Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/12505
Título: O mundo dos jornalistas : aspectos teóricos e metodológicos
Título(s) alternativo(s): Journalists worlds : theoretical and methodological aspects
El mundo de los periodistas : aspectos teóricos y metodológicos
Autor(es): Pereira, Fábio Henrique
Assunto: Jornalismo
Jornalistas
Jornalismo - aspectos sociais
Identidade social
Data de publicação: Jul-2009
Editor: Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (INTERCOM)
Citação: PEREIRA, Fábio Henrique. O mundo dos jornalistas: aspectos teóricos e metodológicos. Intercom, São Paulo, v. 32, n. 2, jul./dez. 2009. Disponível em: <http://www.portcom.intercom.org.br/revistas/index.php/revistaintercom/article/view/268>. Acesso em: 15 mar. 2013.
Resumo: Este artigo se propõe a debater, por meio de uma revisão de bibliografia, a pertinência do conceito sociológico de mundo social aplicado aos estudos sobre Jornalismo. Fundamentado na tradição do interacionismo simbólico, esse conceito é geralmente utilizado para analisar fenômenos cujo reconhecimento social existe, sem a necessidade de estarem situados apenas em um espaço institucionalizado. Nesse caso, entende-se que a compreensão sobre o Jornalismo não pode se limitar às práticas da redação, mas se estende por diferentes esferas sociais. Para funcionar, o Jornalismo depende de uma rede de cooperadores que inclui as fontes, o público, os articulistas, cronistas, os assessores de imprensa, os anunciantes, os gráficos, os produtores de papel e tinta, etc. O conceito permite escapar a uma visão essencialista sobre Jornalismo, situando-o como uma realidade social construída a partir das interações simbólicas entre diferentes atores. Trata-se também de uma teoria sociológica de médio alcance, cuja aplicação permite abordar as dinâmicas de funcionamento e transformação do espaço jornalístico, além de questões relativas à identidade e práticas sócio-discursivas. __________________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This paper proposes to discuss, through a bibliography revision, the pertinence of the sociological concept of social world applied to Journalism studies. Founded at symbolic interactionism tradition, this concept is generally used to study phenomenon which social recognize exists, but not necessarily in an institutionalized space. In this case, we understand that Journalism comprehension must not be limited to newsmaking process, but is extensible to different social spheres. To operate, Journalism depends of a net of cooperation that includes sources, public, opinion writers, press services, advertisers, printers, paper and ink manufactures, etc. This concept allows escaping from an essentialist vision about Journalism to define it as a social reality constructed by symbolic interactions between different actors. It is also a sociological theory of the middle range, which application allows approaching functioning and changing dynamics of journalistic sphere and also questions concerning identity and social-discursive practices. __________________________________________________________________________________________________________ RESUMEN
Esto artículo tiene la finalidad de discutir, a partir de une revisión de bibliografía, la pertinencia de la noción sociológica de mundo social aplicada a los estudios de Periodismo. Basado en la tradición del interaccionismo simbólico, este concepto es generalmente utilizado para analizar los fenómenos socialmente reconocibles sin la necesidad de estaren situados en un espacio institucionalizado. En este caso, se entiende que la comprensión sobre el Periodismo no puede limitarse a la práctica de producción noticiosa, sino abarca diferentes esferas sociales. Para funcionar, el Periodismo depende de una red de colaboradores que incluye las fuentes, el público, los articulistas y cronistas, los asesores de prensa, los anunciantes, los gráficos, los productores de papel y tinta, etc. El concepto permite escapar de una visión esencialista sobre el Periodismo, situándole como una realidad socialmente construida a partir de la interacción simbólica entre los diferentes actores. También es una teoría sociológica de mediano alcance, cuya aplicación permite comprender tanto las dinámicas de funcionamiento y transformación del espacio periodístico como cuestiones relativas a la identidad y sus prácticas socio-discursivas.
Licença: Disponível sob Licença Creative Commons 3.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece nas coleções:FAC-COR - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_MundoJornalistasAspectos.pdf543,4 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.