Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/13556
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_LeticiaDecimoFlesch.pdf1,21 MBAdobe PDFView/Open
Title: Pacientes idosos e seus cuidadores : um estudo específico sobre a alta hospitalar
Authors: Flesch, Letícia Decimo
Orientador(es):: Araújo, Tereza Cristina Cavalcanti Ferreira de
Assunto:: Idosos - cuidados médicos
Envelhecimento - aspectos psicológicos
Idosos - relações com a família
Issue Date: 15-Jul-2013
Citation: FLESCH, Letícia Decimo. Pacientes idosos e seus cuidadores: um estudo específico sobre a alta hospitalar. 2013. ix, 110 f., Dissertação (Mestrado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Abstract: No Brasil, significativas transformações demográficas têm sido observadas, como o aumento do contingente de idosos e a longevidade da população. Cabe notar que este envelhecimento populacional associa-se ao incremento de enfermidades crônicas e múltiplas que exigem cuidados e tratamentos constantes, muitos dos quais são prodigados em ambiente hospitalar. Neste cenário, chama a atenção dos estudiosos, a carência de serviços de saúde destinados a este segmento. Durante as hospitalizações, idosos e cuidadores precisam receber orientações adequadas a fim de limitar incapacidades e danos, evitar internações subsequentes e assegurar qualidade de vida. Notadamente, no campo da Saúde do Idoso, as equipes de saúde devem fornecer suporte informacional, instrucional e emocional no período de transição hospital-domicílio. Apesar das evidências clínicas acerca da sua importância, poucos estudos têm sido realizados sobre a alta hospitalar. Sendo assim, realizou-se uma investigação com o objetivo principal de identificar, descrever e analisar a percepção de idosos e cuidadores familiares sobre a alta. A amostra foi composta por 30 pacientes internados em um hospital da rede pública do Distrito Federal e 25 cuidadores, os quais manifestaram sua concordância por meio do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. A coleta de dados foi realizada em duas etapas. Durante a internação foi aplicado questionário sociodemográfico e a primeira parte do Questionário de Continuidade de Cuidado do Paciente (QCCP), constituído de seis subescalas: Relacionamento no hospital (RH); Relacionamento na comunidade (RC); Transmissão de informações (TI); Organização de documentos (OD); Continuidade do cuidado (CC); e Comunicação (Co). Aproximadamente um mês após a alta, em situação de visita domiciliar, foi aplicada a segunda parte do QCCP. Foram desenvolvidas entrevistas nos dois momentos. Os dados obtidos com os questionários foram submetidos à análise de frequência e inferencial e os relatos categorizados por temas. Constatou-se que os idosos tinham entre 60 e 93 anos de idade e os cuidadores eram principalmente filhos (50%) e esposas (33%). Verificou-se correlação significativa entre as subescalas: RH e TI (p=0,01), TI e CC (p=0,00), TI e Co (p=0,03), Co e CC (p=0,01), RC e Co (p=0,00), OD e Co (p=0,04) e OD e RC (p=0,01). Estes resultados indicam que os fatores avaliados pelas subescalas são interdependentes e que a alta deve ser planejada globalmente. Quanto às vivências relacionadas à hospitalização, pacientes e familiares avaliaram que o idoso foi bem cuidado (27%), mas também consideraram o período desgastante (34%). Para os cuidadores, foi difícil conciliar a permanência no hospital e os outros compromissos (24%). Sobre a percepção da alta, os idosos afirmaram acreditar que teriam mais tranquilidade e comodidade no domicílio (37%), mas também caracterizaram a alta como continuidade do tratamento (21%). Os familiares disseram que os idosos teriam mais conforto após a alta (48%) e que facilitaria o trabalho do cuidador (28%). Sentimentos de insegurança também foram mencionados, por exemplo, medo de não saber cuidar (20%). Conclui-se que a alta hospitalar deve prever orientação centrada nas demandas específicas dos usuários. Recomenda-se que futuros estudos abordem a continuidade dos cuidados à saúde do idoso e avaliem intervenções focadas na transição hospital-domicílio. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Significant demographic changes such as the increase of the number of elderly and the longevity have been observed in Brazil. The aging of the population is associated with an increase of the number of cases of chronic and multiple diseases. Such diseases require constant care and treatment that often are conducted in hospitals. Given this environment, scholars have observed the lack of health services focused on this segment of the population. During hospitalizations, elderly and caregivers must be properly instructed to prevent disability and further injuries, avoid future hospitalization and assure the quality of life. In the Elderly Health field, health teams must provide information and instructional support during the hospital-home transition time. Few studies about hospital discharge were performed despite the clinical evidence of its importance. Therefore, this investigation was conducted to identify, describe and analyze the perception of the elderly and family caregivers about hospital discharge. The sample comprehended 30 in-patients of a public hospital of the Federal District and 25 caregivers. Participants expressed their agreement through the Term of Consent. The data collection was performed in two stages. The first, during the hospitalization, was constituted of a sociodemographic survey along with the first part of Patient Continuity of Care Questionnaire (PCCQ), that is composed of six subscales: Relationships in Hospital (RH); Relationships in Community (RC); Information Transfer (IT); Management of Forms (MF); Management of Follow-up (MF-u); and Management of Communication (MC). Approximately one month after hospital discharge at home visit, the second part of PCCQ was applied. During both stages, interviews were performed. The data collected through the surveys were subjected to frequency and inferential analysis and the reports were categorized by themes. Elderly were between 60 and 93 years of age; the caregivers were mainly their children (50%) and spouses (33%). The study also showed a significant relation between the following subscales: RH-IT (p=0,01); IT-MFu (p=0,00); IT-MC (p=0,03); MC-MFu (p=0,01); RC-MC (p=0,00); MF-MC (p=0,04); and MF-RC (p=0,01). These results indicate that the factors evaluated by the subscales are interdependent and that the hospital discharge must be planned as a whole. As for the experiences related to the hospitalization, patients and relatives believe that the elderly were well taken care of (27%), although they considered the stay stressful (34%). The caregivers found it hard to conciliate the hospital stay and other personal commitments (24%). As for their perception of the discharge, the elderly affirmed that they would feel more tranquil and it would be more convenient at home (37%); and classified the discharge as continuity of care (21%). Caregivers said that the elderly would be more comfortable after the discharge (48%) and that would ease the caregiver‘s work (28%). Insecurity was also mentioned: i.e. fear of not knowing how to take care (20%). This study finds that the hospital discharge must include orientation focused on the specific demands of the users of the health system. It is recommended that future studies address the continuity of health care for the elders and evaluate interventions focused on hospital-home transition.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2013.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:PED - Mestrado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/13556/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.