Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/15362
Title: Herança e fixação de minicírculos de kDNA de Trypanosoma cruzi no genoma de chagásicos e seus familiares
Authors: Aragão, Manuela Maciel Britto
Orientador(es):: Teixeira, Antônio Raimundo Lima Cruz
Assunto:: Chagas, Doença de
Trypanosoma cruzi
Genética
Issue Date: 24-Mar-2014
Data de defesa:: 2013
Citation: ARAGÃO, Manuela Maciel Britto. Herança e fixação de minicírculos de kDNA de Trypanosoma cruzi no genoma de chagásicos e seus familiares. 2013. 155 f., il. Dissertação (Mestrado em Patologia Molecular)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Abstract: A transferência lateral (TL) e vertical (TV) de minicírculos de DNA (kDNA) do Trypanosoma cruzi foram investigadas em 26 pessoas de quatro famílias. A infecção ativa foi documentada em cinco pessoas com o DNA nuclear do T. cruzi. Evidência da integração do kDNA foi documentada em todos esses casos. Foram obtidas sequências quimeras kDNA-DNA humano de 157 eventos de TL e TV as quais foram analisadas em bancos de dados. As integrações do kDNA foram mapeadas em 19 dos 23 cromossomos, e 72,4% das integrações ocorreram em elementos transponíveis: 80% dessas mutações ficaram retidas em retroelementos LINE-1. O gene do receptor olfatório RO1-17 reteve 10 das 18 integrações de kDNA em regiões codificadoras. A técnica tpTAIL-PCR específica para este gene gerou mais 37 quimeras, totalizando 194 mutações de kDNA-DNA humano. Em 105 eventos (54%) das mutações estavam inseridas em loci de indivíduos consanguíneos, verdadeiros eventos de TGV herdados pelas progênies. Em 15 desses eventos (14%) as quimeras kDNA-DNA hospedeiro tinham topologia sugestiva de herança Mendeliana. Os demais 90 eventos (86%) apresentaram diversidade nas sequências de nucleotídeos dos minicírculos integradas no mesmo sitio do genoma de parentais e progênies. Este achado sugere que a maioria das mutações do kDNA no genoma humano apresentam padrão não Mendeliano. Verificou-se ainda que a diversidade de sequências de minicírculos integradas foi aumentada pelos fenômenos de recombinação, truncamento, mobilização e embaralhamento de regiões dos minicírculos nas mutações herdadas. A demonstração de crescimento do genoma com diversidade genética sugere especiação sem limite conhecido. Ademais, TL e TV contribuem para o magnífico fenômeno da evolução, definida por Darwin como “descendentes com modificações”.
Abstract: The lateral and the vertical gene transfers (LT and VT) of Trypanosoma cruzi kDNA minicircles was sought among 26 people in four families. The live T. cruzi infection was documented in five people showing the parasite nuclear DNA. The evidence of the kDNA integration was shown in all those cases. The kDNA-human DNA chimera sequences were obtained from 157 LT and VT events that were analyzed in databank. The kDNA mutations were found in 19 out of 23 chromosomes, and 72,4% of these integrations occurred in transposable elements; 50% of these mutations were present in the retrotransposable LINE-1. At the locus of the olfactory receptor OR1-17 there were 10 among 18 integrations. The tpTAIL-PCR technique with primers specific to the OR1-17 gene generated, additionally, 37 chimeras among a total of 194 chimeras kDNA-DNA disclosed in the human genome. A total of 105 (54%) mutations were inserted at various loci from bloodline individuals in four families, whose are truly events inherited from progeny. Among 15 of those events (14%) there were kDNA-host DNA mutations showing topology that suggests the Mendelian inheritance. The remaining 90 mutations (86%) revealed a broad genetic diversity arising from different minicircle sequences integrated at single loci in the parental and progeny. This finding indicates that a great majority of the kDNA mutations in the human genome is non-Mendelian. Additionally, it was shown an increasing diversity of minicircle sequences as a consequence of recombination, reshuffling, hitchhiking, and truncated minicircle at the inherited mutation sites. The documented genome growth and diversity of the minicircles flanking the host DNA at the mutation sites suggested unlimited speciation, hence LT and VT contribute for the magnificent unstoppable evolution, which was defined by Charles Darwin as “descendents with modifications”.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Patologia Molecular, 2013.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Coorientador(es):: Nitz, Nadjar
Appears in Collections:FMD - Mestrado em Patologia Molecular (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_ManuelaMacielBrittoAragao.pdf3.7 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.