Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/12758
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_OrganizacaoVigilanciaAlimentar.pdf214,24 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: A organização da Vigilância Alimentar e Nutricional no Sistema Único de Saúde : histórico e desafios atuais
Outros títulos: Organization of Food and Nutritional Surveillance within the Brazilian National Health System : history and current challenges
Autor(es): Coutinho, Janine Giuberti
Cardoso, Antônio José Costa
Bertolin, Maria Natacha Toral
Silva, Ana Carolina Feldenheimer da
Ubarana, Juliana Amorim
Aquino, Kelva Karina Nogueira de Carvalho de
Nílson, Eduardo Augusto Fernandes
Fagundes, Antônio
Vasconcellos, Ana Beatriz
Assunto: Política alimentar - Brasil
Levantamentos nutricionais - Brasil
Nutrição - Brasil
Saúde pública - Brasil
Data de publicação: Dez-2009
Editora: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Referência: COUTINHO, Janine Giuberti et al. A organização da Vigilância Alimentar e Nutricional no Sistema Único de Saúde: histórico e desafios atuais. Revista Brasileira Epidemiologia, São Paulo, v. 12, n. 4, dez. 2009. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2009000400018&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt>. Acesso em: 27 mar. 2013. http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2009000400018.
Resumo: A Política Nacional de Alimentação e Nutrição ressalta a importância do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional - SISVAN, que se destina à identificação do diagnóstico descritivo e analítico da situação alimentar e nutricional da população brasileira, contribuindo para que se conheça a natureza e a magnitude dos problemas nutricionais do país. Este artigo visa apresentar o histórico das ações da Vigilância Alimentar e Nutricional no Brasil, desde sua idealização até a prática atual, destacando a superação das limitações encontradas ao longo dos anos, o fortalecimento obtido por meio dos marcos legais e os desafios enfrentados neste momento. Entende-se hoje que o SISVAN só pode ser conduzido utilizando-se uma combinação de estratégias, sendo as principais: o sistema informatizado do SISVAN, os inquéritos populacionais, as Chamadas Nutricionais, a análise das bases de dados nacionais da saúde, o acesso à produção científica e o financiamento de pesquisas sobre o tema.
Abstract: The National Food and Nutrition Policy emphasizes the importance of the Food and Nutritional Surveillance System (SISVAN), which has the purpose of determining descriptive and analytical diagnoses of the food and nutritional status of the Brazilian population. It thus contributes towards providing knowledge on the nature and magnitude of the country's nutritional problems. The present paper aimed to present the history of food and nutritional surveillance actions in Brazil, from the time of concept design to current practice. The surmounting limitations encountered over the years, strengthening obtained through legal milestones and challenges currently faced are highlighted. The view taken is that SISVAN can only be managed today through a combination of strategies. Of these, the main ones are the SISVAN information technology system, population-based surveys, Nutrition Days, and analysis of national healthcare databases, along with access to scientific production and funding for research on the topic.
Licença: Revista Brasileira de Epidemiologia - Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons (Atribuição 3.0 Não Adaptada (CC BY 3.0)). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_serial&pid=1415-790X&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 27 mar. 2013.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2009000400018
Aparece nas coleções:DSC - Artigos publicados em periódicos
NUT - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.