Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/12875
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_JoaoCarlosFelixLima.pdf4,23 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Cultura, imaginação literária e resistência em Afredo Bosi
Autor(es): Lima, João Carlos Felix de
Orientador(es): Reis, Ana Laura Correia dos
Assunto: Bosi, Alfredo, 1936-
Literatura - história e crítica
Literatura brasileira - história e crítica
Literatura e sociedade
Data de publicação: 24-Abr-2013
Referência: Lima, João Carlos Felix de. Cultura, imaginação literária e resistência em Afredo Bosi. 2012. 619 f. Tese (Doutorado em Literatura)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
Resumo: A tese acompanha a carreira acadêmica de Alfredo Bosi a partir de suas duas teses inéditas defendidas na USP (uma de Doutorado, em 1964; outra de Livre Docência, em 1970). O eixo de apreciação resvala-se em cinco grandes campos da crítica literária: as análises em profundidade de dois autores italianos, Luigi Pirandello e Giacomo Leopardi, feitas por Bosi no início de carreira; os métodos de análise literária, depreendidos de sua obra posterior; a “verificação” desses métodos em autores outros, escolhidos no lastro do longo itinerário de Bosi; o movimento auscultado pelo estudo da cultura brasileira, da história e da poesia; e, finalmente, o conceito de “Literatura e Resistência” propriamente dito, que dimana para uma crítica da arte e da literatura pós- modernas, e se distende para o conceito filosófico de Ideologia. Este último conceito, “Literatura e Resistência”, me afigurou necessário seguir mais de perto no desenlace da análise, dada a constância com que apareceu no itinerário mentis do Autor. Essa constância acompanhava-se de um processo que não era apenas o da análise literária, mas se sentia ou se resvalava ainda e também nos modos da cultura por ele lida. Este conceito nasce e ganha tonus durante o período que denomino de “anos de formação” do Autor, precisamente os anos de defesa das teses. Amadurece, entretanto, a par de várias contribuições posteriores, chegando, a partir daí, a uma crítica do presente. Dois pontos me pareceram imprescindíveis analisar: o primeiro deles indica o respeito e o interesse, bem como a leitura da cultura, através da ideia de sujeito, eclipsada por algumas estéticas formalistas do século XX; o segundo, indica a busca por uma estética que possa ser requerida a partir de uma demanda formalizada pelo corpo, instância forte que origina e sente a literatura, de modo a impregnar tanto a Memória quanto o Corpo e a Fantasia. No 1º capítulo, esboçam-se as análises das teses de Bosi, tentando depreender delas alguns aspectos que se somam às perspectivas desenvolvidas na sua obra posterior. No 2º capítulo, verifico quais são as balizas de entendimento da análise interpretativa, compreendendo seus métodos e modos de entender a leitura da coisa literária. O 3º capítulo fundamenta os eventos da cultura, do Ser da poesia e do modo como Bosi dilata o entendimento do historicismo por ele defendido. No último capítulo desenvolve-se o conceito de “Literatura e esistência”, fulcro para onde converge a tese. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The thesis follows the academic career of Alfredo Bosi since his two unpublished theses defended at USP (one of Doctorate, in 1964; another of Full Professor, in 1970). The axis of appreciation slips into five major fields of literary criticism: the in-depth analysis of two Italian authors, Luigi Pirandello and Giacomo Leopardi, made by Bosi in his early career; the methods of literary analysis, inferred from his later work; the “verification” of these methods in other authors, chosen in the ballast of the long itinerary of Bosi; the movement auscultated by the study of Brazilian culture, of history and poetry; and, finally, the concept of “Literature and Resistance” itself, which flows to a critique of post-modern art and literature, and stretches to the philosophical concept of Ideology. It appeared necessary to me to follow this last concept, “Literature and Resistance”, closely in the conclusion of the analysis, given the constancy with which it appeared in the mentis itinerary of the Author. This constancy was followed up by a process that was not only of the literary analysis, but was felt or slid yet and also in the ways of the culture he read. This concept is born and gains tonus during the period I called “formative years” of the Author, precisely the years in which he defended his theses. It matures, however, along with several subsequent contributions, coming, thenceforth, to a critique of the present. Two points seemed indispensable to analyze: the first one indicates the respect and the interest, as well as the reading of culture, through the idea of subject, eclipsed by some formalist aesthetics in the twentieth century; the second, indicates the search for an aesthetic that can be required from a demand formalized by the body, strong instance that origins and feels the literature, in a way that impregnates as much the Memory as the Body and the Fantasy. In the first chapter, the analysis of Bosi’s theses are sketched up, in a tentative to infer some aspects of them that add to the perspectives developed in his later work. In the second chapter, I verify what are the landmarks to understand the interpretative analysis, including his methods and ways of understanding the reading of the literary thing. The third chapter substantiates the events of culture, of the Being of poetry and of the way that Bosi expands the understanding of the historicism that he advocates. In the last chapter it is developed the concept of “Literature and Resistance”, fulcrum to where the thesis converge.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Teoria Literária e Literaturas, Programa de Pós-Graduação em Literatura, 2012.
Licença: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Aparece nas coleções:TEL - Doutorado em Literatura (Teses)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.