Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/15065
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_KadjaMilenaGomesBezerra.pdf66,8 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Estudos taxonômicos e anatômicos dos gêneros Calyptranthes Sw., Marlierea Cambess., Myrceugenia O. Berg e Myrcia sect. Aulomyrcia (O. Berg) Griseb. (Myrtaceae) no Distrito Federal
Autor(es): Bezerra, Kadja Milena Gomes
Orientador(es): Silva, Lucia Helena Soares e
Assunto: Mirtácea
Botânica - classificação
Cerrados - Distrito Federal (Brasil)
Anatomia vegetal
Data de publicação: 31-Jan-2014
Referência: BEZERRA, Kadja Milena Gomes. Estudos taxonômicos e anatômicos dos gêneros calyptranthes Sw., Marlierea Cambess., Myrceugenia O. Berg e Myrcia sect. Aulomyrcia (O. Berg) Griseb. (Myrtaceae) no Distrito Federal. 2013. xvii, 182 f., il. Tese (Doutorado em Botânica)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: As Myrtaceae se destacam como uma das famílias mais importantes e diversificadas, nos ecossistemas brasileiros. O Cerrado brasileiro atualmente é composto por 344 espécies de Myrtaceae, distribuídas em 16 gêneros. Para o Distrito Federal, das 101 espécies inclusas em 15 gêneros como parte da lista preliminar de espécies para a Flora do Distrito Federal, atualmente, 14 gêneros são válidos e são citadas: 1 espécie em Blepharocalyx, 2 em Calyptranthes, 10 em Campomanesia, 2 em Corymbia, 12 em Eucalyptus, 29 em Eugenia, 3 em Marlierea, 1 em Myrceugenia, 28 em Myrcia, 2 em Pimenta, 1 em Plinia, 23 em Psidium, 1 em Siphoneugena e 2 em Syzygium. O objetivo deste trabalho foi realizar o inventário florístico dos gêneros Calyptranthes, Marlierea, Myrceugenia e Myrcia para compor a Flora do Distrito Federal. O trabalho foi dividido em cinco capítulos. O primeiro capítulo apresenta o levantamento das espécies que compõem os gêneros supracitados, para tanto foram realizadas coletas nos limites do Distrito Federal e consultados os acervos de 10 herbários nacionais e internacionais, totalizando 25 espécies ocorrentes e analisadas no Distrito Federal. Para cada uma das espécies foi apresentada descrição morfológica, referência de material-tipo, mapa de distribuição geográfica e comentários. No capítulo dois registrou-se uma nova ocorrência de Myrceugenia acutata no Distrito Federal, a mesma foi coletada em uma área próxima ao Córrego Bananal no Parque Nacional de Brasília, onde já havia coletas mais antigas neste mesmo local, mas com identificação incorreta. Para o estudo desta espécie foram empregadas análises de arquitetura foliar, utilizando a técnica de diafanização, além da análise de superfície de folhas e pólen, com o auxílio da Microscopia Eletrônica de Varredura. O capítulo três trata do reconhecimento de uma nova espécie, sendo a mesma denominada Myrcia federalis, cujo epíteto fez menção ao local onde foi coletada, o Distrito Federal. Para esta espécie também foram empregadas as análises de arquitetura foliar, de superfície foliar e de pólen sob Microscopia Eletrônica de Varredura, além da descrição morfológica, diagnose, mapa de distribuição e pranchas ilustrativas. No capítulo quatro foi tratada a anatomia foliar das 25 espécies pertinentes a este estudo, visando registrar e selecionar caracteres anatômicos para subsidiar a taxonomia dos gêneros e espécies estudadas. As espécies foram analisadas a nível epidérmico e de superfície foliar sob microscopia de luz e Microscopia Eletrônica de Varredura. Os resultados demostraram que apesar da uniformidade anatômica de alguns caracteres analisados, a análise micromorfológica das folhas de espécies de Myrtaceae, mostrou-se como um forte aliado dos estudos taxonômicos, podendo auxiliar na distinção das espécies. Os caracteres anatômicos que se mostraram de maior valia para a distinção das espécies estudadas foram: localização dos estômatos, presença ou ausência de tricomas, tipo de tricoma, sinuosidade das paredes anticlinais das células epidérmicas. No capítulo cinco tratouse a arquitetura foliar nas 25 espécies pertencentes aos gêneros alvo deste trabalho e teve como objetivo reconhecer caracteres específicos e com utilidade taxonômica, para auxiliar na delimitação dos táxons estudados. Constatou-se que o padrão broquidódromo é constante, assim como, o tipo de nervura terciária, alternopercurrente. Os resultados obtidos apontaram que o padrão secundário, terciário, quaternário, além do número de lados das aréolas, não foram eficazes na separação das espécies estudadas. Mas através de outros caracteres, tais como, nervura última marginal, tipo de vênulas, assim como, a presença ou ausência de nervura intramarginal e o tipo de vênula, foram confeccionadas chaves de identificação utilizando os caracteres analisados. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Myrtaceae stands as one of the most important and diversified households in Brazilian ecosystems. The Brazilian Cerrado is currently composed of 344 species of Myrtaceae, distributed in 16 genera. For the Federal District, of 101 species in 15 genera included as part of the preliminary list of species for the Flora of the Federal District, currently, 14 genera are valid and are cited: 1 species Blepharocalyx, 2 in Calyptranthes, 10 in Campomanesia, 2 on Corymbia, 12 on Eucalyptus, 29 on Eugenia, 3 in Marlierea, 1 in Myrceugenia, 28 in Myrcia, 2 in Pimenta, 1 in Plinia, 23 in Psidium, 1 in Siphoneugena and 2 in Syzygium. The objective of this study was a floristic inventory of genera Calyptranthes, Marlierea, Myrceugenia and Myrcia to compose the Flora of the Distrito Federal. The work was divided into five chapters. The first chapter presents a survey of the species that compose the aforementioned genres, for both samples within the limits of the Federal District were made and consulted the collections of 10 national and international herbaria, with the total of 25 species found and analyzed in Distrito Federal. For each species was presented the morphological description, the reference material standard, the map and geographical distribution of comments. In chapter two it was reported a new ocurrence of Myrceugenia acutata in Distrito Federal, it was collected in a nearby stream, the Bananal area in Brasilia, where there was already the oldest collections in the same place, Parque Nacional de Brasília, but with incorrect identification. For the study of this species analysis of leaf architecture were employed, using the technique of diafanization beyond surface analysis of leaves and pollen, with the aid of scanning electron microscopy. Chapter three deals with the recognition of a new species, with the same Myrcia federalis, whose epithet made dimension to the location where it was collected, Distrito Federal. To this species also the analysis of leaf architecture of leaf surface and pollen under scanning electron microscopy were employed, besides the morphological description, diagnosis, the distribution map and elustrativas boards. In chapter four was treated leaf anatomy of 25 species relevant to this study, aiming at registering and select anatomical support for the taxonomy of the genera and species studied characters. The species were analyzed epidermal level and the leaf surface under light microscopy and under Scanning Electron Microscopy. The results showed that despite the anatomical uniformity of some characters analyzed, micromorphological analysis of the leaves of Myrtaceae species, proved to be a strongly of taxonomic studies, may help to distinguish the species. The anatomical characters that proved most worthwhile for the distinction of the species studied were: location of stomata, presence or absence of trichomes, trichome type, sinuous anticlinal walls of the epidermal cells. In Chapter Five treated leaf architecture in species belonging to 25 genera target of this work and aimed to recognize specific characters and taxonomic utility to assist in the delimitation of the taxa studied. It was found that the brochidodromous pattern is constant, as the type of tertiary veins alternate, percurrent. The results showed that the pattern secondary, tertiary, quaternary, and the number of sides of the areola, were not effective in separating the species, but by other characters, such as marginal ultimate venation type, venules, as well as the presence or absence of intramarginal vein and the type of venule, identification keys were made using the characters analyzed.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Botânica, Programa de Pós-Graduação em Botânica, 2013.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:BOT - Doutorado em Botânica (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.