Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/15450
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_LucioNevesHuaixan.pdf1,92 MBAdobe PDFView/Open
Title: Comparação entre as histerorrafias com fios de sutura dos tipos categute e quitosana : macroscópica, histoquímica e imuno-histoquímica
Other Titles: Comparison between hysterorrhaphy with sutures of the types catgut and chitosan : macroscopic, histochemical and immunohistochemica
Authors: Huaixan, Lúcio Neves
Orientador(es):: Lima, Eduardo Maurício Mendes de
Assunto:: Ovino
Cesariana
Materiais biomédicos
Abdômen - cirurgia
Colágeno
Issue Date: 14-Apr-2014
Citation: HUAIXAN, Lúcio Neves. Comparação entre as histerorrafias com fios de sutura dos tipos categute e quitosana: macroscópica, histoquímica e imuno-histoquímica. 2013. ix, 11 f., il. Dissertação (Mestrado em Saúde Animal)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Abstract: A ocorrência de distocia em ovinos é decorrente de eventos inusitados que alteram a fisiologia do parto eutócico. A cesariana é um procedimento cirúrgico realizado com frequência nesta espécie para resolução destas intercorrências, contudo as técnicas de histerorrafia, bem como o material empregado, constituem um passo muito importante, despertando o interesse na busca de materiais com qualidades ideais. A quitosana revela-se interessante, pois é um biomaterial, com propriedades e aplicações favoráveis a cicatrização. O objetivo deste trabalho foi comparar a qualidade do processo cicatricial formada nas áreas de histerorrafia com fios de sutura do tipo categute e quitosana, através de avaliação macroscópica, histoquímica e imuno-histoquímica. Foram utilizados sete ovinos hígidos, da raça Santa Inês que foram submetidos à técnica cirúrgica de laparotomia vídeo assistida seguida de laparotomia. Após exteriorização do útero, foi realizada histerotomia com posterior histerorrafia, em ambos os cornos, com categute e quitosana. A avaliação macroscópica e as biópsias das áreas de histerorrafia e área controle foram realizadas após 30 dias. Foram encontradas aderências em cinco animais do grupo categute e nenhuma no grupo quitosana. Foi observada diferença estatística com aumento de colágeno do tipo III e tecido conjuntivo no grupo quitosana quando comparado ao controle e categute, também foi observada maior presença de vasos sanguíneos no grupo controle em relação ao categute e quitosana. Da quantificação de colágeno do tipo I e VEGF-A, não foi observada diferença estatística entre os grupos. O fio de quitosana promoveu efeito preventivo no processo de formação de aderências pós-cirúrgicas das áreas de histerorrafia, com aumento da deposição de colágeno do tipo III no processo de reparação tecidual e conferindo melhor qualidade cicatricial, quando comparado ao categute. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The occurrence of dystocia in ovine is arising of unusual events that alter the physiology of eutocic parturition. The cesarean section is a surgical procedure performed frequently in this specie for resolution of these intercurrences, however the techniques of hysterorraphy, even as the material used, constitutes a very important step, arousing the interest in search for materials with ideal qualities. The chitosan proves to be interesting, since it is a biomaterial, with favorable properties and applications in healing. The aim of this study was to compare the quality of the healing process in the areas of hysterorrhaphy with sutures of the types catgut and chitosan by evaluating macroscopic, histochemical and immunohistochemical. Were used seven healthy ewes, Santa Inês breed, that were submitted to surgical technique of video-assisted laparotomy followed by laparotomy. After exteriorization of the uterus, was performed hysterotomy with subsequent hysterorrhaphy, in both horns, with chitosan and catgut. The macroscopic evaluation and biopsies of hysterorraphy areas and control area were performed after 30 days. Adhesions were found in five animals of the catgut group and none in the chitosan group. Was observed statistical difference with increase of collagen type III and connective tissue in the chitosan group when compared with control and catgut, was also observed a greater presence of blood vessels in the control group when compared to catgut and chitosan. In quantification of collagen type I and VEGF-A, was not observed statistical difference between the groups. The chitosan suture promoted preventive effect in the formation of postoperative adhesions in the areas of hysterorraphy, with increased deposition of collagen type III in the tissue repair process and giving better quality scar when compared to catgut.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Veterinária, Programa de Pós-Graduação em Saúde Animal, 2013.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FAV - Mestrado em Saúde Animal (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/15450/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.