Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/11832
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_CeciliadeMoraisCarreiro.pdf1,59 MBAdobe PDFView/Open
Title: Origem e diversidade genética de ovinos (ovis aries) crioulos na região do Pantanal/MS, Brasil
Other Titles: Origin and genetic diversity of the creole sheep on the Pantanal region, Brazil
Authors: Carreiro, Cecília de Morais
Orientador(es):: Paiva, Samuel Rezende
Coorientador(es):: Pimentel, Concepta McManus
Assunto:: Ovino
Genética animal
Issue Date: 19-Dec-2012
Citation: CARREIRO, Cecília de Morais. Origem e diversidade genética de ovinos (ovis aries) crioulos na região do Pantanal/MS, Brasil. 2012. xviii, 66 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências Animais) —Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
Abstract: A conservação de animais domésticos naturalizados é ponto estratégico para a ovinocultura brasileira. Rebanhos de ovinos adaptados a ambientes extremos, como a Caatinga Nordestina e o Pantanal Matogrossense, representam um boa fonte de recurso genético para melhor adaptação de raças comerciais com baixo padrão zootécnico no Brasil. Para a introgressão de caraterísticas de rebanhos com alta resistência parasitária e alta conversão alimentar, o entendimento e o mapeamento dessas populações nativas são essenciais. Com o objetivo de aumentar os conhecimentos sobre o material genético de ovinos naturalizados, o Laboratório de Genética Animal da Embrapa Cenargen (Brasília/DF) vem realizando estudos com o grupo genético ovino Pantaneiro. Estudos preliminares evidenciam uma maior diversidade genética da população desses ovinos em relação a outras raças naturalizadas. Diante desse fato, o presente estudo analisou dez populações de ovinos Pantaneiros do estado do Mato Grosso do Sul (Brasil) para aprofundar os conhecimentos sobre este grupo genético. A amostragem envolveu animais de rebanhos convencionais e de núcleos de conservação, bem como englobou amostras de ovinos Crioulos para comparação, totalizando 343 amostras. O uso de Crioulos baseou-se na proximidade desses dois grupos. Fenotipicamente, os ovinos Pantaneiros assemelham-se à raça Crioula e esta origem deve ser investigada. Primeiramente, o estudo focou nesta proximidade entre os grupos. Para tal, a identificação de haplótipos por meio de marcadores mitocondriais e nucleares foi feita na tentativa de verificar possíveis diferenças entre OPT e OCL. Paralelamente também por meio de sequenciamento e genotipagem, observou-se o nível de divergência genética entre as várias populações de ovinos Pantaneiros. Os cálculos de diversidade haplotípica, diversidade nucleotídica e AMOVA foram realizados para inferir o grau de diferenciação entre os rebanhos OPT analisados. A partir desses dados, será possível desenhar um plano de conservação e manejo deste grupo localmente adaptado à difícil região do Pantanal. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The conservation of naturalized domestic animals is a strategic point for the Brazilian sheep industry. Flocks of sheep adapted to extreme environments, such as the Northeastern Brazilian Caatinga and the Brazilian Wetlands (also known as Pantanal) represent a good source of genetic resources to better fit commercial breeds with low standard livestock in Brazil. For introgression of herds characteristics with high parasitic resistance and high feed conversion, understanding and mapping these native populations are essential. Aiming to increase knowledge about the genetic material of naturalized sheep, the Laboratório de Genética Animal of Embrapa Cenargen (Brasilia/DF) has been studying the Pantaneiro genetic sheep group. Preliminary studies show a high genetic diversity of the population of sheep in relation to other naturalized breeds. Given this fact, this study analyzed ten Pantaneiro sheep populations from Mato Grosso do Sul (Brazil) to deepen the knowledge about this genetic group. The sampling involved animals from conventional herds and conservation centers, as well as South American Creole sheep for comparison, totalizing 343 samples. The use of Creole sheep was based on the proximity of these two groups. Phenotypically, Pantaneiro sheep resemble the Creole and this source should be investigated. Firstly, this study focused on these groups proximity. For this purpose, the haplotypes identification by mitochondrial and nuclear markers was done in the attempt to determine possible differences between OPT and OCL. Also, by sequencing and genotyping, the level of genetic divergence among the various OPT populations was observed. Estimates of haplotype diversity, nucleotide diversity and AMOVA were performed to infer the level of differentiation among the analyzed OPT herds. From these data, it will be possible to draw a plan of conservation and management of this group locally adapted to the difficult region of the Pantanal.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2012.
Appears in Collections:FAV - Mestrado em Ciência Animal (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/11832/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.