Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/12154
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_PolíticasPreservaçãoDesenvolvimento.pdf892,03 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Políticas de preservação e desenvolvimento urbano no Brasil : dicotomias e similaridades conceituais
Outros títulos: Urban conservation and development policies in Brazil : conceptual similarities and dichotomies
Autor(es): Bezerra, Maria do Carmo de Lima
Ribas, Otto Toledo
Assunto: Planejamento urbano
Espaços urbanos - proteção ambiental
Desenvolvimento sustentável
Patrimônio cultural - proteção
Política urbana
Data de publicação: 2012
Editora: Programa de Pós-Graduação em Urbanismo da PUC-Campinas
Referência: BEZERRA, Maria do Carmo de Lima; RIBAS, Otto. Políticas de preservação e desenvolvimento urbano no Brasil: dicotomias e similaridades conceituais. Revista Oculum Ensaios, Campinas, v.15, p.100-115, jan./jun., 2012. Disponível em: <http://periodicos.puc-campinas.edu.br/seer/index.php/oculum/article/view/888/866>. Acesso em: 21 fev. 2013.
Resumo: O artigo procede à análise das lógicas que estruturam o domínio das ações de preservação e desenvolvimento urbano, apresentando um conjunto de polaridades que devem ser compreendidas para alcance de uma gestão urbana que integre as diversas dimensões do espaço urbano. Discute o necessário envolvimento da população na definição de estratégias de preservação, como forma de contrapor interesses individuais e coletivos presentes nas definições de prioridades de uso e ocupação do espaço. Conclui pelo necessário avanço de marcos legais da política urbana no sentido de que a preservação, seja cultural ou ambiental, passe a constituir uma dimensão assegurada do espaço, assim como hoje ocorre com as dimensões econômica e social da cidade. ______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The article examines the logic that structures the domain of conservation actions and urban development, presenting a set of polarities that should be understood in order to achieve urban management that integrates the different dimensions of urban space. It discusses the necessary involvement of the population in the definition of conservation strategies, as a way of countering individual and collective interests present in the definition of priorities for the use and occupation of space. It concludes with the advancement of a legal framework necessary for urban policy, so that preservation, whether cultural or environmental, begins to constitute an assured dimension of space, as occurs today in the economic and social dimensions of the city.
Licença: Oculum Ensaios - Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons (Attribution 3.0 Unported (CC BY 3.0)). Fonte: http://periodicos.puc-campinas.edu.br/seer/index.php/oculum/article/view/888/866. Acesso em: 21 fev. 2013.
Aparece nas coleções:TEC - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.