Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/15308
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_AnaliseComparativaAnatomia.pdf2,74 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Análise comparativa da anatomia foliar de Melastomataceae em ambiente de vereda e cerrado sensu stricto
Outros títulos: Comparative analysis of Melastomataceae leaf anatomy in palm swamp and cerrado sensu stricto environments
Autor(es): Somavilla, Nádia Sílvia
Ribeiro, Dalva Graciano
Assunto: Anatomia vegetal
Taxonomia vegetal
Fenologia vegetal
Data de publicação: Out-2011
Editora: Sociedade Botânica do Brasil
Referência: SOMAVILLA, Nádia Sílvia; RIBEIRO, Dalva Graciano. Análise comparativa da anatomia foliar de Melastomataceae em ambiente de vereda e cerrado sensu stricto. Acta Botanica Brasilica, Feira de Santana, v. 25, n. 4, p. 764-775, out./dez. 2011. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062011000400004&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 7 jan. 2014.
Resumo: Este trabalho descreve a anatomia das lâminas foliares de três espécies de Melastomataceae, Lavoisiera bergii Cogn., Macairea radula (Bonpl.) DC. e Trembleya parvifl ora (D. Don) Cogn. que estão colonizando a zona alagável e aberta de fundo de vereda e de M. radula e T. parvifl ora que ocorrem no cerrado sensu stricto da Estação Ecológica de Águas Emendadas, Planaltina/DF. Os dados estruturais mostrados pelas três espécies indicam escleromorfi a com características particulares a cada uma delas, como projeções nas células epidérmicas de L. bergii, diferentes tipos e localização de emergências formadas por esclereídes em L. bergii e M. radula, e evaginações na epiderme de T. parvifl ora. A caracterização anatômica das folhas de M. radula e T. parvifl ora não difere entre os ambientes. No entanto, as lâminas foliares dos indivíduos encontrados na vereda apresentaram plasticidade com valores signifi cativamente (P≤ 0,05) maiores para espessura do mesofi lo e do parênquima para massa foliar e massa foliar específi ca em relação aos indivíduos do cerrado sensu stricto. Esta relação é inversa para valores de área foliar específi ca. A capacidade de apresentar plasticidade estrutural, juntamente com a escleromorfi a, pode ter sido relevante para o comportamento invasivo destas espécies na zona de fundo da vereda como destacado na discussão. Além deste ponto, o texto também apresenta uma breve discussão sobre outros aspectos relacionados à importância de estruturas anatômicas na taxonomia e ecologia destas espécies.
Abstract: This study describes the anatomy of the leaf blade of three species of Melastomataceae, Lavoisiera bergii Cogn., Macairea radula (Bonpl.) DC. and Trembleya parvifl ora (D. Don) Cogn., which colonize the fl ooded and open areas of a lower zone of palm swamp, and the M. radula and T. parvifl ora, which occur in cerrado sensu stricto, of the Estação Ecológica de Águas Emendadas, Planaltina, DF. Structural data of the three species indicate sclerophylly with particular characteristics to each of them, such as projections on epidermal cells of L. bergii, diff erent types and position of emergencies in L. bergii and M. radula and the protrusion in the epidermis of T. parvifl ora. Anatomical characterization of the leaves of M. radula and T. parvifl ora did not diff er between environments. However, the leaf blades of individuals of M. radula and T. parvifl ora found in the palm swamp showed plasticity in relation to individuals from the cerrado sensu stricto. Signifi cantly higher values (P ≤ 0.05) for the thickness of the mesophyll and chlorophyll parenchyma, leaf mass and specifi c leaf mass were found in the palm swamp. Th is relationship is reversed for values of specifi c leaf area. Th e ability to provide structural plasticity together with sclerophylly may be relevant to the invasive behavior of these species in the palm swamp as emphasized in the discussion. Moreover, this work also presents a brief discussion of other aspects related to the importance of anatomical structures in the taxonomy and ecology of these species.
Licença: Acta Botanica Brasilica - Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons (Attribution-NonCommercial 3.0 Unported (CC BY-NC 3.0)). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062011000400004&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 7 jan. 2014.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-33062011000400004
Aparece nas coleções:BOT - Artigos publicados em periódicos



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.