Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/12260
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_MirianRejaneMagalhaesMendes.pdf2,39 MBAdobe PDFView/Open
Title: A argumentação em discussões sociocientíficas : o contexto e o discurso
Authors: Mendes, Mírian Rejane Magalhães
Orientador(es):: Santos, Wildson Luiz Pereira dos
Assunto:: Química - estudo e ensino
Discussões e debates
Ciência - aspectos sociais
Issue Date: 28-Feb-2013
Citation: MENDES, Mírian Rejane Magalhães. A argumentação em discussões sociocientíficas: o contexto e o discurso. 2012. 206 f., il. Tese (Doutorado em Educação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
Abstract: A presente tese teve como objetivo compreender o desenvolvimento da argumentação em discussões sociocientíficas em aulas de Química. Foram investigadas aulas de três professores em escolas públicas de nível médio do Distrito Federal para identificar a ocorrência de situações argumentativas, ações favoráveis ao desenvolvimento da argumentação realizadas pelos professores e a presença do conhecimento científico na composição dos argumentos desenvolvidos. A revisão bibliográfica inclui o ensino de Ciências com enfoque Ciência-Tecnologia-Sociedade, a abordagem de Questões Sociocientíficas no Ensino de Ciência, visão geral sobre a teoria da argumentação, e a argumentação na Educação em Ciências. O referencial teórico assumido foi o de argumentação dialogal, na perspectiva apresentada por Plantin. A inserção em sala de aula ocorreu durante o terceiro bimestre do ano de 2009, em turmas da terceira série do ensino médio. O acompanhamento sistemático das aulas envolveu filmagens; anotações de campo; entrevista em grupos focais com os alunos e individual com cada um dos professores; e a aplicação de um questionário no qual se buscou informações relativas à formação e experiência docente dos professores sujeitos da investigação. A análise do perfil dos professores mostrou que eles reuniam em sua formação acadêmica, experiência profissional e prática pedagógica, indicadores de condições de promover argumentação em suas aulas. Para a análise do discurso, foram assumidas referências nas quais a Ciência e o seu ensino são considerados processos socioculturais. Foram estabelecidos três níveis de análise: nível macro, no qual foram identificadas as sequências de ensino e selecionadas as aulas nas quais ocorreram discussões sociocientíficas; nível intermediário, no qual foi feito o mapeamento dos episódios das aulas selecionadas e identificadas as suas sequências interativas; nível micro, em que foram analisados os turnos de fala de cada sequência interativa para identificar: a ocorrência de argumentação, os papéis argumentativos presentes nas situações argumentativas identificadas, a realização de ações verbais favoráveis à argumentação, a natureza das justificativas apresentadas e a mobilização de conhecimentos científicos da disciplina Química na composição dos argumentos. Os resultados mostraram que os professores estabeleceram um contexto propício à argumentação ao promoverem as discussões sociocientíficas, oportunizarem a verbalização, e utilizarem estratégias visando à participação dos alunos como interlocutores na discussão e à interação. Por outro lado, verificou-se que as situações argumentativas identificadas foram pouco significativas e que os professores apresentaram dificuldades em desenvolver, no âmbito do próprio discurso, ações verbais específicas voltadas para o estabelecimento da argumentação e para a mobilização de conhecimentos científicos na construção dos argumentos. Os resultados evidenciam avanços no desenvolvimento da argumentação em discussões sociocientíficas, os quais se relacionam ao estabelecimento de um contexto propício à prática argumentativa, e fragilidades no que diz respeito à utilização de estratégias discursivas voltadas especificamente para a implementação e desenvolvimento de situações argumentativas. Esses resultados apontam para a necessidade de que propostas curriculares para a formação de professores de Ciências contemplem a argumentação no âmbito de discussões sociocientíficas, com o objetivo de subsidiar o professor a explorar o discurso no sentido de provocar a emergência e o desenvolvimento de situações argumentativas. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This thesis aimed to understand the development of argumentation in socioscientific discussions in classes of Chemistry. In public High Schools of Distrito Federal three teachers’ classes were investigated to identify the occurrence of argumentative situations, teachers actions that favor the development of the argument and the presence of scientific knowledge in the arguments developed. The literature review includes the teaching of Science with a focus Science-Technology-Society, the approach to Socioscientific Issues in Science Teaching, general overview of the argument theory, and the argument in Education in Science. The theoretical framework assumed was the dialogical format argument in the perspective presented by Plantin. The insertion in the classroom has occurred during August and September of 2009, in classes of the third series of high school. The systematic monitoring of classes involved videotaping; field annotation; interview in focus groups with students and individually with each one of the teachers; and the application of a questionnaire in which it was sought information concerning the training and experience of the teachers subject of research. The analysis of teachers profile showed that they gathered at their academic training, professional experience and educational practice, indicators of conditions to promote argumentation in classes. For discourse analysis were assumed references in which science and its teaching are considered sociocultural processes. Three levels of analysis were established: macro level, in which were identified the sequences of teaching and selected classes in which socioscientific discussions occurred; Intermediate level, in which the mapping of the episodes of selected classes was done and identified its sequences interactive; micro-level, in which we analyzed the shifts of speech of each interactive sequence to identify: the occurrence of argument, the argumentative roles present in argumentative situations identified, the execution of actions favorable to verbal argument, the nature of justifications presented and the mobilization of scientific knowledge of Chemistry subject in composition of the arguments. The results showed that the teachers have established a conducive context to argument when promoted socioscientific discussions, created conditions to verbalization, and used strategies aimed at the participation of students as partners in the discussion and interaction. On the other hand, the argumentative situations identified were not very significantly and that the teachers presented difficulties in developing, in the context of their own speech, specific verbal practices focused for the establishment of the argument and for the mobilization of scientific knowledge in the construction of arguments. The results show advances in the development of argumentation in socioscientific discussions, which are related to the establishment of an enabling environment to argumentative practice, and weaknesses with respect to the use of discursive strategies targeted specifically for the implementation and development of argumentative situations. These results point to the need for curricular proposals for the training of teachers of Science contemplate the arguments in the context of socioscientific discussions, with the objective of supporting the teacher to explore the discourse in the sense of causing the emergence and development of argumentative situations.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2012.
Appears in Collections:FE - Doutorado em Educação (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/12260/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.