Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/13207
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_AnaLuisaBritesBlaser.pdf1,8 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Vivências e convivências na aldeia Mrotidjã : uma análise dos processos de educação escolar Xikrin
Autor(es): Blaser, Ana Luisa Brites
Orientador(es): Barretto Filho, Henyo Trindade
Assunto: Índios Xikrin
Educação
Etnologia
Relações culturais
Data de publicação: 29-Mai-2013
Referência: BLASER, Ana Luisa Brites. Vivências e convivências na aldeia Mrotidjã: uma análise dos processos de educação escolar Xikrin. 2013. 160 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Resumo: Este trabalho investiga, sob um olhar político, a educação escolar indígena Xikrin da aldeia Mrotidjã, situada na Terra Indígena Trincheira do Bacajá (PA). Com base em um relato etnográfico da viagem multiétnica concretizada por meio do projeto “Novos olhares e perspectivas acerca da educação escolar indígena: um intercâmbio intercultural entre os Xikrin (PA) e os Krahô (TO) nas escolas Baniwa e Tukano do Alto Rio Negro (AM)”, reflete-se sobre a educação escolar Xikrin, inter-relacionando com as atuais circunstâncias contemporâneas da vida dos indígenas – diretamente impactados pela construção da UHE Belo Monte. Essa análise propõe-se a problematizar, a partir de um diagnóstico da educação escolar indígena na região, os atuais movimentos dos Xikrin para aprenderem e dominarem os conhecimentos da sociedade nacional, de forma a possuírem instrumentos qualificados para o controle de suas relações inter-étnicas, ao mesmo tempo, em que desejam registrar suas histórias e valorizar sua língua, como forma de afirmação política. Foi por meio de pesquisa etnográfica e revisão bibliográfica que foi possível compor a estrutura dessa monografia. Sendo assim, com o objetivo de encadear a discussão acerca da temática, foram utilizados enxertos de relatos dos indígenas dialogando com bibliografia pertinente à área, enfatizando, sobretudo, as ransversalidades que almejei discutir: a relação entre escola, poder e conhecimentos. A finalidade do trabalho é agenciar, a partir de análises e reflexões críticas, subsídios para a escola da aldeia Mrotidjã, de forma a atender, de maneira mais qualificada, as demandas dos Xikrin. ______________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This work investigates under a political view the indigenous education of the Xikrin people living in the Mrotidjã village, in the Trincheira do Bacajá Indigenous Territory, in the state of Para. Based on an ethnographic report of a multiethnic trip – which was part of a project called “New views and perspectives about the indigenous education: a multicultural exchange between the Xikrin (PA) and Krahô (TO) people in the Baniwa and Tukano in Alto Rio Negro (AM) schools - the paper reflects about the relationship of the Xikrin education with the contemporary life of these indigenous people, directly affected by the construction of the Belo Monte hydropower plan. After evaluating the current indigenous education in the region, this analysis plans to discuss which actions the Xikrin people are ta ing to learn and dominate the society’s common nowledge, aiming to create their own appropriate instruments to control their interethnic relationships and, at the same time, to register their own history and value their language, seeking political affirmation. The monograph was built through an ethnographic research and literature review. To initiate a debate on the topic, several quotes of the indigenous people were combined with the current literature on the theme, emphasizing the relationship between the school, power and knowledge. Based on analysis and critical thinking, this work plans to provide additional support to the school in the Mrotidjã village, so it can attend in a more qualified way the demands of the Xikrin people.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2013.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:CDS - Mestrado em Sustentabilidade junto a Povos e Terras Tradicionais (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.