Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/12055
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_UsoPercepcoesAlimentacaoAlternativa.pdf99 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Uso e percepções da alimentação alternativa no estado da Bahia : um estudo preliminar
Outros títulos: Use and perceptions of alternative food in the state of Bahia : a preliminary study
Autor(es): Santos, Lígia Amparo da Silva
Lima, Aline Maria Peixoto
Passos, Ivana Vieira
Santos, Leonor Maria Pacheco
Soares, Micheli Dantas
Santos, Sandra Maria Chaves dos
Assunto: Política alimentar - Brasil
Assistência alimentar - Brasil
Levantamentos nutricionais - Brasil
Data de publicação: 2001
Editora: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Referência: SANTOS, Lígia Amparo da Silva et al. Uso e percepções da alimentação alternativa no estado da Bahia: um estudo preliminar. Revista de Nutrição, Campinas, v. 14, 2001. Suplemento. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732001000400006&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 5 fev. 2013. http://dx.doi.org/10.1590/S1415-52732001000400006
Resumo: O presente estudo faz parte de um projeto maior, intitulado "Avaliação das Políticas Públicas na Área de Alimentação e Nutrição Implementadas no Estado da Bahia, no período de 1994 a 1997". Teve como objetivo reconhecer como vem se dando o uso da alimentação alternativa nas populações de baixa renda no Estado da Bahia, bem como identificar a percepção que as mesmas têm sobre esta prática. Foram aplicados questionários em 1.380 domicílios distribuídos em localidades urbanas e rurais de 36 municípios. O estudo revelou que 57,2% da população estudada já ouviu falar da alimentação alternativa e, deste percentual, 46,8% fazem uso desta prática. O principal veiculador do uso da alimentação alternativa, conforme esperado, foi a Pastoral da Criança, referida por 33,6% dos entrevistados. Do total dos entrevistados, 70,7% demonstraram uma percepção positiva sobre a alimentação alternativa como uma estratégia que contribui para a melhoria das condições de saúde. __________________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The present study is part of a major project, entitled "Assessment of Public Policy in Food and Nutrition Implemented in the state of Bahia, between 1994-1997". The objective was to recognise how alternative food is being used in population with low income in Bahia as well as to identify their perceptions of these practices. Questionnaires were applied in 1.380 domiciles in urban and rural areas spread over 36 cities. The study revealed that 57.2% of the population has already heard about alternative food and, among these, 46.8% have used this food strategy. The main disseminator of the use of alternative food was, as expected, the "Pastoral da Criança"(Social Organization of the Catholic Church for Children) referred by 33.6% of the interviewees. This study also observed that 70.7% of the interviewees demonstrated a positive perception about alternative food as a strategy that contributes to improve the health conditions.
Licença: Revista de Nutrição - Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons (Atribuição-Uso Não-Comercial 3.0 Unported (CC BY-NC 3.0)). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_serial&pid=1415-5273&lng=pt&nrm=iso. Acesso em 7 fev. 2013
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1415-52732001000400006.
Aparece nas coleções:DSC - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.