Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/13417
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_MarcoJulianMartinezMoreno.pdf931,23 kBAdobe PDFView/Open
Title: Da "cultura de la violencia" à "democracia familiar" : masculinidade, cultura e conformação da alteridade em uma política pública de Bogotá, Colômbia
Authors: Martínez-Moreno, Marco Julián
Orientador(es):: Simião, Daniel Schroeter
Coorientador(es):: Oliveira, Luís Roberto Cardoso de
Assunto:: Políticas públicas - Colômbia
Violência urbana
Antropologia urbana
Masculinidade
Issue Date: 26-Jun-2013
Citation: MARTÍNEZ-MORENO, Marco Julián. Da "cultura de la violencia" à "democracia familiar": masculinidade, cultura e conformação da alteridade em uma política pública de Bogotá, Colômbia. 2013. 146 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Abstract: Esta dissertação analisa as categorias nativas violencia e cultura, para abordar o ponto de vista, o universo conceitual e as práticas cotidianas de agentes encarregados da implantação de uma política pública para enfrentar a violencia intrafamiliar em Bogotá, Colômbia. O autor constrói uma matriz de interpretação etnográfica para dar conta de fluxos de categorias através de discursos políticos e acadêmicos com a localização de práticas de governo nas quais a violencia e a cultura adquiriram usos e significados particulares. Como referências empíricas, o documento descreve e problematiza, em primeiro lugar, a configuração histórica de uma sensibilidade nacional que permite assumir a violencia intrafamiliar como um problema social, vinculado à emergência de uma população culturalmente definida – os homens – a partir de uma perspectiva liberal de Estado. Subsidiariamente, o autor analisa sua própria experiência como pesquisador e funcionário público em um processo de formação cidadã em democracia familiar, no qual homens de setores populares de Bogotá deviam desconectar o fato de “ser homem” ao “uso da violência”. A partir do encontro dos agentes do Estado com aqueles sujeitos à norma, o autor dá conta de moralidades em tensão e da emergência de categorias de identificação de um discurso localizado destes últimos, quando interpelados por agentes de Estado. Na concepção e prática dos agentes de Estado, a cultura naturalizou um conteúdo particular da violencia em relações sociais assimétricas de pessoas com diferentes status, sob a ótica da ideologia individualista. Isto mostrou tensões na consolidação do Estado de direito e da nação como projeto em andamento. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
This dissertation analyzes the native categories violencia and cultura, to address the point of view, the conceptual universe, and daily practices of officials in charge for implementation of a public policy to address family violence in Bogotá, Colombia. The author builds an array of ethnographic interpretation to account for flows through categories of political speeches and academics with the location of governance practices in which violencia and cultura acquired particular meanings and uses. As empirical references, the paper describes and discusses, first, the historical setting of a national sensibility that allows to take violencia intrafamiliar as a social problem, linked to the emergence of a culturally defined population: men, from a perspective of the liberal State. In the second instance, the author’s experience as a researcher and public servant in a process of civic education in democracia familiar, in which men of popular sectors of Bogotá should disconnect the fact of “being a man” to “use of violence”. The meeting of state agents and subject to the standard, the author’s account of morality in tension and the emergence of categories for identifying a discourse located latter, when questioned by agents of the state. In the concept and practice of state agents, cultura naturalized a particular content of violencia in asymmetrical social relations of people with different status from the perspective of individualist ideology. This showed tensions in the consolidation of the State of law and the Colombian nation as a project in progress.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:DAN - Mestrado em Antropologia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/13417/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.