Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/1400
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTACAO_2008_JoseRicardoLobo.pdf244,22 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Análise custo-benefício da certificação de propriedades livres de tuberculose bovina
Autor(es): Lôbo, José Ricardo
Orientador(es): Gonçalves, Vitor Salvador Picão
Assunto: Tuberculose em animais
Pecuária
Zoonoses
Erradicação de doença
Certificação sanitária
Data de publicação: 4-Mar-2009
Referência: LÔBO, José Ricardo. Análise custo-benefício da certificação de propriedades livres de tuberculose bovina. 2008. 84 f. Dissertação (Mestrado em Agronegócios)—Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Resumo: Dentre as estratégias do Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e da Tuberculose Animal (PNCEBT), inclui-se a certificação de propriedades livres dessas doenças, de adesão voluntária, como principal medida para a eliminação progressiva dos focos. Sabe-se que a adesão a programa sanitário desse tipo está vinculada a eventuais restrições impostas aos criadores e a estímulos econômicos que possam existir. Assim, o presente estudo teve como objetivo precípuo identificar fatores econômicos que influenciam a viabilidade financeira da certificação sanitária de propriedades produtoras de leite como livres de tuberculose bovina. Foi desenvolvido um modelo de análise custo-benefício, aplicado a dois cenários de prevalência inicial de 10% e 40% de animais infectados. O estabelecimento seria de produção intensiva, com 4.500 litros de leite por vaca, boas práticas de manejo sanitário, e um rebanho de 100 animais. Simulou-se o impacto financeiro de vários fatores como o custo dos testes diagnósticos, o recebimento de valores adicionais por litro de leite dos rebanhos em certificação e a produção de leite por vaca. Concluiu-se que a Razão Benefício-Custo é muito sensível à média de produção leiteira do estabelecimento e ao recebimento de adicionais no preço do leite, sendo pouco sensível à variação dos custos dos serviços veterinários. _________________________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The National Program for the Eradication of Brucellosis and Tuberculosis (PNCEBT) includes the accreditation of free bovine herds as one its main strategies, with a view to decrease the number of infected herds. The willingness of cattle producers to join such programs is usually influenced by restrictions imposed by the authorities and by economic stimulus that may be in place. The present study aimed at identifying key economic factors that may determine the financial worth of the accreditation of tuberculosis-free dairy herds. A benefit-cost model was developed and applied to two different within-herd prevalence scenarios: one starting at 10% prevalence and the other at 40%. The herd would be characterized as intensive, with a production of 4,500 liters per cow/year, with good sanitary practices and comprising 100 cows. It was simulated the financial impact of the cost of veterinary services, the introduction of surplus payments on milk and the productivity per cow. The investment model was very sensitive to the average production of milk per cow, as well as to the surplus payment on milk of accredited farms. The cost of veterinary services seems to have little impact on the overall financial viability of the accreditation program.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Programa de Pós-graduação em Agronegócios, 2008.
Aparece nas coleções:FAV - Mestrado em Agronegócios (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.