Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/13726
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_VivianedosSantosBrochardt.pdf14,29 MBAdobe PDFView/Open
Title: Comunicação popular na construção de políticas de acesso à água no Semiárido : a experiência da ASA
Authors: Brochardt, Viviane dos Santos
Orientador(es):: Silva, Dácia Ibiapina da
Assunto:: Políticas públicas
Movimentos sociais
Política de comunicação
Issue Date: 26-Jul-2013
Citation: BROCHARDT, Viviane dos Santos. Comunicação popular na construção de políticas de acesso à água no Semiárido: a experiência da ASA. 2013. 231 f., il. Dissertação (Mestrado em Comunicação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Abstract: A comunicação popular e para mobilização social foram largamente estudadas nas últimas décadas. O que esta pesquisa pretende trazer de inovador é a comunicação popular em diálogo com a comunicação dita massiva, desenvolvidas em rede no território do Semiárido brasileiro, por um coletivo de mais de mil organizações da sociedade civil, denominado Articulação no Semiárido Brasileiro (ASA). Esta rede inova na proposição e execução de políticas públicas de acesso à água na região conhecida como a mais seca do País. Essas políticas têm como pressuposto a convivência com o Semiárido em contraposição ao combate à seca. Essa quebra de paradigma orienta todas as ações da ASA, inclusive sua política de comunicação, que tem como público prioritário os agricultores e agricultoras familiares do Semiárido. No momento de realização desta pesquisa, as ações de comunicação desenvolvidas pela ASA já haviam alcançado diretamente mais de dois milhões de pessoas beneficiadas pelos programas da ASA: Um Milhão de Cisternas (P1MC) e Uma Terra e Duas Águas (P1+2). As ações de comunicação são realizadas por um coletivo de 46 profissionais da área, entre comunicadores populares e integrantes da assessoria de comunicação da rede. Para conhecer esse trabalho, desenvolvemos a pesquisa de campo em três comunidades: Canto/BA, Tejuco/MG e João Congo/MG e entrevistamos 38 pessoas para entender quais os limites e potencialidades da comunicação desenvolvida pela ASA. A questão principal a ser respondida nesta pesquisa é: Qual o papel da comunicação na mobilização social dos diversos atores que integram a ASA, especialmente os agricultores, na elaboração e execução dos programas Um Milhão de Cisternas (P1MC) e Uma Terra e Duas Águas (P1+2)? _______________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The popular communication and social mobilization have been widely studied in recent decades. What this research wants to show of innovative is the popular communication in dialogue with the so called mass communication, developed in network within the Brazilian semiarid, by a collective of more than a thousand civil society organizations called Brazilian Semiarid Articulation (ASA). This network innovates in proposing and implementing public policies for access to water in the region known as the country's driest. These policies presuppose the coexistence with the semiarid region in opposition to combat drought. This paradigm guide all actions of ASA, including its communication policy, which has as its priority the smallholder in the Semiarid. At the time of this research, communication actions undertaken by ASA had directly reached more than two million people benefited by ASA’s programs: One Million Cisterns (P1MC) and One Land and Two Waters (P1+2). The communication actions are performed by a collective of 46 professionals, including members of the popular press and journalists from the network. To know this work, we developed a field survey in three communities: Canto/BA, Tejuco/MG and João Congo/MG and interviewed 38 people to understand the limits and possibilities of communication developed by ASA. The main question to be answered in this research is: What is the role of communication in social mobilization of the various actors in ASA, especially small farmers, to develop and implement the programs One Million Cisterns (P1MC) and One Land and Two Waters (P1 +2)?
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, Programa de Pós-Graduação em Comunicação, 2013.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FAC - Mestrado em Comunicação (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/13726/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.