Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/11900
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_OxybutyninTolterodineTreatment.pdf513,7 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Oxybutynin and tolterodine for treatment of neurogenic detrusor overactivity : a pharmacoeconomic evaluation in the Brazilian context
Autor(es): Suguino, Rodrigo Silva
Martins, Gisele
Campos, Brunna Carvalho Viana
Bessa, Raylayne Ferreira
Polli, Démerson André
Funez, Mani Indiana
Volpe, Cris Renata Grou
Assunto: Aparelho urinário - doenças
Urodinâmica
Medicamentos - formas farmacêuticas - Brasil
Data de publicação: Jun-2012
Editora: Universidade de São Paulo, Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Referência: SUGUINO, Rodrigo Silva et al. Oxybutynin and tolterodine for treatment of neurogenic detrusor overactivity: a pharmacoeconomic evaluation in the Brazilian context. Brazilian Journal of Pharmaceutical Sciences, São Paulo, v. 48, n. 2, jun. 2012. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-82502012000200006&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 16 jan. 2013. http://dx.doi.org/10.1590/S1984-82502012000200006.
Resumo: Antimuscarinic agents are the first-line choice for the treatment of neurogenic detrusor overactivity (NDO). The currently available antimuscarinic drugs have been widely studied in patients presenting idiopathic detrusor overactivity; however, investigations evaluating the effects of these drugs on NDO are scant, particularly with regard to cost-effectiveness analyses. A pharmacoeconomic evaluation was performed to compare the costs and effectiveness of oxybutynin and tolterodine in two different formulations, extended (ER) and immediate-release (IR), for the treatment of NDO (based on Brazilian maximal consumer price index). A systematic review of literature was conducted in order to obtain significant clinical and urodynamic data (based on expert opinion), concerning the effects of these drugs in the neurogenic population. Furthermore, a pharmacoeconomic evaluation was performed and costs involved were calculated based on percentage effectiveness obtained for the timeframes of one month and of one year. The best cost-effectiveness ratio (CER) was observed with oxybutynin IR for the urodynamic parameters. In terms of clinical parameters, oxybutynin IR and ER showed the best CER. Based on the key urological parameters analyzed, oxybutynin IR was considered the most cost-effective antimuscarinic agent. ________________________________________________________________________________________ RESUMO
A terapia antimuscarínica é vista como primeira escolha para o tratamento da hiperatividade detrusora de origem neurológica (HDON). No entanto, a maioria dos antimuscarínicos existentes é amplamente estudada em pacientes portadores de hiperatividade detrusora idiopática. Assim, existe escassez de pesquisas que avaliam esses fármacos na problemática da HDON, principalmente em termos de estudos de custo-efetividade. Diante isso, um estudo farmacoeconômico foi realizado (baseado no índice de preço máximo ao consumidor) para comparar os custos e a efetividade da oxibutinina e da tolterodina, em duas diferentes formulações, cápsulas de liberação imediata (LI) e controlada (LC), para o tratamento da HDON. Uma revisão sistemática da literatura foi conduzida para obtenção de dados urodinâmicos e clínicos relevantes (baseado em opinião de especialistas), quanto aos efeitos desses fármacos em pacientes com distúrbios urológicos de origem neurológica. Após essa etapa, um estudo farmacoeconômico foi conduzido e os custos envolvidos foram calculados sobre cada percentual de efetividade obtido, num horizonte temporal de 1 mês e 1 ano. A melhor razão de custo-efetividade (RCE) quanto aos parâmetros urodinâmicos foi obtida com uso de oxibutinina LI. Quantos aos parâmetros clínicos, oxibutinina LI e LC tiveram as melhores RCE. Baseando-se nos principais parâmetros urológicos analisados, oxibutinina LI foi considerada o antimuscarínico mais custo-efetivo.
Licença: Brazilian Journal of Pharmaceutical Sciences - Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons (Attribution-NonCommercial 3.0 Unported (CC BY-NC 3.0)). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_serial&pid=1984-8250&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 16 jan. 2013
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1984-82502012000200006
Aparece nas coleções:EST - Artigos publicados em periódicos
FCE-ENF - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.