Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/14379
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_RodrigoLinsFrutuoso.pdf1,74 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Fatores associados com o índice de infestação predial do Aedes aegypti em municípios brasileiros no ano de 2012
Autor(es): Frutuoso, Rodrigo Lins
Orientador(es): Pinto Júnior, Vitor Laerte
Assunto: Dengue
Arbovirus
Data de publicação: 21-Out-2013
Referência: FRUTUOSO, Rodrigo Lins. Fatores associados com o índice de infestação predial do Aedes aegypti em municípios brasileiros no ano de 2012. 2013. 79 f., il. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva)—Universidade de Brasília, 2013.
Resumo: Introdução: A dengue é atualmente a arbovirose de maior magnitude e abrangência geográfica que atinge as populações humanas. No Brasil a epidemia mais recente ocorreu em 2010, com o registro de cerca de 1 milhão de casos. O cenário para o controle dessa doença não é estimulante. A redução da densidade de infestação do Aedes aegypti, ainda permanece como um desafio. Portanto, conhecer os fatores que contribuem para a proliferação do vetor, é de grande utilidade para o planejamento das ações de controle de dengue nos municípios. Objetivo: Verificar a correlação existente entre os fatores ambientais, sociais e de operacionalização dos programas municipais de controle da dengue que influenciaram o Índice de Infestação Predial, no ano de 2012, nos municípios brasileiros contemplados pela portaria n° 2557/2011. Método: O presente trabalho realizou um estudo ecológico, com enfoque na análise bivariada. Inicialmente foram selecionados 1.158 municípios que receberam incentivo financeiro para qualificação das ações de controle da dengue por meio da Portaria 2557/2011. Foram utilizadas variáveis contínuas (IIP, cobertura de imóveis trabalhados pelos agentes de endemias, índice de Desenvolvimento Humano, Densidade Demográfica e Índice de atendimento Urbano de Água) e variável dicotômica (coleta de resíduos sólidos). Os municípios foram agrupados por região geográfica e aqueles que não apresentaram dados referentes às variáveis analisadas, foram automaticamente excluídos do estudo. Para analisar a relação entre as variáveis contínuas, foi utilizado o coeficiente de correlação de Pearson (r), coeficiente de determinação (r2) e gráficos de dispersão. Para a relação entre o IIP e a variável dicotômica, foi utilizada a tabela de contingência. Foi construído um banco de dados em Microsoft Excel 2010, que subsidiou todas as análises do estudo. Resultado: correlação entre cobertura de imóveis trabalhados e IIP: Foi encontrada correlação negativa muito baixa e baixa nas regiões sul e norte, correlação positiva muito baixa nas regiões nordeste e sudeste e na região centro-oeste correlação positiva alta; correlação entre IDH e IIP: Foi encontrada correlação negativa muito baixa e baixa nas regiões nordeste e centro-oeste, correlação positiva baixa nas regiões norte e sudeste e correlação positiva muito baixa na região sul; correlação entre IIP e densidade demográfica: Foi encontrada uma correlação positiva moderada na região norte, correlação inversa baixa nas regiões nordeste e sudeste e correlação inversa muito baixa nas regiões centro-oeste e sul; correlação entre índice de abastecimento urbano de água e IIP: Foi encontrada uma correlação negativa alta na região centro-oeste, uma correlação negativa muito baixa na região sul e correlações positivas muito baixas nas demais regiões; relação entre coleta diária de resíduos sólidos e IIP: Os resultados não permitiram evidenciar a importância deste indicador na manutenção do vetor nos municípios analisados. Conclusão: Com base nos achados a correlação entre o IIP com os indicadores sociais, ambientais e operacionais não apresentaram resultados esperados e concordantes. O presente estudo demonstrou que a política empregada pelo PNCD em relação às ações de controle do vetor deve ser repensada, já que uma alta cobertura de imóveis trabalhados não se traduziu em uma baixa densidade vetorial. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Introduction: Nowadays, the dengue is the principal and most widely distributed arbovirose that affect the human population. In Brazil, the most recently outbreak of dengue occurred in 2010 with about 1 million of cases. The scenery to control of this arbovirose is not encouraging. The reduction of the infestation index of the Aedes aegypti remains as a challenge to vector control. Because this, to know the factors that contribute to vector expansion is very important to planning actions in the counties. Goal: This study aimed to verify the association between environmental, social and operational factors of the program vector control that influenced the infestation index, in 2012, in Brazilian municipalities covered for the Portaria n° 2557/2011. Method: An ecologic study focused in bivariate analysis was carried. Firstly, 1.158 municipalities that received financial government support to development of actions of dengue through Portaria 2557/2011 to dengue control were selected. The analyses was realized with the following continuous variables (Household infestation rates (IIP), the number of building visited by Endemic Disease Control Agents, the development human index (IDH), demographic density and index of demand of Urban Water) and dichotomous variable (collection of solid waste). The municipalities were grouped by geographic region. Those who didn’t have data on the variables analyzed were excluded from the study. To analyses the relation between continuous variables were used the Pearson correlation coefficients (r), coefficient of determination (r2) and dispersion graphics. For the analysis of the correlation between IIP and collection of solid waste were used contingencies tables. All analyses were carried using a database constructed in Microsoft Excel 2010 for this study. Result: In the analyses of correlation between building visited and IPII, the results found are: very low and low negative in the South and North regions; very low positive in the Northeast and Southeast and high positive in Midwest. In the analyses between IDH and IPII was found very low and low negative correlation in the Northeast and Midwest regions, low positive correlation in the North and Southeast region; very low positive correlation in the South. In the analyses between IIP e demographic density was found a moderate positive correlation in the North, low inverse correlation in the Northeast and Southeast region and very low inverse correlation in the Midwest and South. In the analyses between index of demand of Urban Water and IIP was found a high negative correlation in the Midwest, a very low correlation in the South and very low positive correlations in the others regions. The results found of the analysis between daily collection of solid waste and IIP didn’t permit to demonstrate that this is an important index to maintain the vectors in these municipalities. Conclusion: The results of the analyses were different of expected data and it presented discrepancies in the correlations between IIP and environmental, social and operational index. This study shows the necessity to review the political of vector control used by PNCD because the high number of visited buildings didn’t interpret in a low vector density.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Saúde Coletiva, 2013.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:DSC - Mestrado Acadêmico em Saúde Coletiva (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.