Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/13129
Título: Competências profissionais em saúde pública : conceitos, origens, abordagens e aplicações
Título(s) alternativo(s): Professional competences in public health : concepts, origins, approaches and applications
Competencias profesionales en salud pública : conceptos, orígenes, enfoques y aplicaciones
Autor(es): Fragelli, Thaís Branquinho Oliveira
Shimizu, Helena Eri
Assunto: Pessoal da área médica
Saúde pública
Recursos humanos na saúde pública
Capacitação
Data de publicação: Jul-2012
Editor: Associação Brasileira de Enfermagem
Referência: FRAGELLI, Thaís Branquinho Oliveira; SHIMIZU, Helena Eri. Competências profissionais em saúde pública: conceitos, origens, abordagens e aplicações. Brasília, v. 65, n. 4, jul./ago. 2012. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672012000400017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt>. Acesso em: 16 maio 2013. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672012000400017.
Resumo: Competências profissionais é um tema que tem sido muito discutido em várias áreas, incluindo a saúde. A necessidade de novos modos de processos de trabalho em consequência da mudança no modelo assistencial e do perfil epidemiológico das doenças tem suscitado debates e discussões nesta área. Neste contexto, o objetivo do presente artigo é apresentar uma revisão sobre o constructo competência a fim de compreender o seu contexto sócio-histórico e de verificar sua aplicabilidade na saúde. Apresentam-se as principais abordagens citadas na literatura e as suas diversas origens. Também foi apresentada a aplicação do conceito em Saúde Pública com as discussões que ocorrem na literatura e na Galway Consensus Conference, em 2008. _________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Professional competences are an issue that has been much discussed in several areas including health. The need for new modes of work processes as a result of the change in model of care and epidemiology of diseases has sparked discussion and debate in this area. In this context, the objective of this paper is to present a review of the construct of competence to understand their socio-historical context and their applicability in the context of health. It was presented the main approaches cited in the literature and their diverse backgrounds on the issue. Also it was reported the application of the concept in Public Health with the discussions in literature and the Galway Consensus Conference in 2008. _________________________________________________________________________________________________ RESUMEN
Competencias profesionales es un tema que ha sido muy discutido en varias áreas, incluida la salud. La necesidad de nuevas modalidades de los procesos de trabajo como resultado del cambio en el modelo de atención y la epidemiología de las enfermedades ha provocado la discusión y el debate. En este contexto, el objetivo del presente trabajo es presentar una revisión de la competencia de la construcción con el fin de entender su contexto socio-histórico y su aplicabilidad en la salud. Su los principales enfoques citados en la literatura y sus diversos orígenes. Además se ha analizado la aplicación del concepto en Salud Pública con los debates en la literatura y Galway Conferencia de Consenso en 2008.
Licença: Revista Brasileira de Enfermagem - Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons (Attribution-NonCommercial 3.0 Unported (CC BY-NC 3.0)). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_serial&pid=0034-7167&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 16 maio 2013.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672012000400017
Aparece nas coleções:DSC - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_CompetenciasProfissionaisSaude.pdf122,78 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.