Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/12462
Título: Violências contra mulheres por parceiro íntimo em área urbana economicamente vulnerável, Brasília, DF
Outros títulos: Intimate partner violence against women in an economically vulnerable urban area, Central-West Brazil
Autor(es): Moura, Leides Barroso Azevedo
Gandolfi, Lenora
Vasconcelos, Ana Maria Nogales
Pratesi, Riccardo
Assunto: Crime contra a mulher
Mulheres - Distrito Federal (Brasil)
Violência conjugal
Data de publicação: Dez-2009
Editora: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Referência: MOURA, Leides Barroso Azevedo et al. Violências contra mulheres por parceiro íntimo em área urbana economicamente vulnerável, Brasília, DF. Revista de Saúde Pública, v.43, n.6, p.944-53, dez. 2009. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rsp/v43n6/0509.pdf>. Acesso em: 13 mar. 2013. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102009005000069
MOURA, Leides Barroso Azevedo et al. Intimate partner violence against women in an economically vulnerable urban area, Central-West Brazil. Revista de Saúde Pública, v.43, n.6, p.944-53, dec. 2009. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rsp/v43n6/en_0509.pdf>. Acesso em: 13 mar. 2013.http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102009005000069.
Resumo: OBJETIVO: Estimar a prevalência de tipos de violência e de comportamentos de controle praticados por parceiros íntimos contra mulheres residentes em área economicamente vulnerável. MÉTODOS: Conduziu-se estudo transversal com 278 mulheres de 15 a 49 anos que tiveram parceiros íntimos alguma vez na vida, residentes em uma área metropolitana de Brasília, DF, em 2007. Utilizou-se processo de amostragem aleatória sistemática. O instrumento de pesquisa constou de um questionário com 58 perguntas desenvolvido pela Organização Mundial de Saúde. Foram analisadas as prevalências de violência física, psicológica e sexual. As variáveis independentes consideradas foram características sociodemográficas da mulher, de contexto familiar e comunitário bem como as sociodemográfi cas do parceiro, de comportamento (freqüência do uso de bebidas ou drogas ilícitas e relacionamento extraconjugal). RESULTADOS: A prevalência de violência psicológica foi a mais alta: 80,2% (n=223) das mulheres entrevistadas relataram pelo menos um ato no decorrer da vida e 50% (n=139) nos últimos 12 meses. A prevalência de violência física ao longo da vida foi (58,6%) e nos últimos 12 meses (32%), enquanto a prevalência de mulheres que sofreram violência sexual foi de 28,8% e 15,5%, respectivamente. CONCLUSÕES: As altas prevalências das violências mostram a magnitude da vulnerabilidade e das agressões praticadas contra mulheres nas relações com parceiros íntimos.
Abstract: OBJECTIVE: To estimate the prevalence of gender-based controlling behavior and types of violence committed by intimate partners against women living in an economically vulnerable area. METHODS: A cross-sectional study was performed with 278 women aged between 15 and 49 years, who had had at least one male intimate partner in their lives and lived in a metropolitan area of the city of Brasília, Central-West Brazil, in 2007. Systematic random sampling process was used. The research instrument consisted of a questionnaire with 58 questions, developed by the World Health Organization. Prevalences of physical, psychological and sexual violence were analyzed. Independent variables considered were women’s sociodemographic, family and community context characteristics, in addition to their partners’ sociodemographic and behavior characteristics (frequency of alcohol or illicit drug use and extra-marital relationship). RESULTS: The highest prevalence was that of psychological violence: 80.2% (n=223) of the women interviewed reported at least one act throughout their lives and 50% (n=139) in the last 12 months. Prevalence of physical violence was 58.6% throughout life and 32% in the last 12 months, whereas those of sexual violence were 28.8% and 15.5%, respectively. CONCLUSIONS: High prevalences of violence show the magnitude of vulnerability and aggressions committed against women in relationships with intimate partners.
Licença: Revista de Saúde Pública - Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative (Attribution-NonCommercial 3.0 Unported (CC BY-NC 3.0)) Fonte: http://www.scielosp.org/revistas/rsp/pinstruc.htm. Acesso em: 13 mar. 2013.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102009005000069
Aparece nas coleções:EST - Artigos publicados em periódicos
UnB - Professores Eméritos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_IntimatePartnerViolence.pdf661,5 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
ARTIGO_ViolenciasContraMulheres.pdf280,99 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.