Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/15114
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_AdinariMoreiraSousa.pdf1,68 MBAdobe PDFView/Open
Title: Trabalho do assistente social na política de assistência social : a experiência de Fortaleza-CE à luz do projeto ético-político profissional
Authors: Sousa, Adinari Moreira de
Orientador(es):: Stein, Rosa Helena
Assunto:: Assistentes sociais - ética profissional
Política social - Fortaleza (CE)
Assistência social
Serviço social
Issue Date: 7-Feb-2014
Citation: SOUSA, Adinari Moreira de. Trabalho do assistente social na política de assistência social: a experiência de Fortaleza-CE à luz do projeto ético-político profissional. 2013. 229 f., il. Tese (Doutorado em Política Social)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Abstract: Este trabalho resulta de pesquisa qualitativa sobre o trabalho do Assistente Social na política de Assistência Social, analisado no âmbito da proteção social básica nos Centros de Referência da Política de Assistência Social do município de Fortaleza. O reconhecimento do exercício profissional como processo de trabalho situa a categoria trabalho como central no processo de construção do ser, que constrói sua sociabilidade pela capacidade teleológica de antecipar, projetar finalidades à sua ação como práxis social. Assim, tem-se a compreensão das diversas manifestações impostas pelas transformações advindas do capitalismo. Com base no pensamento de Marx, traz-se o conceito de trabalho produtivo e improdutivo no processo de produção e reprodução social, no qual todas as atividades são transformadas em trabalho assalariado. Nesse sentido, o exercício profissional do Assistente Social no SUAS é processo de trabalho compreendido por 75% das profissionais entrevistadas, de um total de 16 Assistentes Sociais, cuja fundamentação ampara-se no projeto ético-político profissional das entrevistas, buscou-se compreender o trabalho profissional nas dimensões teórico-metodológica, ético-política e técnico-operativa, bem como as determinações e mediações que possibilitam sua materialidade na contraditória realidade capitalista. A maioria das profissionais manifesta clareza em relação ao projeto profissional que as formaram e compreendem as diversas limitações e contradições postas pelas determinações estruturais da própria realidade capitalista em crise, pautadas na precarização do trabalho, que se configura na ausência de condições éticas e técnicas do trabalho, na terceirização, nos baixos salários recebidos como trabalhadores precarizado, na focalização das políticas sociais, como estratégia do Estado neoliberal, especialmente da Assistência Social, mediação fundamental do trabalho profissional. Igualmente, a maioria das profissionais reconhece que tais determinações não as impossibilita de vivenciar, no trabalho cotidiano, a relativa autonomia construída pela mediação dos valores emancipatórios e críticos que fundamentam o projeto profissional, ressaltando, inclusive, a liberdade, a erradicação dos preconceitos e pré-noções, a democracia e a luta por direitos sociais. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
This study results from a qualitative research about the labour of the social worker in the Social Assistance Policy that analyse the basic social protection in the Social Assistance Reference Centres (CRAS) in Fortaleza – Brazil. Thus the professional practice is understood as a labour process. The category of labour is placed as central in the process of social being production which develops the sociability through the teleological capacity to anticipate and plan purposes by the activity as social praxis. Therefore we intend to understand the different manifestations imposed by the capitalism changes and thus bring with Marx's thought basis the meaning of productive and unproductive labour in the process of social production and reproduction in which all activities are transformed into wage labour. In this sense the professional practice of Social Worker in SUAS (United System of Social Assistance) is labour process according to seventy five per cent of the interviewed in a group of seventeen social workers. Their thought is based on the ethical and political project radically critic. Through the interview the group recognize the professional labour in its theoretical-methodological, ethic-political and technical-operational as an inseparable and the determinations and mediations that allow its materiality in contradictory capitalist reality. The majority of the social workers appreciate clearly their professional project as a fundamental issue in their education and also the limitations and contradictions from the capitalist society through the precarious conditions of labour, that is configured in the absence of ethical and technical conditions of work, the receiving of low wages, the restriction of social policy as a strategy of the neoliberal state, especially in the Social Assistance Policy, as a fundamental mediation of professional work. They recognize that this reality does not prevent the professional practice. Thus the social workers in their relative autonomy mediate their action through the values of liberty, emancipation as principals of the ethic-political project and also the contribution of a critic conception and in the Marxist theory to support. Also, most professionals recognize that such determinations do not prevent of experiencing in their daily work the relative autonomy. So they have the mediation of critical and emancipatory values that underlie the professional project emphasizing also the freedom, the elimination of prejudices and preconceived ideas, the democracy and the struggle for social rights. ______________________________________________________________________________ RESUMEN
En este trabajo los resultados de un estudio cualitativo sobre el trabajo de la trabajadora social de la Política de Asistencia Social, analizados bajo la protección social básica en los Centros de Referencia de la Política de Asistencia Social, la Fortaleza. El reconocimiento de la práctica profesional como un proceso de trabajo, se sitúa la categoría de trabajo, como un elemento central en el proceso de ser construido, que desarrolla las habilidades sociales, la capacidad de anticipar teleológica, el diseño de los propósitos a su acción como praxis social. Así que uno tiene que entender las distintas manifestaciones imponen los cambios causados por el capitalismo y, sobre la base del pensamiento de Marx llevar el concepto de trabajo productivo e improductivo en el proceso de producción y reproducción social, en el que todas las actividades se transforma en trabajo asalariado. En este sentido, el trabajador social profesional en el proceso es su trabajo, entendido setenta y cinco por ciento de los profesionales encuestados, un total de dieciséis trabajadores sociales, cuya fundación apoya en el ético-político profesional radicalmente crítico. A través de las entrevistas trataron de entender el profesional que trabaja en el teórico-metodológicos, éticos y políticos, técnicos y operativos, así como las determinaciones y mediaciones que permiten su materialidad en la realidad capitalista contradictoria. La mayoría de los profesionales manifiestan claridad de proyecto profesional capacitado y comprender las diversas limitaciones y contradicciones planteadas por las determinaciones estructurales de la realidad misma crisis capitalista, guiado por la precarización del trabajo, que se configura en la ausencia de condiciones éticas y técnicas de trabajo, tercerización, los bajos salarios recibidos como trabajadores precarios; centrándose en las políticas sociales como una estrategia de Estado neo-liberal, sobre todo el bienestar, la mediación fundamental de la labor profesional. Además, la mayoría de los profesionales reconocen que tales determinaciones no imposible experimentar en su trabajo diario, la autonomía relativa construida por la mediación de los valores críticos y emancipadores que subyacen a los profesionales del diseño, incluyendo enfatizando la libertad, la eliminación de los prejuicios y las ideas preconcebidas la lucha por la democracia y los derechos sociales.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Serviço Social, Programa de Pós-Graduação em Política Social, 2013.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:SER - Doutorado em Política Social (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/15114/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.