Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/13902
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_DaviAraujoQuaresmaLemos.pdf2,51 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Anisotropia crustal na região de Porto dos Gaúchos - MT, Brasil
Outros títulos: Crustal anisotropy in Porto dos Gaúchos – MT, Brazil
Autor(es): Lemos, Davi Araújo Quaresma
Orientador(es): França, George Sand Leão Araújo de
Assunto: Sismologia - Mato Grosso (MT)
Anisotropia
Data de publicação: 9-Ago-2013
Referência: LEMOS, Davi Araújo Quaresma. Anisotropia crustal na região de Porto dos Gaúchos - MT, Brasil. 2013. xi, 97 f., il. Dissertação (Mestrado em Geociências Aplicadas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: Nessa dissertação são apresentados dados de onda de cisalhamento registrados por uma rede sismográfica com três estações de três componentes dispostas em uma área com 12 km de diâmetro, nas proximidades de Porto dos Gaúchos (11°31’S, 57°24’O) no centro norte do estado do Mato Grosso. As estações ficaram operantes entre março de 2005 e julho de 2005 e uma delas continua em operação até a presente data. Essa rede tinha o objetivo de gravar as contínuas réplicas após o abalo principal de março de 2005. Foram feitas rotações de acordo com o azimute do evento à estação e à polarização nas ondas de cisalhamento, na tentativa de detectar a divisão da onda, e em caso positivo, identificar o tempo de atraso da onda S lenta e a direção de polarização da onda S rápida . O padrão da direção de polarização mostrado é consistente com a direção da foliação Pré-cambriana observada na área. Essa interpretação é baseada no fato de que a direção da onda S rápida concorda com a direção noroeste – sudeste da foliação Pré-cambriana. Essa conclusão está de acordo com do Nascimento et al.(2002, 2004), e tem importantes implicações na interpretação de observações da divisão de onda de cisalhamento feitas em rochas cristalinas na crosta, pois outros autores afirmam que essa divisão resulta dos efeitos das fraturas cheias de fluidos alinhadas ao esforço (anisotropia de dilatância extensiva - EDA). EDA é a assinatura do campo de esforço atual na região. Existe uma evidência com base no trabalho de Barros (2010), de que o máximo esforço compressional atualmente atuante na região tem direção E-W, sendo possível concluir que os dados obtidos estão em conflito com a interpretação da anisotropia em termos da EDA. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
In this dissertation we present splitting shear-wave data recorded at a three- component five-stations seismograph network distributed in a 12 km aperture, which operated from March 2005 to July 2005 near Porto dos Gaúchos (11°31'S, 57°24'W) - Brazil, to record the continued aftershocks activity after the main shock in March 2005, which had magnitude 5.0 m b. The pattern of polarization directions shown is consistent with the trend of Precambrian foliation observed in the field. This interpretation is based on the fact that the direction of the fastest splitting S wave agrees with the northwest-southeast trending Precambrian fabric. This conclusion, in accordance to those taken by do Nascimento et al (2002, 2004), has important implications for the interpretation of splitting shear-wave observations made in crustal crystalline rocks. Others authors have asserted that splitting shear-wave normally results from the effects of stress-aligned fluid-filled cracks (extensive dilatancy anisotropy or EDA). EDA is, by contrast, a signature of the present-day stress field in the region. There is strong evidence that in present-day maximum compressional stress is E-W direction. We therefore conclude that our present data are in conflict with an interpretation in terms of EDA.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, 2013.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:IG - Mestrado em Geociências Aplicadas (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.