Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/13337
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_AdilsonSerafimdeOliveira.pdf4,42 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Tolerância ao encharcamento, alterações morfológicas e anatômicas em algumas espécies lenhosas tropicais
Autor(es): Oliveira, Adilson Serafim de
Orientador(es): Franco, Augusto César
Assunto: Anatomia vegetal
Morfologia vegetal
Biomassa
Bioma Cerrado
Data de publicação: 14-Jun-2013
Referência: OLIVEIRA, Adilson Serafim de. Tolerância ao encharcamento, alterações morfológicas e anatômicas em algumas espécies lenhosas tropicais. 2012. 52 f. Dissertação (Mestrado em Botânica)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
Resumo: Os solos do Cerrado são geralmente bem drenados, mas áreas úmidas são comuns e a vegetação que ocorre nestas áreas está sujeita a condições sazonais de alagamento, expondo estas plantas a condições de estresse por excesso de água. O objetivo do estudo foi avaliar a tolerância ao encharcamento em seis espécies arbóreas representativas das principais fitofisionomias associadas às formações savânicas e florestais do bioma cerrado. Plântulas de Aspidosperma macrocarpon Mart. (Apocynaceae), Tabebuia rosea (Bertol.) A. DC. (Bignoniaceae), Handroanthus chrysotrichus (Mart. ex A. DC.) Mattos (Bignoniaceae), Myracrodruon urundeuva Allemão (Anacardiaceae), Kielmeyera coriacea Mart. & Zucc. (Calophyllaceae), Copaifera langsdorffii Desf. (Leguminosae-Caesalpinioideae) foram submetidas ao encharcamento por 30 dias em casa de vegetação, onde o substrato permaneceu coberto por uma lâmina de água de pelo menos 1 cm de espessura acima da superfície do solo. Foram avaliados os efeitos do encharcamento no crescimento, no acúmulo de biomassa, na morfologia da parte aérea, anatomia de caule e raiz e na sobrevivência. K. coriacea e A. macrocarpon, espécies típicas de solos bem drenados, se mostraram mais sensíveis ao encharcamento apresentando forte redução na sobrevivência, necrose nas folhas e raízes e inibição do crescimento das raízes em A. macrocarpon e da parte aérea em K. coriacea. H. chrysotrichus e M. urundeuva, que são espécies comuns em terrenos secos podendo ocorrer em solos com lençol freático próximo à superfície do terreno, apresentaram menor sensibilidade ao encharcamento, mas não o suficiente para evitar necrose foliar, inibição do crescimento e redução na sobrevivência, impostas pelo encharcamento. A tolerância ao encharcamento foi maior nas espécies T. rosea e C. langsdorffii que são encontradas naturalmente em locais sujeitos ao alagamento sazonal, e cuja sobrevivência não foi afetada pelos 30 dias de encharcamento do sistema radicular. Contudo, apesar de não apresentar clorose ou necrose foliar, o desenvolvimento radicular de C. langsdorffii foi afetado e suas raízes se mostraram mais escurecidas e com início de deterioração nas plantas encharcadas. O alagamento não afetou o crescimento de T. rosea, e nem foram observados sintomas de injúrias nas folhas e raízes de plantas alagadas. Além disso, ocorreu formação de aerênquima do tipo esquizo-lisígeno nas raízes, emissão de raízes adventícias, além do desenvolvimento de caules hipertróficos com rachadura cortical e lenticelas hipertróficas em plantas alagadas desta espécie. ________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The Cerrado soils are generally well drained but moist areas are common and vegetation that occurs in these areas is subject to seasonal flooding conditions, subjecting these plants to stressful conditions by excess of water. The aim of the study was to evaluate the tolerance to waterlogging in six tree species representative of the major vegetation types associated with savanna and forest formations of the cerrado biome. Seedlings of Aspidosperma macrocarpon Mart. (Apocynaceae), Tabebuia rosea (Bertol.) A. DC. (Bignoniaceae), Handroanthus chrysotrichus (Mart. ex A. DC.) Mattos (Bignoniaceae), Myracrodruon urundeuva Allemão (Anacardiaceae), Kielmeyera coriacea Mart. & Zucc. (Calophyllaceae) and Copaifera langsdorffii Desf. (Leguminosae-Caesalpinioideae) were subjected to waterlogging for 30 days in a greenhouse, where the substrate remained covered with a water depth of at least 1 cm above the soil surface. The effects of flooding on growth, biomass accumulation, shoot morphology, root and stem anatomy and survival were analyzed. K. coriacea and A. macrocarpon, which are species typical of well-drained soils, were the most sensitive to waterlogging. They showed strong reduction in survival, necrosis in leaves and roots and inhibition of root growth in A. macrocarpon and inhibition of shoot growth in K. coriacea. H. chrysotrichus e M. urundeuva which are common species in dry lands and may also occur in soils with the groundwater near the surface, showed less sensitivity to waterlogging, but not enough to prevent foliar necrosis, growth inhibition and reduction in survival imposed by flooding. The flooding tolerance was higher in T. rosea and C. langsdorffii that are found naturally in areas subject to seasonal flooding, and whose survival was not affected by the 30 days of flooding of the root system. However, despite not presenting chlorosis or necrosis of leaves, root development of C. langsdorffii was affected. Waterlogged plants showed darkening and early symptoms of deterioration of the root system. Flooding did not affect the growth of T. rosea and no injury symptoms were observed in leaves and roots of flooded plants. In addition, there was formation of schizo-lysigenous aerenchyma in the roots, emission of adventitious roots, and the development of hypertrophic stems with cortical cracks and hypertrophic lenticels in flooded plants of this species.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Botânica, Programa de Pós-Graduação em Botânica, 2012.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições:Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:BOT - Mestrado em Botânica (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.