Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/14712
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_ArielVieiraDeMoraesFilho.pdf5,05 MBAdobe PDFView/Open
Title: Efeitos do treinamento de força sobre a bradicinesia, força muscular e desempenho funcional em indivíduos com Doença de Parkinson
Authors: Moraes Filho, Ariel Vieira de
Orientador(es):: Oliveira, Ricardo Jacó de
Assunto:: Treinamento
Parkinson, Doença de
Aptidão física
Desempenho
Issue Date: 26-Nov-2013
Citation: MORAES FILHO, Ariel Vieira de. Efeitos do treinamento de força sobre a bradicinesia, força muscular e desempenho funcional em indivíduos com Doença de Parkinson. 2013. x, 85 f., il. Dissertação (Mestrado em Educação Física)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Abstract: Dentre os sintomas da doença de Parkinson (DP), a bradicinesia e a fraqueza muscular figuram como os aspectos motores mais incapacitantes, responsáveis por queixas relacionadas a dificuldades no desempenho das atividades da vida diária (AVDS) e maior nível de dependência. Tem sido demonstrado que a prática de atividade física em geral promove benefícios em portadores da DP. Mais recentemente, o treinamento de força (TF) vem sendo apontado como intervenção eficaz nessa população, entretanto, seus efeitos precisam ser melhor investigados. O objetivo do presente estudo foi verificar os efeitos de 9 semanas de (TF) sobre a força muscular, bradicinesia e desempenho funcional, em indivíduos acometidos pela da DP. Foram avaliados 62 indivíduos em período pré intervenção e divididos aleatoriamente em grupo treinamento (GT, n=31) e grupo controle (GC, n=31). Ao final do programa restaram 42 indivíduos sendo 15 do GC e 25 do GT, os quais foram reavaliados. O programa de treinamento consistiu em 9 semanas de TF, sendo 3 semanas de familiarização com cargas leves e intensidade de 15 a 20 repetições máximas (RM) e 6 semanas de carga progressiva e intensidade de 10 a 12 RM. Em todas as sessões foram realizados um total de 5 exercícios para membros superiores e inferiores. Para a avalição clínica da bradicinesia foram utilizados o Ten Meters Walk Test (TMW); Timed Up and Go Test (TUG) e sub escala de bradicinesia (BSE), da seção III da Unified Parkinson’s Disease Rating Scale (UPDRS). A performance funcional, foi avaliada nos testes: (a) força - 30 seconds Chair - Stand Test (T30); (b) TMW e (c) TUG. A força muscular foi avaliada através do pico de torque isocinético absoluto (PTA) e pelo pico de torque relativo (PTR). A significância estatística adotada para as análises foi de p≤ 0.05. A ANOVA de medidas repetidas mista revelou a redução significante no grupo treinamento para as variáveis TUG, BSE, aumento significante para TMW (p ≤ 0,001), mas não para força isocinética. Para o T30 utilizou-se o Wilcoxon Test, que demonstrou aumento significante na força funcional (p ≤ 0,001). O tamanho de efeito, extraído da anova de medidas repetidas mista, demonstrou um elevado efeito clínico de (0,9) do TR sobre a BSE e moderado, sobre TUG (0,42), TMW (0,49). O tamanho de efeito, extraído do teste t, demonstrou moderado efeito clínico sobre o T30 (0,41). Nesse sentido, conclui-se que o TF foi eficaz em reduzir a bradicinesia no período de 9 semanas e aumentou o desempenho funcional dos indivíduos treinados mesmo sem o aumento significante da força muscular. ____________________________________________________________________________ ABSTRACT
Among the symptoms of Parkinson's Disease (PD), bradykinesia and muscle weakness appear as the most disabling motor aspects, responsible for complaints related to difficulty in performing Activities of Daily Living (ADL) and higher level of dependency. It has been shown that physical activity promotes overall benefits in patients with DP. Recently, Strength Training (ST) has been considered as an effective intervention in this population, however, their effects need to be further investigated. The aim of this study was to investigate the effects of nine weeks of ST on bradykinesia, muscle strength and functional performance in individuals with level of involvement leads to moderate. 62 subjects were evaluated in the pre intervention and randomly divided into training group (TG, n = 31) and control group (CG, n = 31). At the end of the program remaining 42 individuals of which 15 belonged to the GC and 25 to the GT, which were reassessed. The training program consisted of nine weeks of ST, and three weeks of familiarization with light loads and intensity from 15 to 20 maximal repetitions and six weeks of progressive load and intensity from 10 to 12 RM. In all sessions were conducted a total of 5 exercises for upper and lower limbs. For the evaluation of bradykinesia were utilized the Ten Meters Walk Test (TMW), Timed Up and Go Test (TUG) and Bradykinesia Sub-Scale (BSS), section III of the Unified Parkinson's Disease Rate Scale (UPDRS). The functional performance was evaluated in the tests: (a) 30-seconds Chair Test Stand (T30) - strength, (b) TMW – gait speed and (c) TUG – dynamic balance. Muscle strength was assessed with the by Absolute isokinetic Peak Torque (APT) and relative (RPT). Statistical significance adopted for the analyzes was p ≤ 0,05. A repeated measures mixed ANOVA revealed significant differences in the training group for the variables TUG, TWM, BSE (p ≤ 0.001), but not for isokinetic strength. For the T30 was used Wilcoxon test, which revealed a significant increase in functional strength (p ≤ 0.001). The effect size, extracted from the mixed ANOVA with repeated measures showed a high clinical effect of (0.9) of ST on BSE and moderate on TUG (0,42), TMW (0,49). The effect size, extracted from the t test showed a moderate clinical effect of T30 (0,41). Accordingly, it is concluded that the ST was effective in reducing bradykinesia on the 9 week period and increased the functional performance of the trained individuals even without a significant increase in muscle strength.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, Programa de Pós-Graduação Stricto-Sensu em Educação Física, 2013.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FEF - Mestrado em Educação Física (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/14712/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.