Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/14596
Título: Efeitos de diferentes exercícios resistidos no dano muscular dos flexores do cotovelo em indivíduos treinados : compostos vs isolados
Autor(es): Soares, Saulo Rodrigo Sampaio
Orientador(es): Marques, Martim Francisco Bottaro
Assunto: Músculos - ferimentos e lesões
Exercícios físicos
Data de publicação: 13-Nov-2013
Data de defesa: 2013
Citação: SOARES, Saulo Rodrigo Sampaio. Efeitos de diferentes exercícios resistidos no dano muscular dos flexores do cotovelo em indivíduos treinados: compostos vs isolados. 2013. ix, 56 f., il. Dissertação (Mestrado em Educação Física)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: OBJETIVO: Avaliar os efeitos de dois tipos exercícios resistidos (i.e. composto v.s. isolado) nas respostas de dano muscular dos flexores do cotovelo em indivíduos treinados. MÉTODOS: 11 homens treinados (24,5 ± 5,5 anos; 81,8 ± 9,1 kg; 175,1 ± 5,0 cm) com tempo de experiência médio em treinamento de força de 6 anos, participaram de duas situações experimentais envolvendo exercícios compostos e isolados. Os voluntários realizaram em um dos braços o exercício composto (Remada na Máquina; RM), enquanto no braço contralateral foi realizado o isolado (Rosca Bíceps Banco Scott; RB). O protocolo experimental constituiu de 8 séries com carga avaliada para 10 repetições máximas nas duas situações. Foi dado intervalo de 2 minutos entre séries e 10 minutos entre os braços. A velocidade de execução adotada foi de 1 segundo para a fase concêntrica e 3 segundos para excêntrica. Os indicadores de dano muscular analisados foram: 1) Pico de Torque Isométrico; 2) Dor Muscular Tardia e 3) Circunferência de Braço. Esses indicadores foram mensurados em repouso (T0), imediatamente após (T10) e nos quatros dias ao longo da recuperação (T24h, T48h, T72h e T96h). RESULTADOS: Na situação RB, o PT recuperou dentro de 48h (p > 0,05), enquanto, na RM a recuperação se deu em 24h (p > 0,05). Apesar disso, a única diferença entre as situações foi no momento imediatamente após o treino, com maior declínio no PT na situação RB (p < 0,001). A dor muscular tardia voltou aos valores basais dentro de 96h (p = 0,311) na RB, enquanto, na RM levou 72h (p = 0,141). No entanto, todos os valores para T24h, T48h e T72h foram significativamente maiores para RB em relação à RM. Não foram encontradas alterações para circunferência do braço em ambas as situações. CONCLUSÃO: A situação RB foi mais fatigante para os flexores do cotovelo quando comparado a RM, levando mais tempo para se recuperar do dano. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
PURPOSE: To investigate the effects of two types of resistance exercise on elbow flexors muscle damage responses in resistance trained men. METHODS: Eleven resistance trained men (24,5 ± 5,5 years; 81,8 ± 9,1 kg; 175,1 ± 5,0 cm) who had an average of six years of experience in strength training participated two different resistance experimental protocols involving multi-joint and singlejoint exercises. All subjects were randomly assigned to perform in one arm only multi-joint exercise (i.e. Machine Seated Row; MJ) and in contralateral arm, only single-joint exercise (i.e. Dumbbell Biceps Curl on Scott Bench; SJ). The experimental protocol consisted of 8 sets at 10 repetition maximum load of the elbow flexors muscle in each exercise. The rest interval was 2 minutes between sets and 10 minutes between arms. The speed of motion was 1 second for the lifting phase and 3 seconds for the lowering. The indicators of muscle damage were: 1) Maximum Isometric Peak Torque (PT); 2) Delayed-Onset Muscle Soreness (DOMS); and 3) Upper Arm Circumference (UAC). These measures were recorded at baseline (T0), immediately after exercise (T10), and 24 (T24h), 48 (T48h), 72 (T72h) and 96 hours (T96h) after exercise. RESULTS: The condition SJ recovered PT at 48h after exercise (p > 0, 05), while, in the MJ the full recovery was in 24h (p > 0, 05). Nevertheless, the only difference between conditions was in T10, with greater loss in PT at SJ (p < 0,001). The DOMS returned to the baseline values at 96h in SJ (p = 0,311), while, in MJ spent 72h (p = 0,141). However, all values of DOMS were significantly higher for SJ regarding to MJ at T24h, T48h and T72h. No changes were found for UAC in both conditions. CONCLUSIONS: The SJ condition was more stressful for elbow flexors muscles than MJ, taking more time to recovery from muscle damage.
Descrição: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, 2013.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:FEF - Mestrado em Educação Física (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_SauloRodrigoSampaioSoares.pdf1,04 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.