Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/13162
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_FormulaçãoPolíticaAssistência.pdf123,59 kBAdobe PDFView/Open
Title: Formulação de uma política de assistência farmacêutica : a experiência de Goiás
Other Titles: Formulation of a pharmaceutical services policy : the experience of Goiás state, Brazil
Formulación de una política de atención farmacéutica : la experiencia del estado de Goiás, Brasil
Authors: Naves, Janeth de Oliveira Silva
Assunto:: Política farmacêutica
Saúde - planejamento
Políticas de saúde
Saúde pública - Goiás (Estado)
Issue Date: 2010
Publisher: Núcleo de Estudos de Saúde Pública (NESP) da Universidade de Brasília (UnB).
Citation: NAVES, Janeth de Oliveira Silva. Formulação de uma política de assistência farmacêutica: a experiência de Goiás. Tempus: actas de saúde coletiva, v.4, n.3, p.31-37, 2010. Disponível em: <http://www.tempus.unb.br/index.php/tempus/article/view/876/839>. Acesso em: 20 maio 2013.
Abstract: A elaboração de uma política e a existência de um instrumento escrito de planejamento construído de forma participativa, são importantes ferramentas para administradores de sistemas e serviços de saúde que aumentam a eficiência do sistema e criam um compromisso com a sua execução. Considerando que os medicamentos são insumos estratégicos para a atenção à saúde, as políticas de Assistência Farmacêutica, como parte das políticas de saúde, são instrumentos prioritários. Uma Política de Assistência Farmacêutica é um guia para as ações do setor farmacêutico, e expressa a médio e longo prazo as diretrizes e os propósitos do governo para esse setor, além de identificar as estratégias para alcançá-los. É um compromisso formal dos governantes com as aspirações, valores e intenções estabelecidos no processo de discussão e formulação. Em 2006 foi editada a Política de Assistência Farmacêutica Integrada para o Estado de Goiás, após amplo processo de discussão que resultou não apenas na formulação de um documento, mas acima de tudo, na mudança de visão sobre a abrangência e a importância da Assistência Farmacêutica e da necessidade de planejamento para que ela contribua significativamente para a efetividade das ações de saúde. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The development of a policy and the existence of a written planning instrument, both built in a participatory manner, are important tools for system and health services administrators. Such tools increase system efficiency and create commitment to its implementation. Whereas drugs are strategic resources for health care, Pharmaceutical Services policies, as part of health policies, are priority instruments. A Pharmaceutical Services policy is a guide for the actions of the pharmaceutical sector. It expresses the medium and long-term guidelines and purposes of government for this sector, besides identifying the strategies to achieve them. It is a formal commitment of the public administrators with the aspirations, values and intentions set out during the discussion and formulation of the policy. The Pharmaceutical Assistance Integrated Policy in Goiás State (central Brazil) was enacted in 2006, after a broad discussion process which resulted not only in a document but, most important, in changing views on the extent and significance of Pharmaceutical Services and the need for planning so that it contributes significantly to the effectiveness of health actions. _________________________________________________________________________________ RESUMEN
La elaboración de una política y la existencia de un instrumento escrito de planeación, construído de forma participativa, son importantes herramientas para los administradores de sistemas y servicios de salud que aumentan la eficiencia del sistema y crean un compromiso con su ejecución. Considerando que los medicamentos son insumos estratégicos para la atención a la salud, las políticas de atención farmacéutica, como parte de las políticas de salud, son instrumentos prioritarios. Una Política de de atención farmacéutica constituye una guía para las acciones del sector farmacéutico, y expresa a medio y largo plazo, las directrices y los propósitos del gobierno para ese sector, además de identificar las estrategias para alcanzarlos. Se trata de un compromiso formal de los gobernantes con las aspiraciones, valores e intenciones establecidos en el proceso de discusión y formulación. En 2006 fue promulgada la Política de Atención Farmacéutica Integrada para el estado de Goiás, en el Centro del Brasil, después de um amplio proceso de discusión que resultó no solamente en la formulación de un documento, sino sobre todo, en cambios de perspectiva con respecto al alcance y la importancia de la atención farmacéutica y de la necesidad de planeación para que ella contribuya significativamente en la efectividad de las acciones de salud.
Licença:: O periódico Tempus: Actas de Saúde Coletiva está disponível sob Licença Creative Commons 3.0, que permite copiar, distribuir, publicar e criar obras derivadas desde que estas façam parte da mesma licença e que o autor e licenciante seja citado. Não permite a utilização para fins comerciais. Fonte: http://www.tempus.unb.br/index.php/tempus.
Appears in Collections:FAR - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/13162/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.