Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/13705
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_MichelleSouzaVilela.pdf3,1 MBAdobe PDFView/Open
Title: Diversidade genética, produtividade e reação de progênies de maracujazeiro à doenças sob condições de campo
Authors: Vilela, Michelle Souza
Orientador(es):: Peixoto, José Ricardo
Coorientador(es):: Faleiro, Fábio Gelape
Assunto:: Maracujá
Maracujá - doenças e pragas
Produtividade agrícola
Issue Date: 25-Jul-2013
Citation: VILELA, Michelle Souza. Diversidade genética, produtividade e reação de progênies de maracujazeiro à doenças sob condições de campo. 2013. xiv, 183 f., il. Tese (Doutorado em Agronomia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Abstract: O maracujazeiro é uma importante frutífera para o Brasil e sua expansão enfrenta problemas como a escassez de bons materiais e o manejo inadequado, que restringem o aumento da produção ao ocasionarem baixo rendimento e qualidade dos frutos. Esse trabalho teve como objetivo o estudo da diversidade genética, a avaliação agronômica, bem como a avaliação de resistência de progênies de maracujazeiro azedo a fitopatógenos no Distrito Federal. O experimento foi conduzido na Fazenda Água Limpa, Universidade de Brasília, tendo como delineamento experimental blocos casualizados com 32 e 26 tratamentos e quatro repetições, sendo a parcela útil constituída por oito plantas. As variáveis avaliadas após 28 e 26 colheitas, nos experimentos com 32 e 26 progênies, respectivamente, foram: produtividade estimada (kg/ha), número total de frutos por hectare, massa média de frutos (g), classificação dos frutos quanto ao diâmetro equatorial em cinco categorias. Para a avaliação da reação das progênies quanto a resistência à verrugose (Cladosporium sp.), antracnose (Colletotrichum gloeosporioides), septoriose (Septoria passiflorae) e bacteriose (Xanthomonas axonopodis pv. passiflorae), foram realizadas analises nos frutos, obtidos em colheitas entre dezembro de 2009 e março de 2010, no campo com 32 tratamentos, e de maio a junho de 2011, com as 26 progênies. No estudo sobre a diversidade genética entre as 32 progênies de maracujazeiro, por meio de marcadores moleculares RAPD (“Random Amplified Polimorphic DNA). Nas avaliações com 32 progênies, as que se destacaram com maior produtividade total estimada foi a MAR20#23, AR 01 e a PLANTA 7. A progênie MAR 20#23 também apresentou um dos maiores valores no quesito número total de frutos/ha. As progênies EC-RAM e MAR 20#10 comportaram-se como resistentes à antracnose. Para septoriose, a progênie PLANTA 2 foi a que obteve a menor incidência da doença, porém, apresentou alto valor de severidade, sendo considerada como suscetível. Para bacteriose, as progênies EC-RAM e Redondão apresentaram os menores valores de severidade, sendo consideradas como moderadamente resistentes. Referente às avaliações com 26 progênies, as progênies que se destacaram com maior produtividade total estimada foi a MAR20#46 e a Mar 20#23B. O maior número de frutos também foi verificado nas progênies MAR20#46 e MAR20#423B. Valores elevados da herdabilidade e razão CVg /CVe foram observados para o número total de frutos/ha e para produtividade total estimada nas classificações de frutos primeira e 1A. A progênie MAR 20#29B apresentou a menor incidência e severidade de antracnose, sendo considerada como resistente. As demais foram consideradas moderadamente resistentes a antracnose. Para verrugose, a maioria das progênies foi considerada suscetível. A progênie PES 9 foi considerada moderadamente resistente a septoriose e as demais foram suscetíveis. Para bacteriose, a progênie PES 9 também se destacou com um dos menores valores de severidade e a menor incidência. Valores de herdabilidade e relação CVg/CVe encontrados para severidade e incidência das doenças avaliadas foram baixos na grande maioria. Os marcadores moleculares RAPD demonstraram e quantificaram ampla divergência genética entre as 32 progênies de maracujá estudadas. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The passion fruit is an important fruit crop in Brazil and its expansion face problems like shortage of good materials and inadequate management, restricts the increase in production lead to low yield and fruit quality. This work aimed to study the genetic diversity, agronomic evaluation, and the evaluation of resistance of open pollinated varieties of passion fruit to pathogens in Distrito Federal. The experiment was conducted at Água Limpa Farm, University of Brasília, with the randomized block design with 32 and 26 treatments and four replications, and the useful plot consisted of eight plants. The variables evaluated after 28 and 26 harvests, in the experiments with 32 and 26 progenies, respectively, were: estimated productivity (kg / ha), total number of fruits per hectare, average fruit weight (g), regarding the classification of equatorial diameter fruit in five categories. To evaluate the reaction of the progenies for resistance to scab (Cladosporium sp.), anthracnose (Colletotrichum gloeosporioides), septoria (Septoria passiflorae) and bacterial illness (Xanthomonas axonopodis pv. passiflorae), analyzes were performed on fruits, obtained in yields between December 2009 and March 2010, with 32 treatments in the field, and May-June 2011 with the 26 progenies. In the study on the genetic diversity among the 32 progenies of passion fruit through RAPD markers ("Random amplified polymorphic DNA"). In the evaluations with 32 progenies, the stood out with higher total productivity estimated was MAR20 # 23, AR 01 and PLANT 7. The progeny MAR 20 # 23 also had one of the greatest values in the item number of fruit/ha. The progenies EC-RAM and MAR 20 # 10 behaved as resistant to anthracnose. For septoria, PLANT 2 was the progeny of which was the lower incidence of the disease, however, showed high severity value, being considered as susceptible. For bacterial illness, the progenies EC-RAM and REDONDÃO had the lowest severity, and were considered as moderately resistant. Referring to evaluations with 26 progenies, the progenies that stood out with the highest total yield estimated was MAR20 # 46 and Mar 20 # 23B. The highest number of fruits was also observed in the progenies MAR20 # 46 and MAR20 # 423B. High values of heritability and reason CVg / CVe were observed for the total number of fruits/ha and total productivity estimated in fruits ratings first and 1A. The progeny MAR 20 # 29B had the lowest incidence and severity of injury, and was considered as resistant. The others were considered moderately resistant to anthracnose. For scab, most progeny was considered susceptible. The progeny PES 9 was considered moderately resistant to septoria and the others were susceptible. For bacteria, the progeny PES 9 also stood out with one of the lowest values of severity and the lower incidence. Heritability values and CVg / CVe reason found for severity and incidence of diseases assessed were low in the majority. The RAPD markers demonstrated and quantified wide divergence among the 32 progenies of passion fruit studied.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Programa de Pós-Graduação em Agronomia, 2013.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FAV - Doutorado em Agronomia (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/13705/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.