatística)
Data de publicação: 22-Jul-2014
Data de defesa: 5-Dez-2013
Citação: HERMUCHE, Potira Meirelles. Dinâmica da produção de ovinos naturalizados no Brasil. 2013. xiii, 136 f., il. Tese (Doutorado em Geografia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: As espécies de ovinos encontradas no Brasil foram trazidas há aproximadamente 500 anos e estão distribuídas por todo o território apesar das diferentes condições ambientais encontradas no país, fazendo com que, atualmente, estas apresentem adaptações às paisagens locais. A genética de paisagens associa conhecimentos de genética de populações, ecologia de paisagem e estatística espacial com o objetivo de descrever como a paisagem afeta a variação genética de populações. Atualmente há poucos bancos de coleções de germoplasma/genes animais no Brasil e estudos básicos são necessários para atender as futuras demandas internas e externas relacionadas à gestão dessa produção. O objetivo do trabalho foi (1) avaliar a dinâmica multitemporal da produção de ovinos no Brasil, considerando dados oficiais do Governo Federal desde 1976 até 2010; (2) correlacionar variáveis ambientais com a produção de ovinos no Brasil, identificando áreas com as mesmas características ambientais dos maiores produtores, fornecendo subsídio para definição de áreas prioritárias para a expansão da produção e; (3) integrar dados espaciais (georreferenciados) e genéticos sobre o local de origem de amostras de DNA de grupos genéticos diferentes ou raças de ovinos no Banco de Germoplasma do Brasil, realizando uma análise crítica. Dessa forma, para alcançar o primeiro objetivo foram aplicados os métodos de Componentes Principais (PCA) e mapas de características auto organizáveis (SOFM – Self Organizing Features Map). Além disso, foram elaborados mapas da taxa de crescimento e aceleração do crescimento da produção nos municípios brasileiros ao longo do período de 30 anos analisado. Em relação ao segundo objetivo proposto, foram utilizadas as variáveis ambientais relativas à cobertura vegetal (NDVI), precipitação, temperatura, altitude, umidade relativa, radiação solar e o índice de temperatura e umidade (ITU). Foram feitas análises estatísticas entre as variáveis ambientais e a produção em nível nacional e regional. Foi elaborado no software ArcGis 9.3 um mapa de áreas prioritárias para a expansão da produção de ovinos no Brasil baseado nos intervalos de cada variável onde hoje existem altas produções de ovinos no país. Para o terceiro objetivo proposto, a distribuição das raças foi espacializada e, posteriormente foi realizada análise de autocorrelação entre distância geográfica e distância genética. Os resultados mostraram que as regiões sul e nordeste mantiveram a tradição da produção de ovinos ao longo do período analisado e municípios da região centro-oeste tiveram crescimento da produção, mesmo que de forma inicial. As técnicas empregadas mostraram-se eficientes na análise multitemporal da produção de ovinos, proporcionando maior entendimento da dinâmica da produção no Brasil, que pode ser utilizada como subsídio às políticas públicas nessa área. A partir dos mapas gerados pode-se notar que os municípios do Sul deixaram de ser o destaque da produção, decorrente da crise da lã. A produção tomou rumo para o Nordeste do país, já tradicional na criação e, após a mudança do foco para produção de carne, outros municípios do Brasil, como os do Centro-Oeste e Norte, passaram também a participar da atividade, mesmo que ainda de forma incipiente. A análise das variáveis ambientais e a produção em nível nacional é influenciada pela grande diversidade de ambientes no Brasil, camuflando possíveis correlações existentes. Quando a correlação é feita por região, observam-se correlações significativas. A análise canônica indicou que as variáveis mais importantes na separação dos clusters foram a precipitação, índice de temperatura e umidade, umidade relativa e temperatura. O mapa de áreas com possibilidade de expansão da produção considerando as mesmas características da paisagem onde hoje estão situados os maiores produtores indicou que, para as raças criadas na região nordeste, existe uma área para expansão de aproximadamente 900 mil km² e para a região sul a área é de aproximadamente 1.100 milhão de km². Em relação à espacialização das raças de ovinos existentes hoje no Brasil, nem todos os grupos genéticos têm amostras no banco de dados e a coleta está concentrada nos núcleos de conservação espalhados por todo o país. Apenas 21% dos estados com uma determinada raça tem amostras no banco de genes. Dos 27 estados do Brasil, 13 possuem amostras no banco genético dos ovinos, exigindo coleção de rebanhos fora do sistema oficial de conservação para se certificar de que os estudos utilizando este germoplasma não sejam tendenciosos. O trabalho mostrou que é importante considerar as características diferenciadas das regiões do Brasil na proposição de políticas públicas relacionadas à produção de ovinos e sugestões são dadas para melhorar a quantidade, qualidade e diversidade de amostras no banco genético proporcionando maior entendimento e subsídios para a gestão da produção e dos recursos genéticos de ovinos no Brasil. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
Sheep were brought to Brazil about 500 years ago and are distributed throughout the country despite the different environmental conditions found, so that, currently, they show specific adaptations to local landscapes. The knowledge of landscapes associated with population genetics, landscape ecology and spatial statistics enable use to describe how the landscape affects genetic variation of populations. Currently there are few germplasm collections / banks in Brazil and basic studies are needed to meet future demands related to internal and external management of this production. The aim of this study was (1) to evaluate the multi-temporal dynamics of sheep production in Brazil, considering the official data of the Federal Government from 1976 to 2010, (2) see how environmental variables correlate with sheep production in Brazil, identifying areas with the same characteristics environmental major production areas, providing a basis for defining priority areas for the expansion of production and (3) integrating spatial ( georeferenced ) and genetic data about the origin of DNA samples from different genetic groups or breeds of sheep in the Brazilian germplasm bank, performing a critical analysis. To achieve the first goal we applied a Principal Component (PCA) and self -organizing feature maps ( SOFM - Self Organizing Features Map) Analysis. In addition, maps were drawn for the growth rate and acceleration of output in all municipalities throughout the 30 year period analyzed. Regarding the second objective, we used the environmental variables related to vegetation cover (NDVI), precipitation, temperature, altitude, humidity, solar radiation and temperature and humidity index (THI).Statistical analyzes were performed to see how environmental variables affected production at national and regional levels. A map was developed in ArcGIS 9.3 to define priority areas for the expansion of sheep production in Brazil based on the intervals of each variable where there are now high production of sheep in the country. For the third proposed objective, the distribution of breeds was spatialized and subsequently were analyzed for autocorrelation between geographic and genetic distances. The results showed that the southern and northeastern regions maintain the tradition of sheep production over the period analyzed and municipalities in the Midwest region had increased production, in an incipient stage. The techniques employed were effective in examining the multitemporal analysis of sheep production, providing greater understanding of the dynamics of production in Brazil, which can be used as input to public policy in this area. From the maps generated it can be noted that the municipalities in the South no longer are the main producers. Production is migrating to the northeast of the country and, after the change of focus to meat production, other municipalities in Brazil, such as the Midwest and North, also began to participate in the activity.The production at national level is influenced by the diversity of environments in Brazil, camouflaging possible correlations. When the correlation is carried out by region, there are significant correlations. The canonical analysis indicated that the most important variables in the separation of the clusters were precipitation, temperature, relative humidity and temperature. The map of areas with possible expansion of production considering the same characteristics of the landscape of the northeast showed there is an area for expansion of approximately 900,000 km ² and similar to the southern region there is an area is approximately 1,100 million km ². Not all genetic groups have genetic samples in the genebank and collection is focused on conservation nuclei scattered throughout the country. Only 21 % of states with a certain breed have samples in the gene bank. Of the 27 states of Brazil, 13 samples have the genetic bank of sheep, requiring collection of samples from flocks outside the official conservation system to ensure that studies using this germplasm are not biased. The work showed that it is important to consider the characteristics of different regions of Brazil in proposing public policies related to sheep and suggestions are given to improve the quantity, quality and diversity of samples in the gene bank providing greater understanding and subsidies for the management of production and genetic resources of sheep in Brazil.
Descrição: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Departamento de Geografia, 2013.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Coorientador(es): Pimentel, Concepta Margaret McManus
Aparece nas coleções:GEA - Doutorado em Geografia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_PotiraMeirellesHermuche.pdf16,32 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.