Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/15097
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_DanielGraziani.pdf1,52 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Análise molecular de isolados do gênero leishmania e clínica de pacientes portadores de leishmaniose tegumentar americana atendidos no Hospital Universitário de Brasília
Autor(es): Graziani, Daniel
Orientador(es): Sampaio, Raimunda Nonata Ribeiro
Coorientador(es): Lima, Beatriz Dolabela de
Assunto: Leishmaniose
Diagnóstico molecular
Data de publicação: 4-Fev-2014
Referência: GRAZIANI, Daniel. Análise molecular de isolados do gênero leishmania e clínica de pacientes portadores de leishmaniose tegumentar americana atendidos no Hospital Universitário de Brasília. 2013. 60 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: A Leishmaniose Tegumentar Americana é um grave problema de saúde pública no Brasil e em vários países do mundo. As diferentes manifestações clínicas podem variar desde uma lesão localizada até multiplas lesões distribuidas por todo o corpo. Fatores inerentes às diferentes espécies do parasita contribuem para a diversidade clínica e para a patogênese da doença. O objetivo deste trabalho foi estudar através de metodologias moleculares isolados de Leishmania e relacionar com os aspectos clínicos dos pacientes fontes. A identificação foi realizada através da PCR do gene miniexon, PCR-RFLP e sequenciamento da região ITS1 do rDNA. Foram analisados 38 isolados provenientes de 36 pacientes e foram identificados: 22 L. (V.) braziliensis, 3 L. (V.) panamensis, 1 L. (V.) guyanensis, 1 L. (V.) utingensis, 2 L. (V.) spp, 8 L. (L.) amazonensis e 1 L. (L.) infantum. Os pacientes que predominaram eram do sexo masculino em idade reprodutiva com lesões nos membros superiores e inferiores. Os pacientes infectados pelo subgênero Viannia desenvolveram em 81% dos casos leishmaniose cutânea. Apenas pacientes infectados por L. (V.) braziliensis desenvolveram leishmaniose mucosa. Um paciente infectado por L. (V.) braziliensis e co-infectado por HIV desenvolveu a Síndrome de Reconstituição Imune. Entre os oito pacientes infectados pela espécie L. (L.) amazonensis, seis apresentaram leishmaniose cutânea, um apresentou a forma cutânea disseminada e um apresentou leishmaniose cutânea difusa. O único paciente infectado por L. (L.) infantum apresentou três lesões cutâneas ulceradas. A técnica RAPD permitiu comparar fingerprints de isolados de um mesmo paciente a fim de analisar as modificações ao longo de sucessivas recidivas. Através desta técnica foi possível caracterizar duas cepas de L. (L.) amazonensis como idênticas, isoladas de dois pacientes com formas clínicas graves e raras (LCD e LD). Neste estudo relata-se pela primeira vez como agentes etiológicos da leishmaniose tegumentar no Brasil as espécies: L. (V.) utingensis e L. (L) infantum. A L. (V.) utingensis é descrita pela primeira vez infectando humanos e a L. (L) infantum desencadeando leishmaniose cutânea. Devido ao amplo espectro clínico causado pelas espécies de Leishmania, o diagnóstico molecular pode ser útil para o prognóstico clínico rotineiro da leishmaniose bem como para compreensão da ocorrência e comportamento de cada espécie. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
Leishmaniasis is a serious public health problem in Brazil and in several countries worldwide. The different clinical manifestations may vary since a localized lesion until multiple lesions distributed throughout the body. Factors inherent to the different species of the parasite contribute to the clinical diversity and pathogenesis of the disease. The aim of this work was to study through molecular methodologies of Leishmania's isolates and relate them with clinical aspects of the patient's sources. The identification was performed by PCR miniexon gene, PCR-RFLP and sequencing of ITS1 from rDNA gene. In this study 38 isolates from 36 patients were analyzed and were identified: 22 L. (V.) braziliensis, 3 L. (V.) panamensis, 1 L. (V.) guyanensis, 1 L. (V.) utingensis, 2 L. (V.) spp, 8 L. (L.) amazonensis and 1 L. (L.) infantum. Patients were males in reproductive age with lesions in upper and lower limbs. The patients infected by the Viannia subgenus have developed cutaneous leishmaniasis, in 81% cases. Only patients infected by L. (V.) braziliensis developed ucosal leishmaniasis. One patient infected by L. (V.) braziliensis and co-infected with HIV developed immune reconstitution syndrome. Among the eight patients infected by the L. (L.) amazonensis, six have developed cutaneous leishmaniasis, one presented disseminated cutaneous form and the other had diffuse cutaneous leishmaniasis. The single patient infected by L. (L.) infantum has showed an atypical form of cutaneous leishmaniasis. The RAPD technique allowed us to compare fingerprints of isolates from the same patient, in order to analyze changes over successive recurrences. By using this technique, it was possible to characterize two strains of L. (L.) amazonensis as identical, these was isolated from two patients with severe clinical and rare forms (LCD and LD). The present study reports, for the first time as etiologic agents of cutaneous leishmaniasis in Brazil, the following species: L. (V.) utingensis and L. (L) infantum. L. (V.) utingensis is first described infecting humans and L. (L) infantum unleashing cutaneous leishmaniasis. Due to the wide clinical spectrum caused by Leishmania species, the molecular diagnosis can be useful for routine clinical prognosis of leishmaniasis as well as for understanding the occurrence and behavior of each species.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2013.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FS - Mestrado em Ciências da Saúde (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.