Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/1311
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTACAO_2008_JulianaLopesMagalhaes.pdf583,85 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Entre modernidade e tradição : desenvolvimento comunitário sustentável em Ererê, Pará
Autor(es): Magalhães, Juliana Lopes
Orientador(es): Sá, Laís Maria Borges de Mourão
Assunto: Desenvolvimento sustentável
Ererê
Pará
Conservação da natureza
Desenvolvimento social
Data de publicação: 29-Fev-2008
Referência: MAGALHÃES, Juliana Lopes. Entre modernidade e tradição: desenvolvimento comunitário sustentável em Ererê, Pará. 2008. 82 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Resumo: A atuação de profissionais de instituições de pesquisa para o desenvolvimento, mediante projetos de caráter comunitário, tem assumido na Amazônia a posição de canal para a injeção de modernidade em comunidades de população local, onde a falta de desenvolvimento pode ser interpretado como ameaça à conservação da natureza. A dinâmica de gestão internacional dos recursos naturais, também relacionada à intencionalidade das forças do modo de produção capitalista, interliga organismos internacionais ao poder público brasileiro, em iniciativas que desembocam em empreendimentos coletivos de uso da biodiversidade. Este trabalho versa sobre a experiência da atuação do Museu Paraense Emílio Goeldi em projetos de pesquisa e desenvolvimento em Monte Alegre, Pará, a partir do processo de criação do Parque Estadual Monte Alegre, em 2001, junto às comunidades do entorno da UC. Na comunidade Ererê, onde dois projetos de desenvolvimento comunitário sustentável foram implementados, a relação que pôde ser identificada entre a lógica presente no Plano de Desenvolvimento Sustentável implementado pela equipe de profissionais do MPEG e a lógica de reprodução social tradicional da comunidade, tem distintos fundamentos ideológicos. Presente no cotidiano dos moradores e manifesta no manejo tradicional do buriti, está a forma de organização e reprodução social de base tradicional, que se difere da lógica trazida e exposta a eles pelos profissionais/pesquisadores externos. Há uma sobreposição valorativa entre o modo de trabalho tradicional e o sistema proposto a partir dos projetos de desenvolvimento. As incompatibilidades sociais e culturais antagônicas entre as estratégias tradicionais de reprodução social e de conservação da natureza, e a proposta de organização comunitária dos projetos de desenvolvimento comunitário, trazem a tona tensões pela sobreposição dos interesses individuais na forma de organização da coletividade estimulada pelos projetos. Por sua vez, estas iniciativas vinculam-se a noção elaborada em âmbito técnico-científico de que aquelas populações necessitam de estratégia para desenvolvimento, exterior às suas práticas, que as adapte as exigências impostas para a inserção em um sistema de mercado de caráter eminentemente capitalista, afinando-se as práticas hegemônicas que são as autênticas responsáveis pela ameaça a conservação da biodiversidade, que com as estratégia empregadas no entorno do Parque Estadual Monte Alegre se buscou evitar. _____________________________________________________________________________ ABSTRACT
The work of professionals from development research institutions , through community-based projects, has taken a connecting position for introducing modernity into the local communities where the lack of development can be considered as a risk to the nature conservation. The international management approach of the natural resources, also related to the objectives of the capitalist production, join international organizations to the Brazilian government, creating sustainable community projects by the collective activities on the biodiversity use. This work is about the experience of Paraense Museum Emilio Goeldi (MPEG) with the reseach and development projects in Monte Alegre, Pará, since the establishment of the State Park Monte Alegre, in 2001, in communities around the UC. At the community of Ererê, where two projects of sustainable community development projects were implemented by the professional team of MPEG and by the typical social reproduction of Ererê community, have different ideological objectives. Present in the daily activities of the villagers and showed in the traditional handling of the “buriti”, is the way of organization and social reproduction of the traditional base, which differs from the concepts brought and explained to them by the external research professionals. There is a value superposition between the traditional way of work and the system proposed by the development project. The social and cultural differences which appears in opposition and competitive relationship between the traditional strategies of social reproduction and the nature conservation, and the propose of community organization of sustainable community development project generate tension because of the superposition of individual interests as a collective organization motivated by the projects. On the other hand, these initiatives are linked to the notion based on scientific-technical idea that those population need the strategy to be developed, outside their normal practices, to adapt them to the demanding necessities which will make it possible to introduce a market system which idea is clearly capitalist, harmonizing the identical practices which are the real responsible for the biodiversity conservation threat, which all strategies applied around the Estate Park Monte Alegre tried to avoid.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2008.
Aparece nas coleções:CDS - Mestrado Acadêmico em Desenvolvimento Sustentável (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.