Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/13680
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_JulianaMoraesSousa.pdf803,76 kBAdobe PDFView/Open
Title: Felicidade laboral e valores organizacionais : o efeito da compatibilidade indivíduo-organização
Authors: Sousa, Juliana Moraes de
Orientador(es):: Porto, Juliana Barreiros
Assunto:: Satisfação no trabalho
Qualidade de vida no trabalho
Ambiente de trabalho
Issue Date: 24-Jul-2013
Citation: SOUSA, Juliana Moraes de. Felicidade laboral e valores organizacionais: o efeito da compatibilidade indivíduo-organização. 2013. ix, 74 f., il. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Abstract: Fatores individuais e organizacionais podem afetar a felicidade no trabalho. Nesta dissertação teve-se como objetivo geral avaliar o impacto da compatibilidade entre valores organizacionais - VOs - e valores do trabalho – VTs - sobre a felicidade laboral. Para alcançar esse objetivo, dois estudos foram realizados. No Estudo 1, por meio da aplicação de questionários a 254 estudantes universitários, buscou-se identificar similaridade conceitual entre tipos motivacionais de VTs e VOs preferidos, ao passo que no Estudo 2, por meio de questionários aplicados a 145 funcionários de um órgão militar, testou-se a existência de relacionamento curvilinear entre VOs e felicidade laboral, bem como avaliou-se o objetivo geral. Os resultados das correlações e regressões hierárquicas do Estudo 1 indicam que VOs preferidos são previstos a partir dos VTs, sendo as correlações positivas entre essas variáveis mais fortes entre os tipos motivacionais de valores com conteúdo similar. Os resultados das regressões do Estudo 2 apontam que VOs apresentam relacionamento curvilinear com a felicidade laboral. Além disso, níveis maiores de felicidade laboral foram obtidos quando VOs e VTs concordantes apresentaram maior nível de importância para o indivíduo e para a organização. Ressalta-se ainda que VTs de Segurança moderaram a relação curvlinear entre VOs de Estabilidade/Hierarquia e felicidade laboral, sendo esta relação mais forte para indivíduos que atribuíram maior importância aos VTs de Segurança. Conclui-se que a compatibilidade entre VTs e VOs impacta positivamente a felicidade laboral, sendo esta relação mais forte quando os valores são mais importantes. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
Individual and organizational factors might affect happiness at work. The general goal of this paper is to evaluate the impact of person-organization (PO) fit (between organizational values – OVs – and work values - WVs) on happiness at work. In order to achieve this goal, two studies have been carried out. In Study 1, by administering questionnaires to 254 college students, we sought to identify the underlying conceptual similarity between different motivational types of favorite OVs and WVs, whereas in Study 2, by means of questionnaires administered to 145 employees of a military organization, the existence of curvilinear relations between OVs and happiness at work was tested, and the general goal was evaluated as well. The findings based on correlations and hierarchical regressions in Study 1 indicate that favorite OVs are predicted from the WVs, and the positive correlations between these variables are stronger between motivational types having similar meaning. Findings based on regressions in Study 2 indicate that most OVs have curvilinear relation with happiness at work. Moreover, higher levels of happiness at work were achieved when agreement between OVs and WVs presented a greater level of importance for the individual and the organization. It is also noteworthy that Security WVs moderated the curvilinear relation between Conservatism/Hierarchy OVs and happiness at work, this relation being stronger for individuals who assigned greater importance to Security WVs. It was concluded that the P-O fit between OVs and WVs positively impacts happiness at work, this relation being stronger when the values are more important.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações, 2013.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:PSTO - Mestrado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/13680/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.