Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/15433
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_RogerioEmilianoAssis.pdf3,09 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Identidade, investimento e comunidade imaginada : o aprendiz pela estrada de tijolos amarelos
Autor(es): Assis, Rogério Emiliano de
Orientador(es): Andrade, Mariana Rosa Mastrella de
Coorientador(es): Reis, Maria da Glória Magalhães
Assunto: Ensino
Aprendizagem
Linguagem e línguas - estudo e ensino
Identidade
Data de publicação: 11-Abr-2014
Referência: ASSIS, Rogério Emiliano de. Identidade, investimento e comunidade imaginada: o aprendiz pela estrada de tijolos amarelos. 2013. 203 f. il. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: Várias áreas do conhecimento têm se debruçado sobre os estudos identitários: a Filosofia, a Psicologia, a Linguística Aplicada etc. Na área de Aquisição de Segunda Língua dos Estados Unidos da América, a maioria dos estudos dedicada às identidades vem sendo realizada desde a segunda metade da década de 1990 (MENARD-WARWICK, 2005). O interesse nos estudos identitários representa uma mudança de ênfase dos modelos psicolinguísticos para a inclusão das dimensões sociológicas no ensino-aprendizagem de línguas. Talvez, isso se deva ao fato de haver um reconhecimento crescente de 1que as identidades afetam a aprendizagem (NORTON, 2010). O principal objetivo desta pesquisa é o de investigar como as identidades dos aprendizes de inglês são construídas no processo de ensino-aprendizagem de um centro de línguas público do Distrito Federal. Esta investigação é de base qualitativa (BOGDAN e BIKLEN, 1992; DENZIN e LINCOLN, 2006) com cunho etnográfico (LÜDKE e ANDRÉ, 1986; WATSON-GEGEO, 1987, 1988). Também, esta pesquisa se configura como um estudo de caso (LÜDKE e ANDRÉ, 1986; MOURA FILHO, 2005). Os participantes são dois alunos: um adolescente com 16 anos e uma adolescente com 15. Os instrumentos de pesquisa utilizados são: histórias de vida escritas, entrevistas semiestruturadas e desenhos. O primeiro semestre letivo de 2012 compõe o período de geração dos dados: triangulados e analisados de acordo com o paradigma interpretativista (MOITA LOPES, 1994). Os dados mostram que as identidades de aprendiz de inglês são construídas através de desejos de afiliação e de reconhecimento (NORTON, 1997), diferenças (SILVA, 2000), verdades escolares (FOUCAULT, 2000) e relações de poder (FOUCAULT, 2002; NORTON, 2006). Ademais, o grau de investimento na aprendizagem (BOURDIEU, 1998; NORTON, 1995, 2000) também constrói as suas identidades. Imbricado ao investimento, está o construto de comunidades imaginadas (KANNO, 2003; KANNO e NORTON, 2003; WENGER, 1998) que, de acordo com os dados, aparece como uma fonte vital de motivação e de investimento nas identidades dos participantes enquanto aprendizes de língua inglesa. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
Many areas of knowledge have devoted on the identity studies: Philosophy, Psychology, Applied Linguistics etc. In the North American Second Language Acquisition, the most part of the identity studies has been done since the second half of the 90s (MENARD-WARWICK, 2005). The interest in the identity studies represents an emphasis change from the psycholinguistic models to the inclusion of the sociological dimensions in the language teaching/learning. Perhaps, that is due to the fact that there is increasing recognition that identities affect learning (NORTON, 2010). The main objective of this research is to investigate how the English learners’ identities are constructed in the teaching/learning process of a Distrito Federal public language center. This research is of qualitative basis (BOGDAN & BIKLEN, 1992; DENZIN & LINCOLN, 2006) within ethnographic core (LÜDKE e ANDRÉ, 1986; WATSON-GEGEO, 1987, 1988). Also, this investigation is a case study (LÜDKE e ANDRÉ, 1986; MOURA FILHO, 2005). The participants are two students: a male teenager at 16 years old, and a female one at 15. The used research instruments are: written life histories, semi-structured interviews, and drawings. The first school term is the period of the data generation: triangulated and analysed according to the interpretative paradigm (MOITA LOPES, 1994). The study results show that the English learner’s identities are constructed through the wish of affiliation and recognition (NORTON, 1997), differences (SILVA, 2000), educational truths (FOUCAULT, 2000), and power relations (FOUCAULT, 2002; NORTON, 2006). Furthermore, the level of investment in the learning (BOURDIEU, 1998; NORTON, 1995, 2000) also constructs their identities. Connected to investment, it is the construct of imagined communities (KANNO, 2003; KANNO e NORTON, 2003; WENGER, 1998) that, according to the data, appears to be a vital source of motivation and investment in the participants’ identities as English learners.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução, Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada, 2013.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:PGLA - Mestrado em Linguística Aplicada (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.