Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/15839
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_MedidaGorduraInterno.pdf287,79 kBAdobe PDFView/Open
Title: A medida da gordura : o interno e o íntimo na academia de ginástica
Authors: Sautchuk, Carlos Emanuel
Assunto:: Gordura corporal
Antropologia do corpo
Antropometria
Academias de ginástica
Issue Date: Apr-2007
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - PPGAS - Museu Nacional, da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ
Citation: SAUTCHUK, Carlos Emanuel. A medida da gordura: o interno e o íntimo na academia de ginástica. Mana, Rio de Janeiro, v. 13, n.1, p. 181-205, abr. 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104- 93132007000100007&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 09 maio 2014.
Abstract: A partir de pesquisa etnográfica e bibliográfica, o presente artigo trata da gordura nas academias de ginástica, enfocando questões relativas ao corpo e à pessoa. A análise da avaliação corporal evidencia os termos de uma produção científica que elabora o corpo como um metabolismo caracterizado pelo risco e pela maleabilidade. São os conteúdos corporais que estão em jogo, de modo que o ideal estético não é a magreza, mas a "definição" do corpo, fruto da sobreposição da gordura pelo músculo. A busca da saúde caracteriza-se pela gerência constante do risco inerente ao balanço destes componentes. Beleza e saúde são formas de cuidar de si – imperativo caro ao individualismo contemporâneo – através do manejo dos conteúdos corporais. Assim, a avaliação corporal delineia os elementos internos e os aspectos da intimidade, e dota as práticas corporais da capacidade de empreender um engajamento entre eles.
Abstract: Based on both ethnographic and bibliographic research, the present article examines the subject of fat in gymnastic academies, focusing on issues relating to the body and the person. An analysis of body evaluation evinces the terms of a scientific production that configures the body as a metabolism subject to risk and malleability. What is at stake are body contents, where the aesthetic ideal is not thinness, but the toning of the body, the result of replacing fat with muscle mass. The search for beauty involves constant management of the risk inherent in balancing these components. Beauty and health are forms of self-care – an imperative central to contemporary individualism – through the management of body contents. Thus, body evaluation delineates internal elements and aspects of intimacy, and endows bodily practices with the capacity to stimulate an interaction between them.
Licença:: Mana - Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons. Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_pdf&pid=S0104-93132007000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 09 maio 2014. CC BY NC.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-93132007000100007
Appears in Collections:DAN - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/15839/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.